História A Policial e o Serial Killer-Imagine Jungkook - Capítulo 112


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bárbara Evans, Bts, Jeon Jungkook, Jungkook
Visualizações 1.107
Palavras 844
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Policial, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 112 - 2ª Temporada ep 30


Fanfic / Fanfiction A Policial e o Serial Killer-Imagine Jungkook - Capítulo 112 - 2ª Temporada ep 30

Jungkook on

Estávamos andando por todo canto de San Diego quando meu appa ligou dizendo que encontraram a casa que S/n está e agora estávamos partindo pra lá

Barbara on

Bom... Todos vocês devem estar achando que eu estou trancada no quarto mas quando meu pai me mandou ir pro quarto. Na verdade eu sai do Ap e fui pra garagem e entrei no porta-malas do carro com sua chave do carro. Bom já estava aqui a algum tempo. Quando o maldito celular começou a vibrar e era uma ligação do Baekhyun realmente não tinha tempo pra atender ele mas achei melhor atender pois se não ele iria continuar ligando

Ligação on

B: Alô- Sussurrei

Baek: A gente precisa conversar

B: Agora não da- Sussurrei novamente

Baek: Por que está sussurrando?

B: Estou em uma situação complicada. Depois a gente conversa Ok?- Desliguei

Ligação off

S/n on

Justin: ME SOLTA SUA CADELA, SUA VADIA, SUA... SUA PUTA!

S/n: Você não está em condições de pedir nada querido

Justin: CHAZ- Gritou chamando e Chaz veio correndo até o quarto assustado. Merda esqueci dele! Merda! Merda e merda!

Chaz: O que aconteceu aqui?- Corri até a porta e o empurrei e sai do quarto correndo e por sorte a porta de saída estava aberta. Corri até lá o mais rápido que pude e sai da casa e finalmente chegando a rua e fui pra qualquer canto correndo mas comecei a sentir alguém correndo atrás de mim, e era Justin e Chaz. Logo Justin conseguiu me alcançar e pegou meus cabelos, ele estava suado e com a respiração ofegante assim como Chaz também. Me arrastou pelos cabelos de volta pra casa

Justin: VOCÊ VAI APANHAR ATÉ NÃO AGUENTAR MAIS

S/n: M-me solta- Ele estava literalmente me arrastando pelos cabelos que nem um brutamonte

(...)

Depois que chegamos, Justin mandou Chaz ir embora e me jogou no sofá e me deu um monte de tapa, meu rosto ardia. Ele tirou uma arma de sua cintura e apontou pra minha cabeça. Agora era meu fim. Fiquei gelada, sabia que ele era capaz sim de me matar

Justin: Podíamos estar nos divertindo agora S/n mas não! Você tinha que me desafiar. Agora você vai mo...- Ele foi interrompido pelo barulho da porta sendo arrombada, me dando a visão de Jungkook e Jimin. Quando eles viram que estava com uma arma na minha cabeça. Os dois arregalaram os olhos, Jungkook engoliu um seco

Jk: Cara, abaixa isso!- Justin começou a rir de uma maneira bizarra ele estava completamente transtornado e fora de sí –Você não quer matar ela certo?!- Jungkook falou tentando parecer calmo –Seu problema é comigo

Justin: Verdade, é com você mesmo- Ele disse e apontou a arma dessa vez pra Jungkook. E quando vi que ele iria realmente apertar o gatilho, meu sangue subiu e com força eu o empurrei com o pé fazendo ele cair pra trás de encontro ao chão, me levantei do sofá e sai correndo até onde Jungkook estava e o abracei com força, muita força. Mas logo Justin se levanta e se aproxima com a arma apontada pra nós e Jungkook me coloca atrás de sí, pega o braço do Justin e faz a arma ser apontada em outra direção, e eles começam a se debater, fazendo com que a arma ficasse entre seus corpos. Eu estava do lado do Jimin nesse momento não sabia o que fazer ao não ser chorar, Jimin também estava assustado, mas me abraçou de lado querendo me passar confiança, mas não adiantou. Estávamos de costas para a porta de saída da casa. Com certeza um dos dois morreriam alí, os dois estavam no centro da sala se debatendo com um revólver entre eles, Quando escutamos o disparo de um tiro e com o susto dei um grito, Jimin tampou meus olhos pra não ver a cena 

S/n: JUNGKOOK!- Gritei em meio as lágrimas e Jimin tirou sua mão de meus olhos e vi Jungkook confuso e Justin caído no chão morto pelas costas

Jk: Não fui eu que atirei- Ele disse olhando o corpo de Justin

Barbara on

Assim que eles saíram e entraram na casa eu esperei 1 min pra sair também, peguei o revólver que papai me deu e sai do porta-malas. Entrei na casa e do jardim ouvi o choro de desespero da minha mãe, o que significa que a coisa lá dentro está feia, eu precisava salvar meus pais, apressei meus passos até lá e entrei de mansinho na casa e vi minha mãe e Jimin um do lado do outro, os dois estavam chorando vendo meu pai e Justin se debatendo, demorou um tempo pra eu entender que tinha uma arma entre eles e quando eu entendi isso rapidamente peguei a minha arma apontei pro Justin que estava de costas pra gente e atirei. Minha mãe gritou pelo nome do meu pai e Jimin tampou os olhos de minha mãe e meu pai olhou confuso pro corpo do Justin no chão

Jk: Não fui eu que atirei- Ele parecia confuso olhando o corpo de Justin no chão

B: Foi eu- Disse colocando a arma na cintura e todos me olharam e arregalaram os olhos

Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...