História A Prima Vampira - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Ayato Sakamaki, Diabolik Lovers, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Vampiros
Exibições 207
Palavras 1.206
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá meus pães de queijo ❤
Capítulo novo (ava '-')

AVISO:
Os sinais "***" significam uma passagem de tempo para o futuro.
Yui só aparecerá no próximo.
Desculpem qualquer erro.

Boa Leitura ❤

Capítulo 2 - Conhecendo os Primos e Laito


Fanfic / Fanfiction A Prima Vampira - Capítulo 2 - Conhecendo os Primos e Laito

MAYA ON
Empurro o pesado portão e entro fechando o mesmo.
-Uau!- exclamo ao ver um jardim com rosas incríveis e uma bela fonte.
Assim que chego em frente as grandes portas duplas paro e deixo minhas malas no chão, levando a mão até madeira e dando três toques que ecoaram sombriamente pelo local.
-Você deve ser a senhorita Maya, certo?- um rapaz de óculos , cabelos escuros e lindos olhos cor de rosa abre a porta. Pela postura impecável e o jeito sério ele deve ser o Reiji.... Ou o mordomo kkkk. Ok, hora de ser educada.
-Sim.- respondo simples sem saber o que falar, eu nem tenho certeza de quem é ele!
-Entre, estávamos a sua espera- pego minhas malas e sigo o rapaz. Observo o Hall luxuoso enquanto caminhamos. Essa mansão é realmente fabulosa. Olho para as costas dele, poxa tu é alto hein! Sei que não sou nenhuma baixinha, mas também não tenho esse tamanho de poste!
Entramos em uma sala e vejo dois garotos , um com cabelo de água de salsicha sentado no sofá e outro deitado... No batente da janela??? Ok, esse povo é realmente estranho.
-Sente-se.- isso poderia ser uma oferta, mas me pareceu mais como uma ordem.
-Obrigado, estou bem de pé- sorrio cínica e o rapaz que me trouxe me fuzila com o olhar. Certo. Agora ele me deu medo.
-Mas pensando bem, eu vou sentar- sento ao lado do água de salsicha meio sem jeito e tento focar meu olhar em qualquer lugar que não seja aqueles olhos rosados e amedrontadores.
-Seja bem vinda com peito!- o garoto do meu lado coloca a mão na minha coxa num lugar bem perigoso.
-Obrigada querido...- digo sorrindo como se estivesse gostando e ele logo mostra os dentes num sorriso de orelha a orelha-...MAS NÃO VOLTE A TOCAR EM MIM SEM A MINHA PERMISSÃO!- falo ameaçadora olhando em seus olhos e apertando sua mão que antes estava em mim até ouvir os ossos estalarem.
-Nfunfunfunfu~ Parece que a bitch-chan não gostou de você Ayato- uma voz muito gay soa do alto da escada. Olho e vejo um garoto muito, muito gato. Espero que ele não seja gay.
-Calado Laito!- Laito e Ayato. Então esses são seus nomes... Ayato...Ah não! Prefiro água de salsicha hihi!
-Ela tem tem um cheiro bom, não é teddy- nossa! Tio Karl não disse que tinha uma filha! Observo o ser de cabelos roxos e... Caralho! É um garoto! E tão fofo!!! deve ser o Kanato.
-Own... Você é tão kawaii!!!- digo praticamente babando no menino que se encontra atrás do sofá e bem perto de mim. Suas bochechas coram levemente me fazendo quase ter um sangramento nasal. MAS QUE CRIATURA ADORÁVEL!!!!!!!!
-Eu gostei de você...E o Teddy também!- olho para o urso em seus braços...Pelúcias deveriam ser tão assustadoras assim?
-Será que vocês não podem ficar calados! Estão me interrompendo!- Um albino aparece todo irritadinho. Subaru, certeza!
-Iiii, baixou o Shu aí?- Ayato provoca e o outro lança-lhe um olhar mortal.
Shu... Deve ser o doido da janela. Incrível é que não expressou sequer uma reação desde que cheguei, parece até que está morto...Ops! Nós estamos mortos, literalmente shuashuas (N/A: Isso é um riso)
-Calem-se todos!- a voz autoritária de Reiji soa e logo o mais lindo silêncio reina no local. Anotação pessoal: Nerd Gatinho (mais conhecido como Reiji) é o manda chuva da casa.
-Bom ,vamos as apresentações...- interrompo-o mesmo imaginando que isso vá custar meus rins.
-Desculpe, mas acho que não será necessário. Já sei quem é cada um de vocês.- digo simples e o garoto assume uma feição irritada e mais sombria que o normal.
-Pois bem, então se apresente você.-
-Meu nome é Maya Sakamaki, tenho 17 anos e sou sobrinha do pai de vocês.- digo sorrindo.
-Tsc! Pai...- estranho o tom de deboche de Subaru mas resolvo ignorar, Tio Karl já tinha me dito que ele e seus filhos não se dão bem, e não julgo meus primos, sei muito bem tudo o que Karl fez, se estivesse no lugar deles também o odiaria.
-Edgar!- Reiji chama e um mordomo surge do nada- Acompanhe a senhorita e suas coisas até o quarto dela.-
***
Faz algumas horas que cheguei, vou até a sacada e observo o céu já escurecido, as estrelas brilham tanto, são tão lindas...

  YOUR DREAMS
(seus sonhos)
  SWEET DREAMS
(doces sonhos)
  LITTLE GIRL
  (Pequena garota)
  CRY OR SMILED?
  (chorar ou sorrir?)
  YOU ARE FUN, GIRL
  (você é feliz ,garota)
  BRING THE HAPPINESS
  (traga a felicidade)
  OH, LITTLE GIRL
  (oh, pequena garota)

-Olha só! A bitch-chan sabe cantar!- ouço Laito dizer atrás de mim. Eu já sabia que ele estava aqui, senti sua presença antes mesmo dele entrar.
-Eu sei que sou demais!- falo me gabando em tom divertido.
-Sabe bitch-chan...-o garoto diz com aquela voz manhosa enquanto alisa minha coxa e me prensa no parapeito da sacada-... Você me deixa excitado- sussurra em meu ouvido e dá uma mordiscada no local.
-É mesmo priminho?- pergunto com uma voz extremamente sexy. Ele quer jogar? Então vamos jogar.
-Está tentando me seduzir may-chan?...- nos teletransportamos para perto da cama e ele me joga na mesma sem nenhuma delicadeza-...Saiba que conseguiu- Laito sobe em cima de mim e começa a beijar meu pescoço. Sua língua quente acaricia minha pele clara e fria me causando arrepios e suspiros. Os beijos vão descendo pelo meu colo e logo seus lábios chegam na entrada de meu decote, ele suga o início do meu seio e sem aviso crava seus dentes no local. Confesso que a mordida de Laito dói, porém, causa um certo prazer , como eu disse anteriormente sou um pouco masoquista hihi. Mas não é só isso, qualquer um sentiria prazer com Laito, ele é quente, muito quente!
-O seu sangue é incrível bitch-chan!- ele diz sorrindo com os dentes avermelhados por conta do líquido. Puxo-o para cima e quando ficamos cara a cara beijo seus lábios, nossas línguas travam uma batalha por espaço, nossas intimidades se tocam e ele faz questão de abrir minhas pernas, ficando assim no meio delas, e fricciona seu membro rígido contra minha vagina. Solto um gemido entre o beijo e mordo seu lábio inferior fortemente, sentindo o gosto de seu sangue meio ácido , mas muito saboroso.
"TOC , TOC!"
Alguém bate na porta me assustando , estava tão centrada nos lábios de meu primo que nem senti alguém chegando.
-Maya?- reconheço a voz de Reiji, afasto Laito para o lado e me levanto as pressas. 
-Só um minuto!- peço enquanto me ajeito, mesmo duvidando de que Reiji não saiba que o irmão está aqui e muito menos que não imagine o que estávamos fazendo. Laito some e então finalmente abro a porta.
-Pois não?- tento soar o mais natural possível.
-Desça daqui a 15 minutos para o jantar e daqui a pouco teremos aula, aqui está seu uniforme- ele me entrega a roupa perfeitamente passada.
-Obrigada Reijinho- digo sorrindo kawaii.
-Você me chamou do que?!-
-Nada!- digo e dou um beijo em sua bochecha, entro no quarto rapidamente e fecho a porta deixando um Reiji atordoado, surpreso e bem irritado...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...