História A Paquera do OLX - Kaisoo - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Sammy_Manu

Postado
Categorias EXO
Personagens D.O, Kai
Tags Aegyo, Bicicleta, Compradores, Exo, Jongin, Kai, Kaisoo, Kyungsoo, Marcela, Muito Vestido, Olx, Pipi, Rosa, Vendedores
Exibições 127
Palavras 1.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fantasia, Lemon, Magia, Misticismo, Orange, Poesias, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Super Power, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey hey hey
Volatamos com mais um capetolooooooo

Esse ficou mais 100timental

Mudamos os png's da capa :DDDDD

Planejo mudar eles a cada 3 caps :>

E sem enrolações
Vamos ao que enteressa

Boa leitura
Nos encontramos nas notas finais
:DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD

Capítulo 4 - Nini


Fanfic / Fanfiction A Paquera do OLX - Kaisoo - Capítulo 4 - Nini

Capítulo 4 – Nini

 

Acordei ao amanhecer e não senti o peso de Jongin ao meu lado, pisco diversas vezes até enxergar direito, percebo uma presença escorada na famosa Sehun (porta). Percebo que era Jongin, o mesmo me olhava com um sorriso enorme estampado na cara.

- Bom diazinho, Kyungsoo. – Ele se aproxima do grau, chegando mais perto da novinha, que no caso sou eu, depositando um beijo na minha famosa testa.

- Bundinha! – Pulo da cama e assusto Jongin, fazendo o mesmo ter um sobressalto (pulo do saci) e BERRANDO, caiu no chão.

- Nosa Dô Quiunçu, vose minha susto, vinhado. – Ele diz fazendo manha.

- Seu idiota! *rio* TE ASSUSTEI COM O PULO DO GATO *lago*. – Digo dando risada enquanto o mesmo se recupera do susto.

 

Vou correndo ao banheiro porque tinha percebido que meu pipi estava balançando, à procura de roupas.

- Alô Jongin, traga umas roupas para mim, por favor?

- Já levo! Tô’ fazendo Danoninho no congelador! – Ele diz alto.

- É SÓ POR A PAZINHA! – Grito do banheiro, esperando que ele complete.

- COLOCAR NO CONGELADOR! – Porra! Ele continuou! Vou me casar com ele, me lembe.

- E TÁ’ PRONTO O SORVETINHO! – Gritamos juntos e começamos a rir igual a dois apalermados.

Jongin traz as famosas roupas para mim e me traz também seu charme e seu conjunto facial, tocando sua boca na minha em um movimento sexy.

- Você é bem-apessoado, Do Kyungsoo.

- Seu conjunto facial é bem elegante. – Ele ri do adjetivo e me beija novamente.

Já vestido, fui em direção da cozinha e o encontrei comendo um picolé de Danoninho. Ele era tão lindo, me lembe.

- Me lembe.

- Quê? – Perguntou incrédulo. Ao rir, percebi que ele achou que eu estava brincando.

- Sério, me lembe. Não é zoas. – Ele me olha sério.

- Tá. Vou te chamar de sorvetinho, posso te enfiar a pazinha? – Me olha com cara de safrado.

- Quando quiser.

Ele me puxa pra um beijo sexy e envolvente, até que deixa cair meu sorvetinho, mas não nos separamos. Até que o celular dele toca, ele atende.

- Alô?

- Oi, Jongin?

- Sim. O que quer?

- Você desapareceu desde ontem de tarde, onde você está?
 

Era uma voz feminina, e então eu gelei. Queria acreditar que era apenas a mãe dele.

 

- Estou na casa de um amigo, dormi aqui. Qual o problema?

- É que eu estou com saudades de você Nini...
 

Nini? Que tipo de apelido era esse? Vai lavar a famosa casa da sua mãe, aquela cachorra.

 

- Saudades do quê?

- Como assim “do quê”, Jongin? De você, dos seus toques, das suas carícias, seus beijos... Tudo!

Quê? Carícias, beijos, toques... Ele não era gay? Ou ficou comigo só porque viu meu pipi acordado?

 

- Foi só aquela vez, Seoyeon!

- Mas eu me apeguei, Oppa... Por favor! – Fala com voz manhosa.

Ridícula. *sons de vômito*

Então Seoyeon era o nome daquela talarica pão com ovo. Tomara que morra engasgada de tanto chupar pipi de velho.

 

- Foda-se, minha “irmã”! Eu já te disse que foi só daquela vez! Fazem 2 anos, Kim SeoYeon!

 

2 ANOS??? PUTA NÃO SE APEGA!!! VAI TER FILHO COM SEU PAI SUA MULHER PROMÍSCUA!!!

 

Jongin desliga a ligação e olha pra mim com uma cara de preocupação, enquanto eu estava apenas com uma de desprezo, pensando “Como esse canalha pode me lember e depois fazer isso???”, até que ele me profere a palavra.

- Desculpe-me, ela era uma garota que eu gostava à 3 anos atrás, 7 meses e 28 dias, com quem eu apenas transei, foi uma vez, e eu já não gostava mais dela. – Tarde de mais, eu já havia começado a chorar.

- E vai ser o mesmo comigo, Kim Jongin? Por mais que foi só uma noite, eu realmente gostei de você, ainda não tenho certeza do meu sentimento por você, mas esse tempo foi show de bola, eu realmente gostei muito. E aí você ferra com tudo, assim como você fez com essa tal “Seoyeon”? – Eu digo, chorando igual uma cachoeira alada.

 

~Música do Comercial~

Desgupa.

Seu popô no meu pipi

Seu pipi no meu popô

Meu pipi no seu popô

Meu popô no seu pipi

 

Seu pipi no meu popô

Seu popô no meu pipi

Meu popô no seu pipi

Meu pipi no seu popô

 

Pipi popô, popô pipi, pipi popô popô pipi popô pipi pipi popô

 

Aiiiiii!

Seu popô no meu pipi

Seu pipi no meu popô

Meu pipi no seu popô

Meu popô no seu pipi

 

Seu pipi no meu popô

Seu popô no meu pipi

Meu popô no seu pipi

Meu pipi no seu popô

 

Pipi popô, popô pipi, pipi popô popô pipi popô pipi pipi popô

 

Ai, ai, ai

É aí?

 

Popô pipi, pipi popô, popô pipi pipi popô pipi popô popô pipi

 

Obrigada.

~Fim da Música do Comercial~

 

- Não! Caralho, eu já conversei com ela e disse que era só um lance de uma noite e nada mais, e ela não entende! – Ele estava tremendo, ainda não sei o porquê. Mas eu continuava chorando.

- Então o nosso lance foi só de uma noite? – Pergunto, incrédulo.

- N-não! Se tudo der certo, vai ser de todos os dias, meses e anos. – Chorei mais, já tinha escutado isso antes, foi o meu pior relacionamento.

- Aposto que quando você estava apaixonado por essazinha, você também queria ficar todos os dias, meses e anos com ela!

- FOI UMA PAIXONITE ADOLESCENTE, CARALHO! *respora* Eu também senti algo especial com você, foi como se eu tivesse achado a outra metade da minha panela! – Ele diz pegando nas minhas mãos, olhando INTENSAMENTE para os meus olhos.

- Ou é a outra metade da laranja, ou a tampa da panela! Misturar os dois não dá muito certo! – Corrijo ele enquanto dou risada da sua falta de atenção.

- Desculpa! Eu tô’ nervoso, lek. *ri* Viu?! Você é bem mais lindo sorrindo! – Por mais que eu soubesse que era mentira, que sim, tinha outra ocasião que eu ficava mais lindo -essa mesmo-, eu ri dele e da sua expressão, ele estava esplêndido, exuberante.

Ele me beijou calmamente, transmitindo para mim algum tipo de proteção.

- Acho que agora eu tenho certeza do meu sentimento por você, Kyungsoo. – Ai gente, socorro, vou ter um infarto cerebral no joelho esquerdo superior, situado na região sul.

 

To be continued... *música do mene*


Notas Finais


Eai, o que acharar??

* Kim Seoyeon é uma modelo sul-coreana e blábláblá *

Comentar não kai pipi :3

((( perceberam que hoje eu to mais sóbria?? )))

[[[ beijosossoosos ]]]

{{{ ESSA FAMILIA EH MUITO UNIDAAAA PRAAAARAM }}}


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...