História A perfeição do imperfeito - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias NCT U
Personagens Jaehyun, Taeyong
Tags Jaeyong, Taejae
Exibições 155
Palavras 487
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


meninas que ficam pensando no otp ate mais tarde nao conseguem dormir e acabam escrevendo nonsense me add

Capítulo 1 - Desejo.


              Teu carro de luxo rodeava por entre as ruas quase vazias daquela cidade quase fantasma; Exceto por nós e pelos policiais que andavam por trás da gente, aquele lugar estava vazio.

              Acelerou. Suas mãos apertaram o volante com força e eu pude jurar que nossas risadas foram ouvidas na cidade vizinha. O teu carro vermelho continuou a andar em alta velocidade naquela estrada de chão, a sirene do carro policial era ouvida de longe. Coloquei minha cabeça para fora da janela no intuito de observar o local; Vazio. Prédios abandonados e ervas daninhas em meio à grama. O carro preto com luzes piscando em cima estava prestes a nos alcançar e foi isso que fez com que eu sentisse mais adrenalina. Fechei a janela do carro e soltei meu cinto de segurança, minha mão passeou por toda a extensão do teu pescoço e eu ouvi sua risada; Você aprovou aquilo, eu sei bem disso, desgraçado. Sorri, aproximando-me mais de seu corpo.

              Foi no instante em que você pisou no freio que eu mordi seu pescoço com força. Gemeu e deu a volta na estrada, estávamos em uma porcaria de uma fuga policial e tudo o que eu mais desejava no momento era você. E você me desejava. Convivemos juntos o suficiente para eu saber o quanto você me desejava naquele momento, sim. Passei minha língua por seu pescoço e clavícula e deixei que guiasse o carro em alta velocidade até a cidade do lado; O som da sirene se afastava aos poucos, mas minha adrenalina ainda aumentava. Mordi o canto de sua orelha e suspirei; Eu não sei se sentia mais raiva, tesão ou amor. Você destruiu o restante da minha vida e tudo o que eu conseguia pensar era em como você ficava lindo pra caralho dirigindo a merda de um carro roubado com um cigarro no canto dos lábios. Este, que puxei para mim. Traguei o restante e larguei-o pela janela, pedindo para que você parasse o carro; Recusou. Sábia escolha, afinal de contas, eu ainda conseguia ouvir a polícia por perto.

              Parou o carro vinte minutos depois, em um posto de gasolina abandonado. Puxou-me para o seu banco e sorriu para mim. Eu te xinguei em todos os idiomas que eu conhecia. Te xinguei por ser tão imperfeitamente perfeito, Jaehyun. Te xinguei porque eu queria que você parasse com suas provocações ridículas e me fodesse naquele banco de carro, em um posto abandonado. Eu só queria sentir você da melhor forma, e eu agradeci em meio a gemidos por você saber ler meus olhares tão bem.

              Agradeci quando você puxou minha camisa para cima e agradeci quando me empurrou para o banco traseiro do carro; Agradeci quando suas mãos passearam por meu corpo e quando você disse em voz baixa e rente ao meu ouvido o quanto eu era seu, o quanto eu sou seu e o quanto eu serei seu enquanto estivermos vivos.


Notas Finais


amo jaeyong fora da lei e vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...