História A primeira inscrita - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Felipe Z. "Felps", Flavia Sayuri, Rafael "CellBit" Lange
Personagens Alan Ferreira, Felps, Flavia Sayuri, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellbit, Cellbits, Felipe Z, Felps, Flavia Sayuri, Rafael, Rafael Lange, Sasa, Sayu, Sayuri
Exibições 78
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 37 - Dia de praia...


  Eu acordo no outro dia bem mais cedo que a Flávia, eu estava preocupado com meu pai, pois ele não respondia minhas mensagens e quando respondia ele dizia que não dava para conversar, eu saio do Hotel e vou andando sozinho por aquelas ruas  de Rio Grande Do Sul, eu paro e me sento em um banco, olho para meu celular e penso bem se iria ligar para meu pai ou não, mas logo preferi, queria falar para ele como está aqui e como foi o evento e o carinho dos meus fãs, eu ligo a primeira vez e não atende, ligo de novo e nada, tento a última vez e ele atende.

  - Pai? - Perguntei.

  - Olha Rafa, estou meio ocupado agora, preciso desligar....

  - Espera! - Falei - O que que está acontecendo? Não atende minhas ligações, não recebe minhas mensagens, o que está acontecendo? - Perguntei novamente.

  - Eu já disse, estou andando muito ocupado, estou no trabalho literalmente o dia inteiro, não posso conversar! - Respondeu exaltando a voz demonstrando estresse - Tenho que ir, tchau 

  - Espera... - Ele desliga, eu suspiro e fico meio triste, fico sentado ali.

  - Você é o Cellbit? - Eu olho para frente e era uma garota.

  - Sou - Respondi com um sorriso no rosto.

  - Sou sua fã! Posso tirar uma foto com você? - Ela perguntou já tirando o celular.

  - Claro - Eu sorrio e ela tira.

  - Obrigado! 

  - Eu que agradeço! - Ela sai andando, eu me levanto e vou andando até o Hotel novamente, eu subo no Elevador, entro no quarto e vi a Flávia, Felipe, Alan, Maethe e minha mãe ali.

  - Onde você estava? - Perguntou Flávia.

  - Fui dar uma volta por ai... - Disse todo desanimado.  

  - Esqueceu que nós vamos para a praia hoje? - Falou Felipe.

  - Tinha esquecido, vou me trocar e já volto - Eu me trocava e continuava pensando em meu pai, ele andava afastado de nós, quando eu ainda estava lá ele já não estava muito presente, trabalhava duro para nos manter naquela casa, mas em compensação, não era um pai presente, meus 300,400,500,600 mil inscritos ele não estava lá para comemorar junto comigo, enfim, eu coloco uma bermuda e uma blusa azul escura de manga curta, eu volto para ali onde todos estava reunidos.

  - Finalmente! Agora vamos - Disse Alan, nós descemos e entramos no carro.

  - Que carro é esse? - Perguntei.

  - Eu aluguei, bem baratinho - Respondeu Alan já o ligando.

  Enquanto o Alan dirigia, todos conversavam, eu ficava um pouco mais quieto, só observando a janela pois eu estava preocupado com meu pai, eu pego meu celular e tento de novo

  Mensagem: On.

  Rafael: Pai

  Rafael: Ta ai?

  ''Pai'' Visualizou sua mensagem

  '' Pai '' Está digitando...

  Pai: O que é?

  Pai: Não entendeu que não posso conversar no trabalho? 

  Pai: Se o chefe me ver mexendo no celular ele me mata

  Pai: Tenho que ir. Tchau.

  Rafael: Ok...

  Mensagem: Off.

  Eu suspiro e fico observando a janela, após horas finalmente chegamos, abrimos o porta-mala, eu pego meu chinelo e coloco enquanto eles pegavam suas cadeiras de praia, eu andava por aquela areia e a areia entrava em meu pé, fazia muito tempo que não ia para uma praia, a última vez que fui eu tinha somente 6 anos de idade, eles colocam as cadeiras e nos sentamos, ficávamos observando aquele lugar calmo onde só ouvíamos o barulho do mar, estava com quase ninguém ali.

  - Bora para a água? - Perguntou Felipe.

  - Vamos! - Respondeu Alan, eles se levantam, retiram sua blusa, eu fico ali sentado mesmo.

  - Bora Rafa! - Incentivou Felipe, eu balanço a cabeça dizendo que não, tinha vergonha de me verem sem camisa.

  - Para de ser viadinho, tira logo e vamos! - Falou Alan e eu fico com um certo medo e vergonha, mas, como eu sei que esses dois putos iriam ficar insistindo até eu finalmente tirar, eu olho para a Flávia e Maethe e elas estavam meio sem graça, eu me levanto e tiro e a vergonha batia.

  - Ae porra, finalmente!! - Falou Felipe, eu somente fico quieto.

  - Vocês não vem não? - Alan perguntou para Maethe e Flávia.

  - Não não, vamos ficar só aqui mesmo - Respondeu Maethe, o Alan se vira e vai andando até o mar enquanto eu e o Felipe íamos juntos, o Felipe levava a bola para jogarmos vôlei lá mesmo, entramos, eu mergulho e depois começamos a jogar, eu ficava um pouco mais seguro ali, pois a água estava cobrindo o meu corpo deixando somente meus ombros, pescoço e cabeça mostrando, depois de um tempo voltamos.  

  - Vocês pareciam três crianças jogando lá - Brincou Flávia e elas dão risada. Eu me sento e coloco minha blusa rapidamente, estava todo molhado e aquilo me incomodava, ficamos ali conversando enquanto minha mãe estava ali quieta sem falar absolutamente nada...


Notas Finais


O que acharam? Deixem ae!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...