História A Princesa de Neuschwanstein - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ella Edwin, Neuschwanstein, Princesa
Exibições 2
Palavras 848
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Os Sete.


[...]
3 dias depois
— Querido, acha que termos contratado mais aqueles empregados, teria sido uma boa ideia?
— Eu acho que sim, Querida.
— Não sei não... Eles me parecem misteriosos. Sempre andam juntos e não se comunicam com ninguém.

Sunshine Moonlight Neuschwanstein:
Eu estava andando à cavalo, perto das colinas. Comigo estavam a Princesa Clara de Linderhof, a Daminha Joseanny de Hohenschwangau e três dos guardas do papai. Decidimos retornar para casa e tomar um chá no jardim, era um dia de muito calor, mas no jardim de mamãe sempre ventava.
— Sun, já sabe quem será o príncipe a dançar com você no seu aniversário? Deve escolhê-lo imediatamente, pois 27 de Dezembro vai chegar rapidamente e você sabe disso! -Jose me alertou enquanto segurava a xícara de porcelana fina-
 — Hm... Não, Jose, ainda não escolhi. Estou um pouco em dúvida. -dei uma mordida em meu cookie-
— Haaam!!! Por que heim? -Clara, com os seus duplos sentidos, já começara a maliciar toda a nossa conversa- Está apaixonadinha por algum? Ou todos roubaram o seu coração?
— Não, Clara! Mas é que papai já convidou alguns reinos com alguns príncipes da mesma faixa de idade minha ou alguns anos mais velhos. O príncipe da Inglaterra por exemplo, ele tem 23 anos.
— Hum, está de olho no rapazinho de vinte e três? -Jose também maliciara a sua frase-
— Vocês estão me deixando totalmente confusa! -exclamei um tanto irritada-
— Então tem um príncipe já acomodando seu coração! -Clara fez uma expressão facial de superioridade- Para você dizer que estamos te confundindo... -deixou as palavras no ar-
— Parem! -exclamei mais uma vez-
— Calma princesa, você está assim porque vai ser sua primeira dança com alguém que não é seu pai. Desde seus dez anos, você sempre dançou a valsa com teu pai. Sempre há um nervosismo quando se vai dançar com o primeiro príncipe. -Jose suspirou e toma um pequeno gole do seu chá- Quero dizer, que, você deve escolher com calma, mas não esquecer-te que já estamos em vinte e seis de Novembro. Deve se apressar.
— Ai! -coloquei minhas mãos sobre a minha cabeça, já percebendo a grande responsabilidade que tinha-
[...]
Eu estava estudando em  meu quarto, quando mamãe entrou no  meu quarto com mais algumas pessoas estranhas. Quero dizer, eu nunca havia visto-as por aqui até agora.
— Querida, hoje vim lhe apresentar os novos criados que nos ajudarão nos dias do festival do seu aniversário. -a olhei fixamente e depois analisei cada uma daquelas sete pessoas-
— Hm... -foi o único som que fiz, mas continuei observando-
— Comecemos então... -as pessoas ficam uma ao lado da outra- Este é Maxuwell, tem vinte e quatro anos e veio da cidade vizinha. -o rapaz se reverencia diante de mim, me reverencio também- Está é Grace, também tem seus vinte e quatro anos e também veio da cidade vizinha. -ela se reverencia diante de mim, faço o cumprimento- Este é Carlos, possui vinte e três anos e veio da América. -ele se reverencia, faço o cumprimento- Está é Maria, também possui vinte e três anos e assim como Carlos, veio da América também. -assim como os anteriores, ela faz o reverenciamento e eu apenas cumprimento- O próximo é Rafaell, tem vinte e cinco anos e veio da China, era um estudante lá. -Ele faz o reverenciamento, mas diferente dos anteriores, beija a minha mão. Apenas faço o cumprimento- Está é Fhernanda, irmã de Rafaell, também tem seus vinte e cinco anos e também era estudante na China. - a moça faz o reverenciamento, apenas cumprimento- E por último, Jefferson! Tem seus vinte e sete anos e era chefe de cozinha na Austrália. -ele se aproxima, faz o reverenciamento e diferente dos anteriores, beija minha bochecha esquerda-
Achei todos muito estranhos, não entendi ao certo o porque daquele cumprimento dos dois últimos homens. Um beijo na mão, um beijo na bochecha.  Minha mãe deve ter percebido, que eu não gostei daquilo. Não que eu seja uma princesa chata ou nojenta, mas é que realmente foi estranho e eu não esperava por aquilo.
— E então querida, o que achou? -mamãe ainda por cima, tem a cara de pau de me perguntar.
— Hm, me parece eficientes. Pelo visto ajudarão muito nos arranjos do festival. -voltei a me sentar na cama para estudar-
— Ótimo, querida, ótimo!
Assim que mamãe se retira do meu quarto, com todas aquelas pessoas, retorno aos meus estudos. Mas com uma pulga atrás da orelha: "Quem são essas pessoas?"
[...]
Alguém bate na porta.
—  Entre! -digo, sem tirar os olhos da TV-
O rapaz que beijara minha mão mais cedo, adentra meu quarto com uma bandeja do jantar.
— Desculpa incomodá-la princesa, mas sua mãe mandou-me servir-te o jantar aqui. Ela acha que você queira ficar em teu lugar hoje.
— Hm, obrigada. Ela fez o certo. -pego a bandeja e coloco-a sobre minhas pernas- Obrigada, pode se retirar agora. -digo, ele acena com a cabeça, um pouco tímido e sai-
Volto meus pensamentos na curiosidade de saber quem eram aquelas pessoas, e se não me engano, trabalhar não é a única coisa que eles querem por aqui.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...