História A preciosa história de uma vida perdida - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Depressão, Hentai, Romance
Exibições 20
Palavras 163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Desgraça pouca é bobagem


Fanfic / Fanfiction A preciosa história de uma vida perdida - Capítulo 4 - Desgraça pouca é bobagem

Abro a porta bem devagar e ouço gemidos. Ok? Ok. Será que meus pais estão se reconciliando? Nhaa.. talvez. Tenho meus próprios problemas no momento.  Vou pegar água e vejo na geladeira "Vou fazer vigília na igreja, beijos.". Obviamente esse bilhete era da mãe-mãe. Então de quem caralhos era esse gemido? Meus irmãos estavam fora fazendo algo que eu não me interessei em saber... pai. Vou de fininho até o quarto dos meus pais e os gemidos aumentam. Abro uma fresta na porta, não muito, apenas o suficiente. Não acredito no que vejo... uma mulher de quatro na cama dos meus pais. No lugar da minha mãe. Uma desgraçada que divertia a noite do meu querido pai... não consigo olhar a cena por muito tempo. Corro para o meu quarto e desabo na cama. Foda- se lingerie, namorado surtado, família desgraçada. Não consigo parar de chorar então penso nas pequenas coisas que tanto amo e recito mentalmente:
"Tudo passa, tudo passa, pequena Amélie."


Notas Finais


Obrigada por perderem tempo com meus delírios.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...