História A número 5 - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Beatles
Tags The Beatles
Exibições 12
Palavras 778
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, depois de muito tempo fora. Estava tendo uma crise de criatividade, mil desculpas 💜⭐️

Capítulo 10 - Uma semana depois


Já faz uma semana desde eu comecei a trabalhar com os Beatles, incrível não é mesmo? Nesse meio tempo eu consegui terminar aquela música que eu mostrei quando conheci eles, all my loving; conhecer eles melhor, só um pouco; e entrar no estúdio da EMI sem ter que mentir. 
Já é uma sexta- feira, estão todos cansados, após de gravar 3 músicas seguidas. Posso dizer que sou previlegiada, porque fico sentada( ou deitada) só escrevendo, ou tentando ter ideias. Agora estou escrevendo uma música nova, uma que estou realmente orgulhosa, Till there was you, quando chega na sala uma loira com um rosto redondo, que me olha com ar desconfiado. 
- Oi. - eu digo sem sair do sofá. - tudo bem?
- Sim. - ela continua meio desconfiada. - Quem é você? 
- Eu sou a nova assistente. - era o que eu tinha que falar toda vez que me perguntassem isso perto dos meninos. - e você?
- Cynthia.- ela chega perto de mim. - John me falou de você. 
Eu me levanto e a dou um beijo no rosto, aquela era a esposa do John. Ele já tinha falado de mim? Isso é bom, quer dizer que a minha tentativa de me aproximar dele e dos outro integrantes estava dando certo. 
Tentar ser amiga deles estava sendo um desafio para mim, pois tenho que driblar a minha vergonha e tentar dar o meu melhor para agradá-los. Eu tenho conseguido virar colega de todos, menos do Paul. Ele está meio defensivo, mas tudo bem. 
Eles terminam a música e vem falar com a gente. Todos dão "oi" para a esposa de John, que logo diz:
- Eu e John vamos jantar hoje. 
- Onde vai ficar o Julian? - Ringo pergunta franzindo o cenho. 
- Quem é Julian? - eu pergunto meio confusa. 
- Um dos meus 5 filhos, Summer. - eu provavelmente fiz cara de assustada pois ele logo disse a verdade. - Ele é filho único. 
- Vocês podem me responder?!- Ringo exclama. 
- Com a babá. - Cynthia fala. Então John a puxa para fora com uma cara de " me mate", está de saco cheio, como sempre. 
- Vocês querem ir fazer alguma coisa na minha casa? Ouvir música, ver TV?- nessa semana eu também já tinha comprado uma televisão, uma vitrola, um fogão e um colchão. 
- Eu tenho que ir. - Paul diz esperando os remanescentes do estúdio perguntarem por quê. - Vou sair com a Jane. 
- Eu também tenho compromisso. - Ringo se despede. 
- Pode ser. - George aceita. 
Íamos ter mais uma momento desconcertante entre nós de novo, mas qualquer oportunidade fazer amizade com um dos caras estava ótima. 
Como da última vez, saímos meio escondidos para chegar no carro do George, que estava estacionado bem perto. Entramos nele e eu falo para o meu "motorista" o endereço. Dessa vez não quero silêncio entre nós então puxo assunto:
- Você tá animado com o álbum?
- Sim, só queria que nós fizéssemos sucesso nos EUA. 
- Mas vocês vão conseguir. 
- Não sei. 
- Eu estou sendo legal?- eu estou realmente preocupada, como você pode perceber. - seja sincero. 
- Eu acho que sim. Se você tá perguntando pelo Paul, não se preocupa. Ele acha que você tá ameaçando o espaço criativo dele e ele quer te intimidar. 
Não sei como eu conseguiria ameaçar o espaço criativo de alguém, mas tudo bem. 
- Eu sinto como se eu tivesse invadindo a relação de vocês. Sei lá. Quer um cigarro? - eu tiro um maço da minha saia. 
- Uhum. - ele acende o cigarro e continua a dirigir.
Antes que pudesse falar algo já estávamos na porta do meu edifício. 
George subiu as escadas com dificuldade. Ninguém da banda gosta de esporte, Ringo me contou depois de eu perguntar sobre futebol, algo que sou grande fã. 
No meu apartamento eu e George ficamos assistido TV até eu descobrir sobre a paixão dele por filmes e começarmos a tagarelar como crianças no primeiro dia de aula, ele também me explica como a Cynthia e o John ficaram juntos e tudo fica mais claro. Comemos uns cookies e ouvimos Chuck Berry até dar uma da manhã e ele dizer:
- Eu tenho que ir embora, já tá tarde, não quero te incomodar. - ele já estava abrindo a porta. - Obrigado, foi divertido. 
- Eu que digo obrigada. - eu me despeço. - Até segunda- feira. 
Eu fecho a porta quando ele já está no quinto andar e sento em meu colchão. Ele está sendo um bom amigo, agora eu tenho que conseguir isso de todos os outros. 


Notas Finais


Comentários são sempre bem-vindos 💜😘. Me desculpem pelo capítulo não ser tão bom, vão existir melhores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...