História A Prima Vampira(Hot) - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Ayato Sakamaki, Diabolik Lovers, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Vampiros
Visualizações 383
Palavras 1.425
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não me aguentei então estou postando antes ahuashhausha.

Estou tão feliz com o número de comentários e favoritos! Muito obrigada, não sou nada sem vcs 😍❤

Boa Leitura ❤

Capítulo 31 - Vai rolar bunda lê lê


Fanfic / Fanfiction A Prima Vampira(Hot) - Capítulo 31 - Vai rolar bunda lê lê

-Olá Louis!- cumprimento sorridente.

-Olá moça que não me disse seu nome! Vai querer o que dessa vez?- brinca aproximando seu rosto do meu, a ponto que eu sinta seu hálito de bala sabor cereja.

-Meu nome é Maya Sakamaki,mas me chame de May. E o que eu vou querer? Humm... O Shochu* mais forte que você Tiver e...eu posso pedir o barman também?-

Ele solta uma gargalhada gostosa negando com a cabeça.

-Eu tenho namorada.- diz erguendo sua mão e mostrando sua aliança.

-Hum... Que pena. Então me vê só o Shochu mesmo.- Em pouquíssimos minutos ele entrega o copo,  pego e desço do banco, mas antes de ir faço questão de lhe roubar um selinho.

-Tchau Louis!- me despeço sorrindo sapeca.

***

-VIRA! VIRA! VIRA!- As pessoas ao meu redor gritam, meu cérebro não consegue processar direito o que está acontecendo, apenas que eu tenho que beber essas 8 doses antes de Laito.

Sim, estamos competindo quem vira mais doses de sei lá que bebida é essa mais rápido. Não só eu e o Ruivo, como várias pessoas participaram do jogo. Algumas já vomitaram até as tripas, outras estão dormindo caídas pelo chão.

-WOOOOOOW!!!- Laito e eu gritamos ao mesmo tempo, ou seja, deu empate.

Todo mundo grita comemorando e o DJ, sim agora é O DJ, porque A DJ  sumiu com Shu. Voltando... O DJ coloca uma música com batida eletrônica para tocar.

Descobri que a mansão é usada apenas para festas, por isso não existe nenhuma decoração normal de casas. Como é quase saindo da cidade (mais ainda que a mansão de meus primos) , a família das irmãs não quis morar tão longe e justamente por ser afastada é perfeita para dar festas sem ter problemas com vizinhos chamando as autoridades.

Subo na mesa das comidas (que a essa altura já está quase vazia), e começo a dançar em cima. As pessoas batem palma no ritmo da música enquanto dançam e me observam iniciar um strip.

Tiro o corpete e jogo em qualquer lugar atiçando a "plateia".

Faço movimentos circulares com meus quadris, deslizando minha mão por meus seios cobertos e abdômen.

Abaixo o vestido ficando só de lingerie e eles berram , jogando elogios até ofensivos.

Não tem uma pessoa sã aqui, a bebida já subiu pra todos, o único que se salvou foi Louis que não pode beber em serviço, mas ele está lá fora no bar.

Ou ao menos é o que eu pensei...

Quando estava prestes a retirar meu sutiã alguém sobe na mesa e me pega pela cintura.

-ACHO QUE JÁ CHEGA DE SHOW POR HOJE!- ele desce da mesa comigo e me leva até um canto mais vazio.

Como estão loucos nenhum dos convidados se importa, apenas continuam pulando e se divertindo.

-Olá de novo Louis!- digo rindo feito idiota.

-Eu preciso voltar ao bar May, por que você não sobe e deita em algum dos quartos?- pede acariciando meus cabelos.

-Pode deixar que eu cuido dela agora.- Ouço uma voz e olho para ver de quem saiu. Laito.

Ele não parece estar muito melhor que eu, mas deve estar mais consciente.

-Você é o que dela?- Louis questiona preocupado. É um fofo mesmo.

-Primo, ela mora comig...- uma voz doce chega e interrompe o ruivo.

-May-chan? O que houve?- pergunta olhando meu corpo semi nu.

-Estou bem Yui, você pode me fazer o favor de pegar minhas roupas em cima daquela mesa?- ela prontamente sai para fazer o que pedi.

-Parece que você está em boas mãos. Tchau May.-

-Tchau de novo Louis- falo rindo.

-Vamos May, você precisa descansar.- Laito diz me guiando até a escada para o segundo andar onde ficam os quartos.

***

Entramos no cômodo e fecho a porta na chave.

-Só agora eu percebi o quanto você fica gostosa usando lingerie e essas orelhas de gato- o ruivo morde o lábio e se levanta da cama, dando passos lentos até mim. Ficamos à centímetros um do outro, apenas nos encarando.

-Laito?- chamo com uma voz manhosa e fofinha.

-Sim Bitch-chan?-

-Eu quero você, comigo, naquela cama. Agora.- digo vendo-o abrir um sorriso safado.

-Seu desejo é uma ordem Bitch-chan.- suas mãos vão direto para os meus fios brancos, me puxando para si num beijo voraz.

Imediatamente agarro a borda de sua blusa, puxando-a para cima. A peça vai para em qualquer canto, mas não me importo com isso e Retomo   o beijo, abraçando o garoto aproveitando a sensação de seu peitoral reprimindo meus seios e barriga.

Ele me pega no colo sem quebrar o beijo e me leva até a cama, sentando na mesma comigo ainda em seu colo.

Afasta nossos lábios e passa a lamber e beijar meu pescoço enquanto mexe no feixe do sutiã que logo sai.

 Sinto a boca do ruivo sugar com força um de meus seios e puxar meu cabelo para trás, tombando meu corpo e dando mais espaço para ele.

Rebolo em seu pênis coberto pela calça causando uma deliciosa sensação em meu clitóris, que é parada pois de repente sou jogada na cama. Percebo Laito ficar de pé e abrir sua calça, tirando-a junto da cueca.

Cruzo minhas pernas sentindo pela 3° no dia minha vagina piscar ao ver o membro grande e grosso dele.

Me ajoelho na cama e trago o ruivo para o colchão, deixando-o deitado.

Ainda de joelhos ao seu lado, seguro seu pau com uma das mãos e incio movimentos para cima e para baixo. Lentamente curvo meu corpo, tocando meus lábios na glânde. Laito suspira, mas logo geme quando abocanho seu membro e começo a chupar como a coisa mais gostosa do mundo.

Dá tapas na minha bunda e novamente segura meu cabelo. Ele agressivamente força minha cabeça a descer e subir rapido, me engasgo diversas vezes e quase não respiro, mas o ruivo não para até encher minha boca de gozo.

Puxo uma grande quantidade de ar até meus pulmões me recuperando, porém não tenho muito tempo para isso pois Laito segura meus tornozelos e arrasta, fazendo com que eu caia deitada e de pernas abertas. A língua dele desliza de minhas coxas até minha virilha, entornando meus grandes lábios mas em momento algum toca meu clitóris que até dói implorando por atenção.

-Hmm...- emito um som e coloco minhas mãos em suas madeixas vermelhas, obrigando-o a tocar meu ponto.

Vingaaança hehe.

Ele introduz 3 dedos de uma vez, fazendo eu me contorcer.

Faz movimentos de vai e vem tão rápidos que um barulho oco sai de minha vagina, nem percebo e já estou gritando feito uma cadela e me contorcendo na cama.

Aperto meus peitos, puxando meu próprio mamilo e então chego a um orgasmo.

Ainda estou tendo choques e espasmos quando sinto o membro me preencher.

-AAAAH!- tento inconscientemente girar mas ele me para com a mão em meu abdômen.

-Quietinha...- se inclina sobre mim  e se apóia na cabeceira, o que possibilita estocadas tão fortes e profundas que chega doer de verdade.

-L-Laito...- chamo com os olhos cheios de lágrima, parte pelo prazer, parte pela dor.

-Shiii...- ele me beija e então a dor some, simplesmente some deixando apenas o prazer.

Seu dedão pressiona meu clitóris e então volto a ver estrelas, reviro meus olhos indicando um segundo orgasmo.

Cravo minhas unhas em seus braços e mordo seu pescoço.

O gosto peculiar do sangue do ruivo desce por minha garganta ao mesmo tempo que o líquido viscoso dele misturado ao meu desce por minhas pernas.

Laito rola caindo deitado ao meu lado, desforro a cama e uso o lençol para nos cobrir.

-Porra!... Nós precisamos repetir isso Bitch-chan.- dou risada junto ao ruivo concordando.

-Sabe, eu adoraria transar escondido em um lugar público, tipo uma lanchonete, um parque...- Falo imaginando várias cenas.

-Eu já fiz isso Bitch-chan, é um dos meus maiores fetiches.- deposita dois dedos no vão entre meus seios e desliza por minha barriga me arrepiando inteira.

-Faremos isso algum dia?- Questiono.

-Por mim faríamos TODOS os dias.- sinto os dedos descerem de minha barriga para minha intimidade.

-Você ainda quer mais?!- não escondo minha surpresa , apesar de estar me divertindo.

-Apenas uma dose de você nunca será o bastante para mim, Bitch-chan.- Laito diz sensualmente.

-Sinto muito querido, mas teremos muito tempo para transar. Já essa festa, só acontece hoje e eu não vou perder por nada!- Digo já me levantando, e só aí me toco que minhas roupas ficaram com Yui.

-Laito, vai atrás da Yui com as minhas roupas, por favorzinho- faço biquinho.

-Só vou porque de qualquer jeito irei descer. Você tem razão, essa festa só tá começando.- O ruivo sorri com maldade, se veste rapidamente e desaparece. 


Notas Finais


Vcs estão pensando que acabou? Hahaha.

Beijokas da Angel 👄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...