História A praga do destino - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Rap Monster, Suga, V
Tags Vhope
Exibições 12
Palavras 1.327
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - 03


POV TAEHYUNG

Acordei para mais um dia sem fazer nada. Talvez eu odeie essa vidinha que levo, mas é a única que tenho. Não posso nem reclamar.

O Hoseok bagunçou bem meu sentimentos, porra eu sou hetero! Não posso sair distribuindo amor por ai. Além do mais que ele é um garoto e eu não posso fazer nada pra nos juntar.

Levantei-me da cama e tomei banho, queria muito tirar ele da cabeça. Por que eu estaria pensando tanto em alguém assim? Desde aquele dia na casa do Jimin eu não consigo parar de pensar nele, no seu toque sobre minha pele. Como ele gemia meu nome.. Ah! Por mais que eu não conhecesse o amor eu tinha uma idéia, e do estrago que ele fazia com as pessoas.

Nós iriamos para o cinema hoje, o grupo todo é claro. Então eu teria que me apressar, se quisesse mesmo ainda pegar os meninos na casa do Namjon.

 

 

QUEBRA DE TEMPO*

 

—Aish hyung! Vamos logo. Não vamos conseguir chegar a tempo!

—Calma Jimin, temos que esperar o Tae, olha aí, falando nele.— adentro a sala — Ainda bem que você chegou, não aguentava mais esperar, vamos logo.

Nem tive tempo de protestar e o Namjoon hyung saiu me arrastando para fora.

—Comprei um carro! Vocês gostaram?

—Uau hyung! É lindo.

—Você que vai dirigir?— perguntei e ele respondeu sorridente

—Sim!

—Eu prefiro ir a pé. — disse dando dois passos para trás e ele me olhou incrédulo.

—Eu sei dirigir, ok? entra. — ele disse praticamente me jogando dentro do carro.

—NÃO! EU NÂO QUERO IR!-gritei com todas as minhas forças

—Vamos, entre. Eu sei dirigir!

 

POV HOSEOK

 

Vou ver o Taehyung hoje, nós vamos ao cinema. Todos nós no caso.

Eu sei que não deveria alimentar esse tipo de sentimento por ele. Ele faz questão de dizer que é hetero e exibir suas ficantes por ai. Aish, se ao menos eu podesse tentar fazer ele feliz..

Estou atrasado! Tenho que ir de metrô, por que meu carro quebrou, horrível isso.

 

QUEBRA DE TEMPO*

 

Chego e encontro os garotos na praça de alimentação. Caminho até eles.—Olá, cheguei. Vocês estavam me esperando não é?

—Claro hyung! O Namjoon hyung comprou a sua entrada.- disse sorridente vindo me abraçar. Percebo que o Tae não está

—Oh, obrigado Namjoon!

—Que nada, Jimin vá ver se o Taehyung esta bem. Faz um tempo que ele esta no banheiro.

—Deixe que eu vou.-digo me apressando na direção do banheiro masculino. Que está quase vazio, tirando uma porta fechada.

—Tae? Você está aí?

—Oh, sim. — alguém abre a porta que estava fechada, e ele aparece fechando o cinto.

—Ah, você está bem, os meninos acharam que você havia morrido. — disse brincalhão

—O que? Por que? Vamos logo. —ele diz tentando me arrastar para fora.

—Disseram que você estava a muito tempo aqui.— outro garoto sai da cabine em que ele estava, limpando algo que escorria de sua boca. Inclino-me e ele abaixa a cabeça envergonhado. Um ódio subiu na minha cabeça, o que ele estava fazendo ali?! Eu realmente estava com ciúmes. Muito ciúme! Olhei para o Taehyung que estava com uma fisionomia imparcial, e meu olhos marejaram. Sai do banheiro e fui ao encontro dos meninos, fumegando. Dei uma desculpa esfarrapada de que tinha esquecido a porta do meu apartamento aberta e fui embora. O Jin não acreditou muito, mas, depois de muita insistência eu consegui ir.

O que será que o Tae estava fazendo com um garoto. Numa cabine, dentro do banheiro?! Se ele é HETERO! Sempre faz questão de dizer isso! Tenho que parar de pensar nele, isso está me consumindo! Aliás, nós não temos nada!

Vou para uma cafeteria a algumas quadras do shopping, o café daqui é bom. Pedi, e me sentei na mesa mais distante das janelas. Meu celular toca, e no visor aparece o número do Taehyung. Uma lágrima chega aos meus olhos, ameaçando cair. Meu coração dói toda vez que a tela desliga e minutos depois aparece novamente"Taetae" no visor. Foi assim a tarde inteira. Tinha chamadas do Jin, Namjoon, Taehyung, do Jimin.. Até que desliguei meu celular. Já tinha tomado umas três xícaras de café preto. Estava até pensando em trocar por whisky ou alguma batida de vodka. Mas então só abaixo a cabeça e permito-me chorar um pouco.

 

—Olá, você está bem? — alguém diz, forçando-me levantar a cabeça e encarar um garoto meio inclinado parar frente.

—Oi, eu estou bem.- não tinha um porte atlético mas sua blusa de malha demarcava bem sua musculatura forte. Cabelos claros e pele bem branquinha, eu diria porcelana.

Do nada se senta na cadeira do outro lado da mesa, em minha frente.

—Não me parece bem, desde que você chegou e sentou aí. Não me pareceu bem.. — ele disse tentado estudar meu rosto.

—Você deveria estar trabalhando ao invés de bisbilhotar a vida dos outros. E eu estou bem.

—Meu tuno já acabou, você quer beber algo comigo? — ele disse como se eu não estivesse acabado de dar um fora nele.

—Não. — disse direto

—Ok. — achei que ele tinha se dado por vencido. — Vou só trocar de roupa, cinco minutos.

Não tive tempo de protestar e ele saiu andando a passos largos até a cozinha do café. Eu não sabia o que fazer, não havia ninguém a quem pedir a conta para poder sair dali antes que ele voltasse.

O misterioso garoto loiro apareceu novamente me puxando da cadeira.

—Ei, eu ainda não paguei a conta. — disse tentando ganhar tempo.

—Tudo bem, é por conta da casa. — disse e continuou me arrastando para fora.

Estávamos andando em silêncio e acabei percebendo que não sabia o nome do misterioso loiro.

—Min Yoongi. — disse tirando-me de meu transe e como se estivesse lendo meus pensamentos. O olho com atenção. — Me chamo Min Yoongi

—Jung Hoseok. Onde você está me levando Min Yoongi?

—Aqui. — paramos em frente a um bar,  rústico e com um toque de anos 70. Tudo ali era aconchegante. Sentamos em uma das mesas ao fundo e a garçonete veio nos atender

—O que desejam?

—Cerveja, duas por favor. — ele disse e ela saiu sem pestanejar

O olhei curioso, o que será que ele quer comigo?

—Você é interessante Jung Hoseok.-ele disse e o encarei incrédulo.

—Porque diz isso? Não me conhece.

—Por isso mesmo, nem te conheço e já se tornas interessante. Tens namorada? — ele perguntou e eu virei o rosto lembrando do Taehyung. — O que aconteceu pra você estar tão triste?

—Eu não tenho namorado. — enfatizei o "o", fazendo um pequeno sorriso brotar de seus lábios. —E nada me aconteceu.

 

As bebidas chegaram

 

—Sim,  ele te magoou? — ele disse quase me fazendo acredita que ele podia ler mentes.

—Não tenho nada para que possa ser magoado.

—Acertei, sempre acerto. O que ele fez?

—Estava em um dos boxes de um banheiro do shopping com outro.- disse recuando e abaixando a cabeça.

—Ow, essa foi forte. Você gosta muito dele não é?- Não estava gostando muito do rumo dessa conversa. Ergui o copo e dei uma golada na bebida e ele riu de lado

—Ok, sua boca. — ele disse levando seu dedo indicador até o canto de minha boca e recua do assim que limpa e percebe o que fez. Ele cora violentamente. — Estava sujo..

Fiquei observando ele por um tempo até que ele se pronuncia.

—Vou ao banheiro. —diz levantando e andando, até que volta e se dirige a bem perto do meu rosto. —Não desista do seu amor. —disse beijando minha bochecha fazendo meu corpo arrepiar dos pés a cabeça.

Passa-se muito tempo e ele não volta. Vou até o banheiro e não o encontro. Então vou até o caixa para pagar as bebidas.

Acho que ele só queria alguém para pagar uma cerveja pra ele.

—Oi, por favor a conta da mesa 17.

—Duas cervejas? Foi paga a 10 minutos.

 Ele pagou, acho que ele não era um aproveitador de cervejas. Afinal, quem é Min Yoongi?


Notas Finais


eai?
Não tenho nada a declarar.. é Vhope ou Yoonseok??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...