História A princesa das terras do sul - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~seriana

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha
Tags Inuyasha, Rin, Sesshoumaru
Exibições 34
Palavras 2.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá galerinha estou voltando a escrever espero que gostem!!
Este capítulo será um capítulo de limão, por isso, se você deseja ignorá-lo você pode. Tudo o que você vai perder é que Rin e Sesshoumaru faze-lo e que está tudo bem com o pai. Obrigado, você foi avisado.
Além disso, por favor, seja gentil. Eu nunca fiz um limão antes. Eu li muitos deles, mas nunca escreveu um. Portanto, esta é a minha primeira vez. Não pare de ler por favor, mesmo que o limão é uma merda. Esperemos que não. Obrigado! Desejem-me boa sorte!

Capítulo 7 - Capitulo 7


Capítulo 7: O amor consumado

Rin estava atrás da porta. Ela fechou-a rapidamente e pulou em suas costas. "Apanhei-te." Ela riu.

"Não por muito tempo você não faz." Sesshoumaru riu também. Ele jogou-a na cama e colocou-a lá. "Agora, o que você estava dizendo sobre não ser dominado? Eu tenho certeza que eu poderia encontrar uma maneira de dominar você e você me deixaria fazê-lo e como ele também." Ele disse sorrindo maliciosamente.

 

"Sério?" Rin parecia convencido.

 

Sesshoumaru se inclinou e beijou Rin. Ela engasgou e ele levou a vantagem para provar sua boca. Ele queria há tanto tempo e, finalmente, ele conseguiu. Sempre houve os beijos castos e inocentes, mas ele desejava mais a partir de sua noiva. Ele queria tocar e provar cada centímetro dela e tinha a intenção de fazer isso agora.

 

Foi neste momento que o Senhor Inu no Taishio escolheu andar dentro Sesshoumaru e Rin olhou de sua posição no Senhor das Terras do Oeste. Inu no Taishio olhou para o filho e, em seguida, a sua filha-de-lei-a-ser. Ele suspirou, mas parecia feliz para os dois.

 

"Bem, se você optar por fazer isso agora, eu não vou discutir. Basta perceber Sesshoumaru, que, se ela se torna pupped (termo Inu-youkai por estar grávida), ela não será autorizado a voltar para as Terras do Sul para ajudar seu irmão. Dito isto, você terá que lidar com a fúria de seu irmão para ela não sendo devolvido a ele para que ela possa ajudá-lo. Além disso, você terá que ser acoplado imediatamente. " Inu no Taishio informou a ambos. Com isso, ele saiu do quarto fechando a porta atrás de si.

 

"O que você diz Rin?" Sesshomaru pediu sua noiva. Ele não se importava que eles teriam que ser acoplado mais cedo, ele esperava por isso. Ele amava Rin mais profundo do que jamais pensei que poderia ser possível. Quanto ao seu irmão, enquanto ele tinha Rin que ele poderia lidar com qualquer coisa. Se ele tivesse que, o próprio Sesshoumaru iria para ajudar seu irmão a recuperar as terras do sul.

 

Rin olhou para Sesshoumaru. Ele era de tirar o fôlego, e acho que ele escolheu para ser acoplado a. Ela mal podia acreditar que tudo isso era real. Ela mexeu-lhe o pulso e ele largou-os. Rin levantou os braços e colocou-os ao redor do pescoço de Sesshoumaru. "Eu não quero nada mais do que estar com você meu amor." Ela disse que ela o puxou para baixo a para um beijo apaixonado.

 

"Assim como eu" Sesshoumaru sussurrou. Ele começou a desamarrar a roupa incomum que tinha obtido a partir de uma família real estrangeira que eles tinham visitado. Lembrou-se de como ela ficou olhando para uma das mulheres que estavam usando as roupas. Onde eles foram de? Quando ele pensou que ele se lembrou da família tinha sido de um país chamado Tykal, se ele se lembrava corretamente. Ele tirou a roupa apenas para perceber que ela já tinha desatado o obi e foi despindo-o de sua própria roupa.

 

Sesshoumaru riu. "Em uma corrida somos nós querida Rin?" Ele disse que se inclinou para beijá-la com ternura.

 

"Eu deveria estar se perguntando a mesma coisa Sesshoumaru", disse Rin enquanto ela olhava-se ao longo de encontrar ambos eram roupas menos. Ela passou as unhas levemente no peito sobre sua pele pálida e mamilos rosados. Ela foi recompensada com um gemido alto de sua breve-a-ser-amante. Rin olhou para cima para ver capuz olho de Sesshoumaru. Ele estava dando a ela um olhar muito predatório, o olhar aceso um fogo em suas veias que vivificadas através de seu corpo e apertou seu estômago.

 

Sesshoumaru olhou para Rin e se perguntou quantas vezes ele podia fazê-la gritar. Ele estava indo para ser feliz de encontrar a resposta para essa pergunta fora. "Rin". Ele sussurrou seu nome e se inclinou para beijá-la novamente. Ele podia cheirar sua excitação e excitava, aumentando a sua própria excitação. Sesshoumaru começou a massagear o peito de Rin na mão. Ele esfregou os mamilos com as pontas de seus polegares, causa Rin contorcer debaixo dele. Ele ficou encantado ao sentir suas mãos em seu cabelo emaranhado e ouvir seus gemidos enquanto ele continuava a brincar com seus seios.

 

"Sesshomaru." Rin gemeu quando ele se inclinou e beijou seu seio direito.

 

Sesshoumaru beijou todo seu peito, apenas tocando o mamilo como ele passou por isso. Ele sorriu quando ouviu gemidos de Rin tornou choraminga como ele passou o pico apertado novamente. Ele finalmente fechou a boca sobre o mamilo fazendo Rin jogar a cabeça para trás e gemer alto. Ele fez o mesmo com seu peito esquerdo.

 

Rin sentiu como se estivesse sendo torturado como Sesshoumaru brincou seus seios. Ele fez sua dor para tirar o mamilo em sua boca antes que ele realmente fez. Ela estava tentando pensar em alguma maneira de lhe pagar esse mesmo doce tortura. Ela sorriu e gemeu novamente como Sesshoumaru puxou o mamilo suavemente. Ele, então, começou a lamber, morder e beijar seu caminho apartamento estômago de Rin para sua joia escondida. Ele beijou sua coxa e podia ouvir como Rin respirou fundo.

 

Sesshoumaru colocar o nariz perto de seu núcleo e respirou profundamente. Ele quase riu quando percebeu que ela realmente cheirava a rosa mais doce que já tinha sido criado. Ele balançou a cabeça e timidamente beijou núcleo.

 

Rin quase pulou da cama quando ele a beijou lá. Ela não sabia como muito para reagir. Ela tinha ouvido falar de outras empregadas que lá os homens nunca faria uma coisa dessas. Ela perguntou o que Sesshoumaru estava fazendo até ele a beijou. "Sesshoumaru", disse ela muito trêmula, "você não precisa."

 

"Ah, mas eu quero Rin. Você sabe que você cheira mais doce do que qualquer rosa que eu já cheirei? Eu tenho que saber como o seu gosto Rin." Sesshomaru abriu Rin com as mãos, como ele beijou e lambeu seu núcleo.

 

Gemidos de Rin tornou-se cada vez mais alto como Sesshoumaru saboreava. Seu aperto em seu cabelo apertou quase dolorosamente. Sesshoumaru percebeu, porém, que não doeu só despertou ainda mais. Ele não tinha pensado que ele poderia ficar mais difícil, mas com certeza Rose empurrou-o para os seus limites como sempre parecia fazer.

 

"Você tem gosto melhor néctar", Sesshoumaru sussurrou, mas Rin ainda podia ouvir até mesmo sobre seus constantes gemidos.

 

Sesshoumaru voltou a beijar e levemente beliscando núcleo de Rin. Rin tinha finalmente decidiu que ela tinha, tinha tortura suficiente e empurrou a cabeça de Sesshoumaru longe de seu núcleo. Sesshoumaru olhou para ela com curiosidade.

 

"Rin?" Sesshoumaru disse, mas foi rapidamente silenciada por um beijo apaixonado. Rin tentou ganhar domínio sobre Sesshoumaru, mas eles estavam em um beco sem saída, uma combinação perfeita para o outro, nunca deixando a outra vitória. Rin foi capaz de distrair Sesshoumaru suficiente para que ela pudesse vira-lo.

 

Antes Sesshoumaru sabia o que estava acontecendo, ele estava de costas, com uma deusa dirigida vermelha muito bonita acima sorrindo maliciosamente para ele. O cabelo de Rin formou uma cortina vermelha em torno de seu rosto enquanto ela se inclinou para beijá-lo. Como ela o beijou, ela correu as unhas por cima dos mamilos de novo, arrancando outro gemido de Sesshoumaru. "Agora é a minha vez de torturá-lo." Ela disse sorrindo maldosamente para seu amante.

 

Sesshoumaru gemeu com suas palavras. Ele tinha certeza que ele poderia virar o jogo e levá-la, mas ele decidiu que iria ver o que ela queria fazer. Então ele iria levá-la. Ele gemeu alto quando sentiu os lábios de Rin cercar seu mamilo esquerdo.

 

Ela brincava com seu mamilo, puxando, lambendo, mordendo-o. Ela estava ficando alguns gemidos muito eróticos e gemidos de Sesshoumaru e adorei. Rin beijou e massageou seu caminho no peito depois de torturar os seus dois mamilos. Ela mergulhou sua língua em seu umbigo quando ela passou por cima. Finalmente, ela chegou a seu próprio tesouro. Rin sentiu um pouco intimidado, Sesshoumaru era enorme. Não que ela tivesse alguma coisa a compará-lo, mas ela não tinha certeza se ele iria mesmo se encaixam nela. Ela cuidadosamente envolveu a mão ao redor de seu comprimento e, em seguida, liberada rapidamente quando Sesshoumaru uivava dolorosamente, pelo menos soou doloroso para ela. Ela olhou para ele interrogativamente. "Não pare, por favor." Sesshoumaru gemeu quando ele deixou cair à cabeça de volta para a cama.

 

Rin envolveu sua mão ao redor dele novamente e não podia acreditar o quão suave a pele era ou o quão duro ele estava. Ela passou a mão pelo seu comprimento e foi recompensado com um gemido. Ela pensou que o seu gosto dela e quase levado à loucura, o mesmo aconteceria com ele se ela o provou. Rin sorriu maliciosamente e olhou para Sesshoumaru.

 

Sesshoumaru não tinha certeza de que estava passando pela cabeça dele pouco da megera, mas ele estava certo de que ele ficaria feliz em descobrir. Ele viu como a boca pairou sobre seu comprimento, ele levantou uma sobrancelha, mas, em seguida, bateu os olhos fechados quando ele sentiu e viu Rin levá-lo em sua boca. Ele praticamente gritou de prazer em suas ministrações. Ele não tinha percebido que ela faria uma coisa dessas, mas estava feliz por ele de qualquer maneira. Ele estava ofegante quando sentiu a língua dela fazer círculo preguiçoso em cima dele. Ele não tinha certeza de quanto ele poderia tomar, mas ele queria estar no seu quando ele veio. Sesshoumaru usou o mesmo truque que ela usou com ele para levá-lo a se mover.

 

Rin sentiu a mão em seu cabelo e senti como ele ergueu o longe de seu comprimento. Ela olhou para ele interrogativamente.

 

"Meu Deus, minha pequena raposa, quem teria pensado que você poderia tirar meu controle tão rapidamente. Agora, porém, vou fazer o meu. Ninguém vai tocar em você, mas eu, eu vou matar qualquer um que tentar." Sesshoumaru sussurrou em seu ouvido enquanto ele deitou embaixo dele mais uma vez.

 

Sesshoumaru coloque dois dedos dentro de Rin e bombeando-os dentro e fora de seu corpo. Logo Rin gemia mais uma vez e empurrar os quadris no tempo para os dedos. Quando ele considerou-lhe pronta, ele virou-a (estilo cachorrinho .... O que? Ele é um youkai cachorro, o que você esperava?) E empurrou-a em suas mãos e joelhos.

 

Sesshoumaru subiu atrás dela e abraçou-a contra o peito, amassando seu peito enquanto ele rapidamente entrou nela, quebrando sua virgindade. Rin ficou tenso quando a dor bater nela; Parecia que alguém tinha rasgado dentro dela. Sesshoumaru sentiu muito grande e desconfortável, Rose choramingou, mas ele não se moveu.

 

Finalmente outro desconforto ocorreu e Rin se inclinou para cima em Sesshoumaru. Ele deslizou um pouco para fora e ouvi Rin suspiro. Ele, então, deslizou para dentro dela outra vez, e viu a reação dela. Rin gemeu e tentou empurrar contra ele. Sesshoumaru estava convencido de que ela era sobre sua dor e começou a bombear lentamente dentro e fora dela.

 

Gemidos de Rin escandalosos e Sesshoumaru se juntaram a ela. Ela podia sentir a iluminação de fogo e um aperto bobina em seu ventre. Ela mudou-se juntamente com Sesshoumaru como ela se sentiu ficando mais e mais quente. Ela sentia como se ela estava se afogando e não sabia como parar, nem que ela queria parar.

 

Sesshoumaru estava tentando se conter, mas não seria capaz de por muito tempo. Ele trouxe uma garra para brincar com o pequeno feixe de nervos acima onde ela havia entrado.

 

Rin quase gritou quando sentiu que ele trazê-la sobre a borda. Sesshoumaru mantido deslizando para dentro e para fora até que ele também veio. Rose podia sentir uma forma de nó dentro dela e soube instintivamente Sesshoumaru não seria sair tão cedo.

 

Eles caíram de cama com Sesshoumaru ainda trancado dentro de Rin, ambos maravilhosamente exaustos. Por fim, o nó voltou e Sesshoumaru deslizou para fora de Rin. Ela gemeu quando sentiu que ele deixá-la. Sesshoumaru trouxe as cobertas sobre ambos como Rin se virou para ele. Ela se aconchegou perto dele e ele envolveu-a em seus braços, segurando-a perto dele com a cabeça em seu coração.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado. bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...