História A Prima Vampira - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Ayato Sakamaki, Diabolik Lovers, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Vampiros
Exibições 325
Palavras 1.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Minha primeira fic de DL então talvez não esteja muito boa, nunca escrevi sobre vampiros.
Espero que gostem, qualquer dúvida ou sugestão deixem nos coments, Ok?

Boa Leitura ❤

Capítulo 1 - Conhecendo Maya


Fanfic / Fanfiction A Prima Vampira - Capítulo 1 - Conhecendo Maya

MAYA ON

Termino de fechar a última mala e olho ao redor do meu quarto. Vou passar um bom tempo longe daqui.
-Pronta filha?- meus pais surgem na porta perguntando. Que bom que eles já se acostumaram com as minhas frequentes viagens, não aguento mais a choradeira que eles faziam na despedida. Parecia até que eu nunca mais iria voltar.
-Super pronta! Aí eu não vejo a hora de finalmente conhecer meus primos!!!- digo dando pulinhos e batendo palminhas. Pareço uma idiota, eu sei. Mas é que eles são um dos poucos familiares que nós temos além de Tio Karl , ele diz que também tem outros, os Mukami se não me engano. Eu to louca pra conhecê-los.
-Você parece bem animada...-minha mãe, Ayane, comenta cabisbaixa. Vou até ela e dou-lhe um abraço, apesar de já ter se acostumado ela ainda fica triste quando saio.
-Não fique assim mãe, logo eu volto. Além disso, eu não vou para outro país , a mansão deles fica aqui no Japão mesmo , é um pouco longe, mas vocês podem muito bem ir lá se sentirem saudade. - falo saindo de seus braços e olho para eles sorrindo.
-Tem razão filha , agora vamos descer, seu tio já deve estar chegando.- meu pai diz e assinto.
Assim que chego no topo da escada vejo a figura de Karl na sala de estar , desço escorrgandando pelo corrimão e quando coloco meus pés no chão saio correndo e pulo nele dando-lhe um abraço de urso com as pernas enroscadas em sua cintura e os braços em torno de seu pescoço.
-TIO KARL!!!- grito feliz e ele me abraça pela cintura sorrindo,porém fazendo uma careta de dor.
-Calma querida, não se esqueça que eu tenho uma audição muito boa- rio e me desculpo.
-Nossa May, você não me dá um abraço desses quando eu chego de algum lugar.- meu pai reclama com ciúme. Reviro os olhos e sorrio , eu gosto disso, gosto de ser disputada e adorada por todos.
-É por que eu te vejo todos os dias pai, já o tio Karl eu vi pela última vez a três semanas- saio do colo de meu tio enquanto observo uma empregada ajudando o mordomo a carregar minhas malas para o carro. Ela me encarava reprovadora quando estava abraçada a Karl, sei que ela pensa que temos alguma coisa, e reconheço que se ele quisesse eu não negaria. Que foi? Não é culpa minha se tenho um tio tão gato.
A empregada abaixa a cabeça quando percebe que meu olhar dirige-se a ela, sinto teu nervosismo de longe. Ela tem medo de mim.
-Vamos?- meu tio pergunta e confirmo com a cabeça. Caminhamos para fora da mansão e quando chegamos em frente aos grandes portões vejo uma limousine parecida com a minha. O mordomo termina de guardar as malas com a ajuda do motorista enquanto a empregada anda rumo a residência. Quando ela passa por mim lanço-lhe um olhar frio que a faz tremer. Abro um sorriso maldoso, eu adoro essa sensação de ser temida, o poder que isso traz...
-Bem, é isso. Tchau mãe, tchau pai, até algum dia.- me despeço deles e entro no veículo.
-É melhor seus filhos cuidarem muito bem dela, ouviu Karl?- meu pai diz em tom divertido, mas sei que no fundo isso é um aviso. Meu tio pode ser o rei dos vampiros, mas se tem alguém que é páreo o suficiente para ele é o meu pai. E tenho certeza de que se meus primos fizerem alguma coisa comigo, meu progenitor irá caça-los até no inferno.
-Não se preocupe Tom, sua filha será tratada muito bem.- o vampiro responde , se despede de meus pais e entra na limousine.
-Preparada para conhecer meus filhos?-

NA MANSÃO SAKAMAKI...

-Onde está a tal garota que o velho disse que viria?- Ayato pergunta impaciente.
-Ela já deve estar chegando- Reiji responde indiferente.
-Uma nova bitch-chan ?!- Laito aparece do nada animado com a notícia.
-Não é uma noiva, pelo que o imprestável do Shu disse, Karl falou que é uma prima distante e que nós devemos tratá-la como uma princesa.- Reiji diz com sua típico feição séria.
-Como se não bastasse vocês, agora vou ter que conviver com outro parente inútil. Tsc!- Subaru resmunga escorado em uma parede.
-Espero que ela seja Legal...- Yui diz baixinho sentada no degrau da longa escadaria.
-Não seja tola! É óbvio que ela é uma vampira também, com certeza vai te morder como nós- Kanato diz olhando a loira com um misto de pena e raiva.
-Calem a boca, estão atrapalhando a minha música- Shu reclama deitado no batente da janela.

NA LIMOUSINE...

MAYA ON
-E por último Subaru. Ele é bem fechado , gosta de rosas e tem uma personalidade forte. Geralmente está sempre irritado com alguma coisa , então não ligue se ele parecer grosseiro no início, a medida que se conhecerem você verá que ele não é tão ruim assim.- Tio Karl termina de me apresentar seus filhos. Confesso que fiquei bem supresa , pelo visto não vai ser nada fácil lidar com eles.
-Nossa...Agora eu fiquei até um pouco nervosa, eles são muito diferentes e bem complexos, não sei se vou conseguir conviver com meus primos.- digo esfregando as mãos em nervosismo.
-Não se preocupe, tenho certeza que seu jeito alegre e espontâneo vai conquistá-los. Saiba que assim que eles olharem para você irão se interessar, eles não perdem a chance com uma garota bonita, principalmente Laito. - ele sorri de lado me fazendo abrir um grande sorriso. Talvez essa temporada com meus primos seja bem divertida.
-Tio, estou com sede...- falo manhosa fazendo bico.
-Venha cá- ele me estende a mão e seguro, sento em seu colo (estilo noiva) e afasto suas vestes deixando a mostra sua pele pálida. Cravo minhas presas em seu pescoço e sugo seu sangue vorazmente. Seguro sua camisa com a mão livre e aperto enquanto aprofundo a mordida.
-Quanto tempo você está sem tomar sangue querida?- Meu tio pergunta preocupado. Me afasto, contra minha vontade, vamos deixar bem claro!! Passo a língua pelo local para limpar o sangue que escorre e saio de seu colo, sentando-me a sua frente novamente.
-Três semanas e dois dias.- respondo limpando meus lábios com um lenço.
-Por que ficou tanto tempo sem se alimentar?!- pergunta surpreso. Apenas dou de ombros.
-Não achei ninguém que me agradasse ou que eu já não tivesse mordido na escola e fiquei com preguiça de sair para caçar na rua.- falo como se fosse a coisa mais simples do mundo. O que não é, um vampiro até pode ficar bastante tempo sem tomar sangue, mas não no meu caso. Eu tenho um transtorno que faz eu me descontrolar completamente quando fico sem me alimentar por um longo período. Na última vez que tive esse ataque matei todos os 22 empregados da minha mansão, drenei o sangue de todos até que não sobrasse uma gota.
-Você sabe que não pode fazer isso Maya, ainda mais agora que vai passar um tempo com meus filhos. Da última vez eram humanos, mas se você se descontrolar aqui, tenha certeza que eles não vão ser fáceis de abater e tudo que eu menos quero é que você se machuque.- Eita, ele falou meu nome! To ferrada!
-Você vai contar para o meu pai né?- pergunto já sabendo a resposta.
-Pode ter certeza- bufo e reviro os olhos.
A propósito, eu não me apresentei ainda não é?
Meu nome é Maya Sakamaki, May para os íntimos. Tenho 17 anos (físicos) , cabelos longos e brancos que as vezes pinto de outra cor, olhos vermelhos, seios medianos , bumbum avantajado e redondinho mas nada muito grande , coxas torneadas e cintura fina. Amo doces e coisas infantis como ursinhos e bonecas, sou um pouco (até demais) pervertida,meus amigos costumam me chamar de safada também shuashuahs (N/A: Isso é um riso shuahsuash). Tenho uma personalidade bem peculiar, sou sádica e até um pouco masoquista eu diria, mas por outro lado sou alegre e espontânea, amo ler, ouvir música e cantar, também adoro flores, tenho um jardim imenso na minha casa. Estranhamente gosto de quebrar e destruir coisas , acho tão divertido... Sim ,eu sou estranha. Mas no geral sou uma boa vampira, apenas não mecha comigo e seu coração continuará dentro de seu corpo.
-May?- meu tio chama e tenho a impressão de que não é a primeira vez.
-Ah...oi! Desculpe, eu estava distraída- sorrio de canto.
-Eu percebi, te chamei 4 vezes, mas isso não importa... Enfim, chegamos!-nem tinha percebido que o carro parou.
Saio do veículo e observo a mansão. Ela é linda, estilo vitoriana, linda porém bem sombria. Adorei.
-Perdoe-me querida, mas não vou poder acompanhá-la até lá dentro-
-Tudo bem tio Karl.- me despeço dele e pego minhas malas da mão do motorista. Em questão de minutos a limousine desaparece no horizonte. Encaro os grandes portões e respiro fundo.
Lá vamos nós!


Notas Finais


Comentem, favoritem, sei lá, apenas se manifestem para que eu saiba que estão gostando, preciso disso para me incentivar.
Beijokas da Angel ❤😍💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...