História A Primeira Vista - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alice In Chains, Pearl Jam
Personagens Eddie Vedder, Jeff Ament, Matt Cameron, Mike McCready, Personagens Originais, Stone Gossard
Tags Amizade, Grunge, Pearl Jam, Romance
Visualizações 14
Palavras 776
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um para vocês.
Tá acabando a história, já tá quase no final.
Então vocês não vão ficar de diabetes muito mais tempo.
Até lá embaixo?

Capítulo 34 - 34


Fanfic / Fanfiction A Primeira Vista - Capítulo 34 - 34

O período quieto em casa não demorou muito para acabar. Assim que Junho chegou a primeira viagem do ano apareceu. Eram só alguns poucos dias fora para algumas apresentações e entrevistas da Brad e logo estaria em casa. Mas mesmo sabendo que seriam poucos dias não foi mais fácil sair.

Já era quase verão, o clima de Seattle andava realmente bom, o que sempre significava muitas idas ao parque com Vivi, Ana e os cachorros. Além das reuniões com os amigos para cervejas e colocar o papo em dia.

Ana também já estava começando a mudar para casa, boa parte de suas coisas já estavam aqui e aos poucos o que não viria com a mudança estava sendo vendido ou doado. Ela estava levando o tempo dela, e tudo bem por mim, desde que ela dormisse todos os dias em casa eu não tinha o que reclamar.

O apartamento também estava sendo usado como um depósito das coisas do casamento, e a família dela ficaria nele quando viesse para a cerimônia, estava tudo certo. A vida estava mais do que boa nesse momento.

Quando eu acordei na Segunda Feira com Ana embolada em mim eu sabia que daqui para frente seria ainda mais difícil ficar longe, mas do que já tinha sido a última turnê.

O voo era somente no fim da tarde, ela não iria à livraria hoje, e a gente tinha tempo para curtir um pouco. Eu fiquei quieto na cama, só a observando dormindo no meu peito como um bobo apaixonado, que é exatamente o que eu sou.

- Eu já te disse isso, e vou repetir, eu consigo te sentir me olhando – ela fala com a voz de sono e sem abrir os olhos.

- Estou mesmo! Bom dia!

- Não pode ser um bom dia se você vai viajar e ficar longe.

- Vai ficar doente de saudade? – falo me divertindo

- Não seja convencido, Stone! – ela fala abrindo só um olho para mim – talvez eu sinta um pouquinho só.

- Só um pouquinho né?

- Só um pouquinho – ela ri e sela minha boca, suas mãos começam a passear por minha pele, me arrepiando por onde passava.

- Se você continuar assim, talvez eu cancele tudo. – falo para ela.

- Esse é o plano! - Ela fala divertida e descendo seus beijos pelo pescoço.

POV ANA

 Despedir de Stone era sempre a pior hora, e por ser a primeira vez em muitos meses que ele ficaria fora, era ainda mais estranho.

 Mas era parte do trabalho dele, e ele amava cada segundo da sua carreira. Então logo tratei de aproveitar o dia com ele, e na hora de me despedir engoli a tristeza e o abracei forte. Em poucos dias ele estaria de volta e eu tinha muita coisa para fazer entre a livraria para cuidar, casa para desmontar e um casamento para organizar.

  Eu só não contava que no Domingo a noite, que já é normalmente chato, e faltando ainda dois dias para ele voltar para casa, eu sentiria tanta saudade.

                “O que você está fazendo?”  envio para ele por mensagem.

                “Nada na verdade, estou indo para o hotel. E você?”

                “Nada também.”

                “Quer que eu te ligue agora?”  Eu sentia muito a falta dele, mas se ouvisse sua voz era capaz de começar a chorar e nunca mais parar. Meu Deus, quando que eu fiquei tão carente e dramática?

                 Não amor, eu te espero chegar no hotel é melhor.”   O respondi.

                “Stone volta logo? Tô com muita saudade.”

                “Eu volto amor, em dois dias estou ai. Só mais um pouquinho e eu já chego”

                Trocamos mais algumas mensagens e assim que ele chegou ao hotel eu acabei adormecendo no sofá.

  Acordei algumas horas depois  sendo carregada para o quarto. Abri os olhos assustada e a primeira coisa que vi foram os olhos de Stone.

 - Ei dorminhoca.

  - O que você está fazendo aqui? Você não viria só daqui a dois dias?

- Nós iriamos voltar amanhã a noite na verdade, mas resolvemos vir após o show de hoje. Eu estava no aeroporto quando te mandei as mensagens. Surpresa!! – Ele falou me deitando na cama.

- Eu juro que você não vai mais sair de casa. Está proibido Stone.

- Minha nossa, eu não sabia que estava noivo de uma sequestradora de guitarristas.  – ele fala rindo, enquanto me aconchega melhor em seu corpo.

  - Avise as suas bandas que você acaba de se aposentar.  – ele murmura enquanto deixa um beijo em minha testa.

 Enquanto eu sentia o calor do corpo dele e seus carinhos leves em minha eu só torcia para que não houvesse nenhuma viagem tão cedo.


Notas Finais


Um capítulo simples com um pouco de amorzinho.
Volto amanhã com mais.
Deixa um comentário para mim, para não perder o costume?
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...