História A poesia perfeita - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Drama, Romance
Exibições 56
Palavras 1.359
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei
Quero agradecer por tudo, pelos favoritos e pelos comentarios
Fico feliz por essas loucas comentarem coisas malucas demonstrando opnião
amo voces por de mais
Surpresa pra Jessica no proximo cap
E a Amanda, peço que não queiram matar ela
Ela e uma otima pessoa que tem relaçoes com o Bieber ta? Nao matem ela!
E uma homenagem a Amanda a minha leitora de Marginal love que pegou meu whats por la e veio me parabenizar por tudo, dizer coisas lindas que eu ate chorei. Serio.
Igual ontem
Genteee do ceu eu chorei com os comentarios de voces, indicando umas as outras a minha fic, coisa mais lindaaa Senhor!!
Serio chorei e ainda mostrei para minha mae, de tão emocionada! Obrigada por tudo mesmo!!

Capítulo 5 - Dia ruim


Fanfic / Fanfiction A poesia perfeita - Capítulo 5 - Dia ruim


POV Justin Bieber




-Vamos da uma festinha em comemoração.-Cris comenta mas eu permaneço calado, não estou pra clima.


-Também acho, preciso pegar mulher cara.-Ryan comenta frustado.


-Soube daquela garota da festa, alguem me disse que você se encantou.-Chaz fala sorrindo malicioso.

So estavamos nos quatro, Chaz, Ryan, Cris e eu, os mais grudados, na sala assistindo um jogo de basquete em pleno domingo.


-Ryan não se apega e ela nem era tudo isso.-ele tenta fazer graça mas nos reviramos os olhos.


-Então ta...-Chaz fala.-E você Bieber, porque esta assim?-saio dos meus pensamentos ouvindo Chaz chamar.


-Ontem.-suspiro.-A Aria sumiu na boate e eu fui procurar, mas não achei então fui liguei e ela rejeitou todas as chamadas, perguntei se estava bem e ela respondeu que estava e que queria ficar sozinha.-solto um suspiro frustado.


-Sabe o que eu acho? Que ela viu você pegando a Amanda e não gostou.-Ryan sugere e eu o olho confuso.


-Porque ela não gostaria? A Amanda é uma pessoa incrivel e aposto que elas vão ser grandes amigas.-comento e ouso os garotos rirem.


-Elas, amigas? A amanda gosta de você para um caralho e a Aria também, acho que não hein...-Cris fala com ironia.


-Mas a Aria so me ver como...


-Porra Justin você é burro? Ta na cara que a Sol gosta de você e que so esta confusa pelo ex, ou você acha que ela saiu da boate chateada porque os livros dela vão molhar?-Ryan fala bufando impaciente. 


Talvez isso seja uma bobagem, a Aria ja deixou claro que so somos amigos e nada mas, porque ela mudaria assim tão rapido de opnião? Não, não. 

Eu saberia se ela gostasse, conheço aquela garota como a palma da minha mão. 




POV Aria Jonas



A simplicidade da maneira que ela me irrita me mata, eu juro que se não fosse a minha mãe eu matava.

So queria um dia de paz, acordar sorrindo em um dia de frio, me agasalhar e ir para cafeteria tomar um cafe quente juntamente com o meu livro, ou simplesmente um lugar sossegado onde eu tenha um caderno e um lapis e possa soltar a minha imaginanação escrevendo meus poemas, algumas notas e frases.


-Filha? Telefone.-minha mãe entra no quarto curta e grossa, apos eu tentar conversar sobre ele. Meu pai.


-Quem?-pergunto vendo ela devolver meu celular o jogando em cima da cama e saindo sem responder.

Bufo frustada indo atender.


           °LIGAÇÃO ON°



*Alô?- pergunto confusa.*


*Topa uma festa hoje?-ouso a voz de Cynthia super meiga.*


*A Maii vai?-pergunto curiosa por ouvir um ser rindo do outro lado.*


*EU NÃO PERCO UMA MEU AMOR!-ouso sua voz do outro lado histerica.


*Ta no viva voz.-Cynthia fala.-Vai topar bebê?*


*Nunca mais me chama assim.-rimos.-Eu não vou poder, ja tenho compromisso, estou esperando uma pessoa.-elas gritam.*


*"QUEM?" "SAFADA" "CONTA LOGO"-elas gritaram agoniadas pelo meu silencio.*


*É o Justin, pode ser besteira mas ele não me ligou hoje e eu tenho esperanças dele vim...-Maielle me interrompeu.* Puta!


*Poxa Aria, você tem que aprender sua vagabunda! O Justin ta pouco se fudendo, coloca nessa sua cabeça que ele te fez de otaria.-ela fala irritada.*


*Calma Mai, não é bem assim, a Aria tava so como amiga dele, eles foram para se divertirem sem compromisso, momento algum ele pediu ela em casamento.-Cynthia rebateu.*


*Mais não o da direito dele pegar uma puta e esquecer a Aria na boate.-Mai grita irritada.*


*CHEGA!-elas se calam.-Fiquem caladas e escutem só, a Mai tem razão. Eu não vou ficar esperando Justin vim ate mim, ele é uma das coisas mais importantes na minha vida, mas dessa vez ele que sofra.-ouso Cynthia bufar e Mai gritar me encorajando "Isso ai garota" "Assim que se fala!"*


Definitivamente não, eu praticamente não sobrevivo sem falar com o Justin, sem o ver sorrir para mim, eu preciso olhar para seus olhos castanhos e ai sim afirmar que o meu dia esta otimo, apesar de der estranho eu perco toda a minha sanidade quando encontro a sua boca, quando estou em seu abraço quente, eu lembro do selinho que demos, pode ser idiota pensar em uma coisa tão simples, mas aquilo foi maravilhoso. Ele foi a primeira coisa que apareceu e ficou, por isso sou mais que grata.

Mas dessa vez ele tem que saber que eu não sou uma qualquer, eu ainda sou sua melhor amiga poxa!


*Oito horas passamos ai.-Cynthia bufa mais uma vez e desliga.*


         °Ligação OF°


Talvez ele esteja ocupado e ppr isso não insistiu em ligar mais e correr atraz. Poxa Aria claro que não, ninguém é tão ocupado assim, tudo é questão de prioridades.


-Podemos conversar?-vejo minha mãe na porta nervosa.


-Veio me xingar por querer falar com meu pai?-ele nega com a cabeça sem graça.


-Não quero te negar de nada.-senta ao meu lado.-Quero tentar fazer você notar que ele não quer saber de nois duas, ele esta vivendo a sua vida mediocre com a sua nova mulher e sua filha. Você acha que não doi em mim? Poxa Aria, eu fui abondonada pelo meu marido quando você estava preste a fazer quinze anos, não foi facil, sua avó tinha acabado de falecer e eu estava mau, fui demitida e estavamos passando necessidade, o que seu pai fez? Foi embora na primeira oportunidade e agora você quer esse infeliz nas nossas vidas?-ela deixa um lagrima cair, isso doi em mim, apesar de tudo ela ainda é a minha mãe, a unica que cuidou de mim, dos meus machucados, ouviu os meus conselhos de adolecente, eu a amo.


-Desculpa mãe, n-ão é facil ser trocada eu sei, eramos uma familia e eu amava aquilo, me perdoa por favor.-ela beija minha testa e me abraça.


-Eu te amo.-sussurrou.


Resolvo subir para o terraço, ja virou um costume subir todos os dias nos finais de tarde com um caderno e um lapis e escrever apreciando o por do sol alguns poemas, frases e notas.


A Bieber, a tempestade lá fora, não é nada perto do que você causou no meu coração.


"Eu me expresso escrevendo, eu escrevo para me expressar. Desculpe se nunca te disse o que eu sinto, é que mentir nunca foi meu forte. Você acha que eu te amo, mas eu não amo ninguém, eu sou uma escritora eu invento personagens, sou famosa por escrever falsas historias de amor, falsos corações partidos. Desculpe-me mas quem ama você não sou eu, é a minha personagem."


Definitivamente esse dia esta pessimo!


POV Justin Bieber




-Olá lindo.-Amanda entra na sala sorrindo meiga me fitando de cima a baixo. Seus cabelos loiros chamando atenção, sua calça colada e uma regata mostrando a barriga, gostosa tenho que admitir.


-Olá Dinha.-chamo pelo apelido vendo ela revirar os olhos.


-Não Justin Bieber, poxa amor ja disse para não me chamar assim.-faz bico.-É Nandinha.-bufa irritada.


-Okay Dinha.-ela resmunga.


-O que ta fazendo meu bebe ficar tão pensativo?-sorrir alegre.


-Uma garota.-vejo ela abrir o sorriso mais ainda me deixando confuso.-Ela é especial sabe.-sorrio nervoso.


-ha é? Qual o nome dessa garota?-ela senta ao meu lado cheirando meu pescoço.


-Aria Jonas, minha melhor amiga.-ela de afasta na hora e me olha meio...Desepcionada? 


-Quem é essa?-tenta sorrir alegre, so tenta mesmo.


-A menina que toma conta dos meus pensamentos, que me deixa confuso sem saber o porque, que não esta ligando para mim.-sorrio fraco vendo ela com raiva.


-Posso te ajudar a ocupar a mente.-ela sorrir maliciosa.-Posso te levar a uma boate para você pegar algumas vadias e...


-Do que adianta manter a mente ocupada se o meu coração esta cheio dela?-olha de relance vendo ela revirar os olhos.


-Tenho que ir, to vendo que perdir meu melhor amigo.-ela suspira, me da um selinho e sai. 


A Amanda é uma otima pessoa, tem os melhores conselhos e ta na cara que ela gosta de mim, mas eu não vou mentir, não sinto nada por ela alem, so a vejo como uma irmã. Tenho medo de que ela crie muitas expectativas pelas nossas ficadas, não quero ninguem ferido nessa historia. 


Ja a Aria, ela sim eu me arriscaria tudo. 

Essa me arranca os melhores sorrisos, a amiga e talvez uma namorada perfeita.

Rapidamente lembrei o que eu escrevi pela manhã assim que acordei depois de uma tentativa falha de ligar para ela, foi a minha primeira frase, um pequeno poema talvez. Não sou bom nisso.


 "Ela não era minha, e eu não era dela, não eramos de ninguem mas se ela quisesse era dona de mim e hoje por descuido da poesia somos um do outro."


Notas Finais


Nao revisadaaa
Whats
(71) 9.87.20.86.13
Beijoss
Favoritem meu amoress e comentem o que acharam
Obrigada mesmo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...