História A Porta em Frente.-TaeGi - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Personagens Originais, Suga, V
Tags Hoseok, Suga, Taegi, Taehyung, Vsuga, Yaoi, Yoongi
Exibições 41
Palavras 1.134
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ficção, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiieee
Como vao vo6?
To aqui com outro cap.
Ele tá uma bosta, mas vale.
A capa do cap tbm tah uma bosta, mas manerem.
Até

Capítulo 6 - Não chore.


Fanfic / Fanfiction A Porta em Frente.-TaeGi - Capítulo 6 - Não chore.

(P.O.V Taehyung)

 

Eu estava apenas um pouco atormentado, pelo simples fato de eu ter visto um assassinato.

Quando cheguei eu ouvi um murmuro falando que eu não tinha chegado, então abri a porta e encontrei um Yoongi em pé indo em direção à porta, parou quando me viu, e falei.

-Calma já estou aqui. -Eu disse abrindo os braços e logo fechando a porta.

-Onde estava?

-Teve uns acontecimentos nada importantes, então como passou o tempo aqui? –Eu disse tentando mudar de assunto, e esticando os braços pra ele me carregar, e ele entendeu o recado.

-Fiquei bem e como assim nada de importante, desembucha logo.

-Eu só...  Presenciei um assassinato em um beco só isso mes-

-Você o que?!

-Nossa calma ae, eu só presenciei um assassinato. –Falei e ele me colocou no sofá.

-E isso é como se fosse muito normal? – Eu afirmou com a cabeça. - Tá louco? Isso é nada normal.

-Tá bom, desculpa.

-Desculpado. –Ele veio em minha direção e colocou sua cabeça em meu colo.

-O que deu em você? Você nunca faz isso. –Falei, ele estava parecendo muito carente.

-Eu estava preocupado, e se alguma coisa acontecesse com você? Eu nunca iria me perdoar. –Nessa hora eu não estava aguentando ele estava muito fofo

-Mas não aconteceu. –Eu dei um sorriso e ele soltou outro.

-E isso foi uma coisa boa.

Eu não aguentei me aproximei bem devagar, a cara dele estava normal, selei os lábios dele com os meu.

Ele arregalou os olhos, surpreso. O que eu fiz? Droga! Me afastei, com muita certeza eu fiquei um corado.

-Eeer... Desculpa. –Sim com certeza eu estava com vergonha. Eu acabei de beijar o meu melhor amigo e a pessoa que eu gosto, e a única coisa que ele fez foi... Sorrir. Ele estava muito em silencio, eu não aguentei, eu estava prestes a levantar.

-Não levanta, fica aqui. –Eu não era o único que ficou vergonhado, eu vi um pouco que ele estava levemente corado.

-Hum, t-tenho que trocar de roupa, não vou ficar com o uniforme o dia todo.

Ele ficou com cara de desapontado e se levantou, sentando-se no sofá, e eu fui para o quarto se trocar.

 

(P.O.V Yoongi)

 

A primeira reação minha, foi susto, mas eu gostei, quando ele separou o beijo, eu certamente fiquei corado e fiquei deitado em seu colo para ele não ver.

Quem visse isso diria que somos namorados, quem dera. Soltei um sorriso quando ele  pediu desculpa.

Ele ia se levantar.

-Não levanta, fica aqui. –Eu disse, com certeza eu estava corado, mas eu não queria perder esse colo.

-Hum, t-tenho que trocar de roupa, não vou ficar com o uniforme o dia todo.

Esse ponto ele tinha razão, então eu levantei-me e sentando no sofá. Eu estava desapontado. Ele se levantou e foi em direção ao quarto.

Liguei a TV para ver se estava passando alguma coisa, mas não tinha nada interessante.

Só um noticiário. 

(Noticiário On)

Hoje, em um beco, acontecera um assassinato. O assassi-

(Noticiário Off)

Não queria ficar vendo isso, então desliguei.

Lembrei-me da cena de mais cedo, quando Tae... me deu um selinho.

-Esse garoto tá mexendo demais comigo. –Falei logo me levantando e vi que Tae estava vindo em minha direção. –Tae...

 

(P.O.V Taehyung)

 

Eu tinha terminado de tomar um banho e me trocar. Sai do quarto e me direcionei para a sala, Yoongi ainda estava lá vendo um noticiário, era o mesmo assassinato que eu presenciei.

Ele desligou a TV e por um minuto ficou sentado.

-Esse garoto tá mexendo demais comigo. –Falou logo se levantando e me viu indo novamente em sua direção. –Tae...

Porque me senti tão magoado assim?

Estou sentindo que vou fazer merda.

-Yoongi. –O que eu estou falando?

-O que?

-Sobre mais cedo... –Realmente eu estou fazendo merda. Eu abaixei minha cabeça. –Esqueça aquilo.

Eu senti um grande peso em minhas costas, o que eu fiz? Realmente Tae.

Eu só conseguia ver a boca de Yoongi, ele iria falar algo.

-Não.

O que deu nele, o que ele queria dizer com isso. Fazer isso era melhor pra mim, assim eu não seria totalmente rejeitado.

-Eu estou pedindo, caramba. Nunca mais vou consegui olha-lo.

Ele se calou.

Isso sempre acontece, com certeza é melhor eu concertar isso antes que ele me rejeite.

-Por que esta pedindo isso? –Hãn?

-O que?

-Por que esta pedindo para eu esquecer? –Ele estava... Triste?!

-É melh...

-Não quando eu gostei do beijo. –Isso saiu quase um sussurro, mas eu ouvi. –Tudo bem então, irei esquecer sim.

Ele passou por mim e foi para o quarto, eu vi o rosto dele... ele estava com uma afeição triste.

Fiquei no mesmo lugar com cara e bunda.

 

(P.O.V Yoongi)

 

Fui iludido.

Realmente, nunca consegui nada, sempre desisto, não consigo, pessoas desistem de mim, etc. Isso sempre acontece.

 

¨¨¨¨¨¨¨¨ Quebra de Tempo ¨¨¨¨¨¨¨¨

 

Já estava noite, Tae estava dormindo na cama e eu no colchão. Não conseguia dormir.

Levantei, peguei uma chave na gaveta e sai do quarto.

Andei até o final do corredor, e abri a porta, que até então esta sempre fechada.

Lá estava ele, o meu velho amigo... meu querido piano.

Sentei-me.

Ele estava todo empoeirado.

Toquei uma nota, depois outra, e outra... até eu começar a tocar realmente.

Notas suaves, que faziam uma melodia qualquer, elas expressavam muitos sentimentos em uma só vez.

Não havia uma nota que pare de demonstrar eles, estavam todas de acordo.

Por alguns instantes parei.

Lembrei quando era mais novo e não parava de tocar, tocava com alegria, e quando errava eu tocava novamente sem parar, uma lembrança boa.

Voltei a tocar, mas dessa vez com alegria, tristeza não era comigo.

Quem diria que uma pessoa lhe faria voltar a tocar.

-Han? –Eu já ouvi essa voz, mas aonde?

Varias memórias do dia em que fui ao hospital vieram a mim. Aqueles monstros, Tae correndo até mim.

Como eu poderia ter esquecido essa voz? Essa voz sempre será a dele.

Pelo visto, você se lembra de mim.

Pensei que você se esqueceria de mim, como se esqueceu da promessa.

Você sabia que eu iria pular, porque não falou a ninguém?

Lógico que não falou, mesmo que falasse, ninguém iria acreditar.

Seu MEN-TI-RO-SO.

-Não! –Isso com certeza nunca vai se apagar. Senti algo escorrer pelo meu rosto, logo não aguentei e chorei.

Senti dois braços me circularem, levei um susto. Não eram braços para me matar, eram braços para me reconfortar. Ah vozes pararam.

-Porque está chorando?

-Não, eu não estou chorando.

-Você mente muito mal.

-... E-eu sei. –Chorei.

-Viu?

O silencio predominou, eu parei de chorar.

-Tae?

-Desculpa.

-Han?

-Por mais cedo, falei e fiz muita merda.

-Se é o caso, desculpe.

-Han?

-Também falei muita merda.

Ele não aguentou e riu e eu também.

 


Notas Finais


Aaaahh TT.TT
Essa cap foi muito bosta desculpem.
Hei, provável inicio de postagem no wattpad <3
Só provável mesmo.
Bye bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...