História A novel out of music - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Justin Bieber, Lisa Manoban, Romance
Visualizações 16
Palavras 1.107
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oie, tudu bom?








BOA
LEITURA
XUXUS!

Capítulo 11 - Minha História


Fanfic / Fanfiction A novel out of music - Capítulo 11 - Minha História

Canada, London

POV Lisa Manoban

Depois que Ryan saiu fui ao mercado comprar algumas coisas e quando voltei percebi que tinha deixado a porta destrancada e se Ryan soubesse me mataria, e se alguém nos assaltar? ai meu deus, eu sempre penso no pior, entrei com muito medo que tivesse um bandido dentro do meu quarto mas não tinha, pelo menos não na cozinha e na sala mas ainda não vi no meu quarto.

-Tem alguem aqui?-eu sei, totalmente burra né?quem é que pergunta se tem alguem em casa na propria casa?e certeza de que se tivesse algum bandido ele iria falar "tem, eu só estou esperando voce vim aqui pra te assaltar''. que burra.

Vou até a cozinha e pego um remedio pra dor nas costas, comprei um na farmacia quando estava voltando do mercado. Acho que ouvi um barulho vindo da sala mas não ligo, deve ser o Stuby (o Huski Siberiano do Ryan), ele faz uma bagunça tremenda no apartamento mas eu amo ele, costumo deichar ele do lado de fora, no ''quintal'' mas ele fica latindo pra vir pra dentro.

-oque foi Stuby?-pergunto abrindo a grande porta de vidro pra ele entrar-ain como voce é fofo-falo fazendo carinho no pelo dele -vem ca, aaaa-saio gritando pelo apartamento, Stuby adora correr atras do Ryan e quando ele alcança Ryan, ele lambe ele, mas comigo é diferente, quando ele me alcança ele morde minha roupa inteira -PARA STUBY-grito e vou correndo em direção a porta e quando vou passar por ela, alguem abre a porta e eu dou de cara com -que?-falo quando vejo aqueles olhos caramelados  ali bem na minha frente, oque ele ta fazendo aqui?será que ele ja leu minha carta?

-oi, porque o cachorro do Ryan está mordendo sua roupa?-fala e olho pra baixo e vejo Stuby mordendo a barra da minha calça e Justin começa a gargalhar feito um bobao, que graça tem?

-malandrinho-falo com os olhos semicerrados e Stuby sai correndo pelo apartamento, olho pra Justin e ele da um sorriso pra mim -quer entrar?-falo 

-não foi voce que disse que não era mais pra mim vir aqui?-falou e eu fui fechar a porta mas ele me impediu colocando a mão na frente

-que foi?

-eu perguntei se voce queria entrar mas se voce não quer tudo bem-falei e ele riu e entrou no ape

-recebi sua carta-falou sentando no sofa e eu sentei no outro -eu não mordo -falou e eu ri negando -só se voce quiser -falou e eu me sentei do seu lado no sofá 

-eu não quero-falei e ele negou

-eu acho que voce quer sim-falou e eu me afastei um pouco

-Justin, da pra falar logo oque veio fazer aqui?-falei e ele assentiu

-quero que saiba a verdade sobre tudo isso Lisa-falou serio e abaixou a cabeça-meu tio é traficante, desde pequeno eu sempre amei ele, e ele sempre foi meu tio favorito Lisa-Justin me explicava com um olhar triste que me quebrava o coração-um dia eu resolvi ir visitar ele e quando cheguei la vi uns cinco homens batendo nele, foi a cena mais horrivel da minha vida-quando Justin me contou isso peguei na mão dele e vi uma lagrima escorrer pelo seu rosto, peguei o rosto dele limpando a lagrima

-Jay Be se voce não quiser contar sobre isso tudo bem-falei e ele negou

-eu to bem Lisa-falou e eu assenti e ele continuou -então, quando vi aquilo chamei a policia, mas quando eles chegaram ja era tarde os homens ja tinham fujido e meu tio foi levado ao hospital, eu fui com ele e não falei nada pros meus pais nem pra ninguem, os medicos perguntaram pra mim se eu tinha algum familiar mas eu não falei, falei que só tinha ele no mundo e que ele não poderia morrer

-porque fez isso?-perguntei curiosa e Justin me olhou

-quando os medicos deixaram eu ver ele, meu tio me falou que era pra mim ficar quieto e que esse seria o nosso segredo-falou e fiquei ainda mais curiosa-eu tinha apenas 15 anos Lisa, era um moleque medroso e é claro que faria oque ele mandasse naquele momento-Justin falou e eu ri do jeito dele

-Ryan me disse que voce foi morar com ele quando completou 18 anos

-sim, depois disso eu não parava mais de ver aquela cena na minha mente e quando completei 18 fui morar com ele em Cancún, nesse tempo que fiquei la descobri oque ele fazia e com a raiva que sentia daqueles homens, pedi pra ele me "ensinar" tudo que ele sabia sobre esse mundo. fiquei 2 anos la e quando voltei não era mais o mesmo, meu unico objetivo era encontrar os homens que fizeram aquilo com meu tio e matar todos eles-Justin falava e agora a tristeza deu lugar a raiva em seu olhar -quando voltei criei a gangue e como consequencia virei um traficante e agora uso drogas, mas tudo isso só começou por um unico objetivo lisa

-a vingança-falei de cabeça baixa

-isso-falou e eu olhei pra ele pra ver se ele estava brincanco ou algo do tipo mas não era, Justin guarda muito rancor desses homens e ele não vai descansar enquanto não os achar

-Justin...

-Lisa eu sei que voce vai falar pra mim parar com isso e que é errado, mas é meu tio e eu vi tudo aquilo bem de frente, eu quase perdi ele por causa deles e agora eu não vou descansar até achar eles Lisa-Justin falou e eu abracei ele, foi um impulso, acho que era como se eu quizesse de algum modo tirar aquela tristeza dele

Canada, London

POV Justin Bieber

-eu te adoro Justin -poderia ser amo no lugar de adoro?sim poderia

-tem certeza?-perguntei e ela me olhou nos olhos

-porque a pergunta?

-eu falei tudo isso pra voce e voce fala que me adora?-ela devia me expulsar da casa dela, me bater, me expulsar da vida dela

-sim-falou e eu beijei ela, ha, tava com tanta saudade de sentir seus labios contra os meus, sentir minha lingua percorrer cada canto da boca dela -tenho-falou quando paramos o beijo por falta de ar e eu a olhei confuso

-tem oque?

-tenho certeza que te adoro-falou sorrindo, o melhor sorriso de todos e eu sorri de orelha a orelha

-te amo-falei e a beijei

-espera-falou e a olhei confuso-voce disse que era segredo seu e do seu tio então porque me falou?

-porque, entre falar pra voce e ficar com voce e entre, não falar e voce ficar brava comigo, hum, prefiro falar e ficar com voce-falei e ela deu um sorriso largo.

Amo essa loirinha.


Notas Finais


gostaram?
desculpem os erros ortograficos okay?

Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...