História A primeira vez que o amor quebrou fronteiras. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Itanaru, Naruto, Sasunaru
Exibições 109
Palavras 1.238
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Voltando das cinzas com esse surto de inspiração, na real eu não escrevi para ser uma Fanfic de Naruto, era uma historia original, mas os personagens encaixaram.

Os personagens pertencem ao tio Kishi, podem conhecer meus próprios personagens em: http://littletaleswriter.blogspot.com.br/

Capítulo 1 - Capítulo único


Meu nome é Andeliel,

Houve uma época de crescimento, amizade e poucas intrigas. Todos se preparavam para o combate, mas ninguém lutava.

Nesta época fatídica duas famílias prosperavam na vila de Konoha, os Uzumakis e os Uchihas, e não é surpresa que elas tenham unido forças a gerações.

Na ultima geração que me recordo, a parte principal da família Uchiha gerou dois filhos homens, Sasuke e Itachi, e os principais da família Uzumaki geraram apenas um menino, este se chamou Naruto.

Como de costume os três meninos viraram amigos, Itachi era três anos mais velho que Naruto, este era dois anos mais velho que Sasuke, mas mesmo com a diferença de idade se davam muito bem.

Sasuke sempre fora fascinado por Naruto, o loiro era alegre e estava sempre sorrindo, o que é claro, alegrava todos ao seu redor. O pequeno Uchiha ainda muito novo, já havia encontrado o amor.

Os anos passaram, este mundo sem guerras que só pensava em guerra obrigou as famílias a enviarem seus filhos para treinamento. Não passaram dois meses desde que deixaram a casa e o mais novo já estava voltando para casa, ossos fracos, os oficiais disseram.

Os Uchihas se alegraram com a volta do mais novo, a filha da família secundária já havia se tornado mocinha e logo deveriam se casar.

Sasuke adiou o casamento por quanto tempo pode, observava o céu a noite, pois na distância só o que pode nos unir é a certeza de que estamos sob o mesmo céu.

Naruto voltava ocasionalmente para a vila, passava o tempo com seus familiares e vez ou outra parava para conversar com Sasuke, mas mesmo assim o amor do Uchiha não acabou e cada vez mais ele morria por dentro.

“_Somos dois homens” _ Era o que o pequeno mais dizia.

Naquela época ninguém nunca ouvira falar de uma relação de duas pessoas do mesmo sexo, e na cabeça de Sasuke era no mínimo impossível.

Itachi atingiu os vinte anos e teve seu primeiro filho, os conflitos não matavam, mas só em pensar que poderiam famílias como estas duas se preparavam para o pior e sempre garantiam sua prole. Itachi morou um, que ele imaginou interminável, longo ano na vila sem que pudesse voltar aos treinos, Sasuke aproveitou o tempo com o irmão e eles se divertiam muito, principalmente quando Naruto também vinha para casa.

Quando faltou apenas um ano para que Naruto atingisse a idade de procriação a família Uchiha propôs uma união, entregaram ao Uzumaki a noiva de Sasuke. O dia foi celebrado e a noite, as damas das famílias vestiram a noiva com as mais belas cedas, e ela ficou encantadora.

Foi a primeira vez que Sasuke passara a noite chorando ao lado da porta do quarto nupcial, o pensamento de que seu amor de infância estava tão perto, mas tão longe, machucou ainda mais sua sanidade.

Quando finalmente Sasuke atingiu os 18 anos, e poderia agora tomar suas próprias decisões, ele se declarou para Naruto. Para explicar o que o Uzumaki sentiu, devo lembrá-los que o Uchiha o amou desde sempre. Os corações pareciam uma sinfonia e no momento em que Naruto disse “não”, o coração de Sasuke se silenciou, por poucos segundos ele ficou sem saber o que fazer, o loiro que já sabia como lidar com as mais loucas situações lhe explicou que dois homens não podem gerar filhos. Sasuke conseguiu rir por um momento, aliás, Naruto estava certo, e este fora o problema que o pequeno sempre pensara sobre, mas que agora, havia ignorado.

Foi um choque esclarecedor, a sanidade voltou para o Uchiha e ele passou a dedicar o tempo a atividades como forjamento de armas e caça, não era o mais forte, mas podia caçar para a aldeia desde que acompanhado. Naruto e Itachi voltavam com mais frequência e caçavam com o mais novo.

Tudo estava na mais perfeita ordem, e em poucos dias Sasuke atingiria a idade nupcial e teria uma esposa, o irmão e seu melhor amigo voltaram para cerimônia. Naquela noite o mais novo foi dormir e deixou os outros dois na sala, não conseguindo pegar no sono de tão ansioso voltou na ponta do pé para sala, queria surpreendê-los.

Neste dia, o mundo de Sasuke desabou no sofá ele pode ver o irmão amado e o único amor verdadeiro de sua vida aos beijos. Não segurou o grito, Naruto correu para acalmá-lo.

“_Disse que não me queria por sermos homens, mas não me quis por eu não ser capaz de lhe acompanhar!” _ Foram as exatas palavras que ele disse aos prantos.

Foram horas tentando acalmá-lo, no fim ele alegou estar melhor e rumou para o quarto sozinho, coitados mal sabiam que haviam tirado toda a sanidade que lhe restava.

Na manhã seguinte, a empregada da família estava levando as vestes nupciáis para Sasuke quando o encontrou desacordado com um corte profundo na nuca e outro no pulso. Desesperada acordou todos no complexo de casas onde moravam as famílias, o médico não demorou, mas o pequeno já estava nas ultimas. Imagine o desespero de Naruto, dizia a si mesmo “Eu o matei” constantemente, Itachi tentou acalmá-lo e então a reanimação finalmente funcionara. Sasuke abriu os olhos, o Uzumaki se aproximou, implorou que ficasse acordado, com dificuldade o Uchiha soltou suas ultimas palavras:

“_Talvez numa outra vida?”

Naruto entendeu a pergunta.

“_Numa outra vida” _ respondeu.

Sasuke morreu com um sorriso nos lábios, uma felicidade eternizada por uma promessa.

O luto durou meses, Naruto e Itachi enfrentaram dificuldades, pois Sasuke lhe dera forças para revalar sua relação. Eles enfrentaram todos os obstáculos juntos e em menos de um ano as famílias já estavam felizes com a ideia.

Sobre os dois, não posso dizer que foram completamente felizes, pois até mesmo seus momentos mais alegres eram inundados com a falta que o mais novo fazia. Culparam-se até o fim.

A guerra não estourou naquela época, mas a bandidagem aumentou isto porque muitos homens considerados fracos para o treinamento não conseguiam empregos e acabaram tendo de buscar outra forma de ganhar a vida.

Naruto tinha 32 anos quando a Flecha Negra invadiu Konoha, a gangue mais forte do leste, perderam centenas de pessoas, para defender sua família o Uzumaki lutou bravamente matando muitos dos maus feitores, lutou ate mesmo com o chefe e o decapitou frente aos seus homens, mas a gangue tinha sua própria arma secreta, e uma flecha letal atingiu o loiro que morreu na hora.

Itachi junto com os combatentes restantes de Konoha caçaram e mataram o flecha negra e sua gangue se dissipou. Centenas foram mortos, mas a comoção ficou ao lado de Itachi que esbravejava aos céus.

Foi neste mesmo dia que conheci Naruto pessoalmente, não posso dizer com palavras o quanto o jovem Uchiha saltitava no meu lado esperando-o chegar. A alma do Uzumaki chegou ao jardim, andou até o portão olhando para Sasuke e depois para mim e o encanto do pequeno me ficou claro quando ele sorriu.

A alma de Itachi nunca alcançou as de Naruto e Sasuke, depois da morte do companheiro o Uchiha cometeu atrocidades usando de sua força. Quando morreu sua alma foi descartada, o Uzumaki protestou, mas lhe expliquei que eu nada poderia fazer, alias eu sou só um espectador encarregado de guardar as mais encantadoras almas, pois um dia, o mundo vai precisar de todas essas boas pessoas. Eu sou Andeliel, porteiro do jardim das almas.

 


Notas Finais


A fic foi adaptada de uma historia original, mas é minha mesmo, conheça meu trabalho original, o blog é Littletales
Desculpem o pouco conteúdo, queria ter mais tempo. ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...