História A Origem dos Guardiões: O retorno do Rei dos Pesadelos - Capítulo 5


Escrita por: ~

Visualizações 204
Palavras 286
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não há mais Bicho-papão. Breu agora é o senhor de todos os pesadelos.

Capítulo 5 - Respeito


            Seu esconderijo estava exatamente do jeito que havia deixado. Ninguém esteve ali. Nesta noite também não estaria. Ninguém nunca estava com Breu, só seus pesadelos.

            Esta noite, Breu se esgueirara nas sombras, por baixo das camas, como sempre fizera. Mas dessa vez não estava atrás de sustos e pesadelos. Não, esta noite, Pitch queria o mais simples e verdadeiro medo. Apagou todas as luzes em seu caminho e, na calada da noite, alimentou-se do medo das crianças que não podiam dormir no escuro.

            E quanto maior o medo, as areias de Breu o transformavam em algo mais sublime. Do choro de uma criança, Breu ganhou a bainha de sua espada. Do grito de outra, sua farda preta e vermelha. Dos soluços de uma menininha, as botas vermelhas da aurora dos tempos.

            Ao fim da noite, Breu era outro. Até mesmo seus pesadelos estavam mostrando-lhe mais respeito. E quanto àquele covil imundo? Um gesto bastou para que as areias negras dos pesadelos o transformassem em algo digno… digno de um REI NEGRO.

-Eu sou uma alma solitária… -disse enquanto subia as escadarias que se formavam a sua frente. –Sou o escuro que toma conta das noites mais assustadoras desde a aurora dos tempos. E nenhum Guardião será capaz de me derrotar. –os pesadelos se agitaram ao seu redor enquanto um castelo se formava de toda aquela areia preta. –Não tem mais Breu, não tem mais bicho papão... e em breve não haverá mais Guardiões também. – Breu sentou-se no trono escuro. –Eu sou o Rei dos Pesadelos.

            Os cavalos se curvaram diante da figura assustadora e respeitável que Breu se tornara. Ele agora era o próprio medo. O senhor de todos os pesadelos.

-FIM DA PRIMEIRA PARTE-


Notas Finais


E o próximo capítulo já está ali em baixo! Boa leitura =)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...