História A origem do Haru-chan - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Maya-Hime

Postado
Categorias Free!, Orenchi no Furo Jijou
Personagens Haruka Nanase, Makoto Tachibana, Personagens Originais, Tatsumi, Wakasa
Tags Crossover, Free, Harumihatae, Makoharu, Mpreg, Orenchi No Furo Jijou
Visualizações 186
Palavras 818
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Musica: Todo Azul do Mar/Cantor: Flávio Venturini

Capítulo 1 - O inicio de um amor


Fanfic / Fanfiction A origem do Haru-chan - Capítulo 1 - O inicio de um amor

-Tatsumi…- o rapaz loiro metade humano e metade peixe estava dentro da banheira gritando pelo nome do dono da casa. Ele estava preocupado com a falta de resposta do moreno, mas por ser tritão e ser tão dependente da agua, não podia sair da banheira em busca do outro. -Tatsumi...-

 

Depois que Tatsumi salvou ele e o levou para casa do mesmo, o loiro sente que se não estiver com o moreno, a sua vida não tem sentido.

 

-Ele está demorando…-  Wakasa olhou para o relógio que o Tatsumi tinha deixado no banheiro para que o loiro tivesse a noção do tempo.  - Tatsumi nem falou que teria hora extra...-  O loiro debruçou-se na borda da banheira. “Eu queria ser humano, para poder sair com Tatsumi...”

 

“Eu posso realizar seu desejo...”, uma figura de uma fada pequena estava voando sobre o ombro do Wakasa-kun.

 

-Wakasa, Tadaima! - Tatsumi entrando no banheiro encontrando o loiro dormindo. O moreno se sentiu culpado, por que não avisou ao loiro que depois do serviço ele sairia com uns colegas de faculdade. E pela fisionomia do outro, ele adormeceu preocupado com a demora dele.

O moreno se despiu e entrou no box, tomando seu banho no chuveiro...”Queria que Wakasa fosse humano, para poder levar ele para um encontro…”

 

Tatsumi saiu do banho com a toalha enrolado na cintura, foi até o Wakasa e depositou um beijo em seu rosto adormecido. -Boa noite, Wakasa...- O moreno saiu do banheiro indo para o quarto dele.

 

-Por favor, deixa eu realizar o sonho deles? - Fadinha

-Nada disso, a última vez que você fez algo do tipo, acabou em tragédia....-

-Mas, aqueles dois se amam.... E eles tem que viver juntos.... Por favor deixa eu fazer meu papel de fada madrinha, vai...- A Fada ficou com um olhar choroso

-Tudo bem.... Espero não me arrepender...-

-Ahhh, obrigada…- A pequena fada madrinha do Wakasa sorriu.

-Espero que dê certo....-

-Estou indo, beijinhos…- A Fada voou para seu quarto.

-Meu rei, o senhor sabe que a Anne, vai fazer algo errado igual as outras vezes, né?-

-Eu sei, mas, tenho que acreditar na minha filha... E também sei como é amar alguém tão diferente....-

 

-Bom dia Tatsumi...- Wakasa viu o moreno entrando no banheiro para se higienizar...

-Bom dia.…-  Tatsumi pelado,  entra na banheira ao lado do loiro.

 

“Para com isso Wakasa.... Você já viu o Tatsumi pelado várias vezes. Por que hoje estou tendo uma quentura? ”

 

­-Wakasa, você está bem? - O moreno encarou o outro de uma forma preocupada. - Seu rosto está vermelho....-

 

-Ahhh... eu estou bem...- Wakasa colocou a sua calda sobre o rosto do outro para que o mesmo não ficasse encarando. - Por que voltou tão tarde ontem? - Perguntou evitando o moreno.

 

-Sai com uns amigos de faculdade. Depois do trabalho…- Tatsumi sorriu timidamente 

-Só com amigos? - Wakasa rebateu com um tom de ciúmes, não encarando o moreno.

-Tinha algumas amigas...-  Tatsumi se acomodou na banheira, achando graça o tom do ciúme do loiro.

Wakasa não falou nada, mas, foi para o lado do moreno e sentou de costa para outro.

 

-Waka...- Tatsumi acariciava o cabelo do loiro

-Eu não estou com CIUMES…-  Wakasa apoia a cabeça no ombro do outro.

- Ok, vou fingir que acredito...- A mão do Tatsumi foi acariciando o mamilo do loiro

-Tatsu...- Wakasa gemeu ao receber um aperto no mamilo direito

-Deixa eu te beijar...- Tatsumi segurando o rosto do loiro e roubou um beijo do mesmo...

-Tatsumi...- Wakasa parou de beijar o moreno por falta de ar.

 

“Eu te quero Wakasa... Quero teu corpo....”

 

-Bom, deixa eu...-  Tatsumi saiu do banheiro deixando o loiro sozinho, não dava para ficar perto do mesmo, sem ficar constrangido por estar excitado.

-Tatsumi....-  Wakasa ficou com ponto de interrogação achando que fez alguma coisa errado.

 

“O que eu fiz de errado? “

 

O moreno foi para seu quarto e vestiu o seu pijama... -Eu te amo Wakasa...- Tatsumi estava deitado na cama , observando o teto do seu quarto.

 

 A fada observava os dois.

 

“MEU DEUS VOCÊS SÃO DOIS CABEÇA DURA…”

“Vou ajudar esse lindo amor...”

 

­-Tatsumi...- Wakasa meio choroso, mergulhou e ficou observando o teto do banheiro.


Quando eu mergulhei
No azul do mar
Sabia que era amor
E vinha pra ficar

Daria pra pintar
Todo azul do céu
Dava pra encher o universo
Da vida que eu quis pra mim

 

-Wakasa... Acorda...- A fada Anne acordava o loiro

-Hummm…-  Ele logo despertou e viu uma figura nova no banheiro

-Oi, eu sou sua fada madrinha - Anne sorria feliz, finalmente poderia realizar o sonho do loirinho

-Prazer, mas, por que eu tenho uma fada madrinha? -  Wakasa olhava a figura sentada na borda da banheira

-Vim realizar o seu sonho em ser humano…- Anne cariciando o cabelo do loiro

-Como? - Wakasa com uma pontada de alegria em poder ficar com seu amado Tatsumi.


Notas Finais


ESSA FIC VAI DEMORADA PARA SER ATUALIZADA, MAS, VOU ATUALIZAR SIM SENHOR... QUANTO TIVER MAIS EU ATUALIZO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...