História A Princesa de Ouro - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Rainha Vermelha, Bangtan Boys (BTS)
Personagens Farley, Gisa Barrow, J-hope, Jimin, Jin, Julian Jacos, Jungkook, Kilorn Warren, Mare Barrow, Personagens Originais, Rap Monster, Sara Skonos, Suga, Tiberias Calore "Cal" VII, V
Tags A Rainha Vermelha, Bts, Jungkook, Yoongi
Visualizações 8
Palavras 420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorei, mas postei

Capítulo 10 - Conversa que define futuro


Fanfic / Fanfiction A Princesa de Ouro - Capítulo 10 - Conversa que define futuro

Bato na porta da sala do meu pai. Eu sei que vai ser difícil uma conversa normal, mas preciso fazer ele mudar de idéia. 

- Tô entrando - avisei.

- Cori, é... o que faz aqui? - Seu semblante era apreensivo, provavelmente sabe o porquê de eu estar aqui. 

- Você sabe muito bem o motivo, então não se faça de desentendido - falo completamente fria. 

- O casamento não é discutível Coriane, você precisa de um parceiro para reinar e se passar o trono adiante, a mesma coisa será feita com sua irmã - ele fala como se não fôssemos as filhas deles. 

- Mas é sério isso?! Você trocará a mão da sua própria filha, apenas por um maldito protocolo?! - Já estou perdendo a minha linda paciência. 

- Não é só pelo protocolo, eu já tinha a intenção de te casar, isso só adiantou os meus planos - ele fala como se fosse a coisa mais banal do mundo. Porra! É o meu casamento!

- Eu não escolhi isso, será que não entende? Ou prefere ignorar o fato de que eu não posso ser manipulada. Eu não sou uma boneca, um peão que vocês usam como bem entendem - meu rosto já deve estar vermelho de raiva. 

- Eu quero o seu bem, se preciso for eu te tratar como um boneca de porcelana, assim o farei! E sim, você É um peão nesse jogo, um jogo que você não conhece as regras e não é capaz de jogar ou entender. - ele retorna a sua cadeira com indiferença. - feche a porta quando sair.

- Ah, papai... Você me subestima muito, não só a mim, como a todos. Pelo que mamãe falou já pagou bem caro por conta disso, Tibe é parecido com o senhor nesse aspecto. E acredite, eu não sou um peão, nem um jogador, eu sou... - Abro a porta, pronta para sair - eu sou a que brinca com o tabuleiro, dá as cartas e tira do jogo quem não souber as regras. Sugiro que tome cuidado, o peão aqui pode ser você - saio da sala batendo a porta. Quem ele pensa que é?! "O rei, seu pai e seu instrutor." Minha mente me responde mesmo que eu não queira.

Quer saber? Foda-se! Cansei de baixar a cabeça e me manter submissa. Vou fazer 17 logo e não pretendo festejar meu aniversário com o meu casamento. Realmente estou considerando a possibilidade de fugir e sei que muitos me apoiariam. Agora a questão é...

"Quem vem comigo?"


Notas Finais


Annyong


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...