História A Princesa dos Dragões - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão, Frozen - Uma Aventura Congelante, Originais
Personagens Anna, Astrid, Bafo e Arroto, Banguela, Batatão, Bocão, Cabeçadura Thorston, Cabeçaquente Thorston, Dente-de-Anzol, Elsa, Fúria da Noite, Hans, Kristoff, Melequento, Mosca da Tempestade, Norberto, o Demente, Olaf, Perna-de-Peixe, Personagens Originais, Soluço, Stoico, Valhallarama
Tags Hiccelsa
Exibições 68
Palavras 991
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem estava animada para fazer essa fanfic.

Capítulo 1 - Berck, a moradia dos dragões


Uma garota. Morena de olhos escuros, de aparência inofensiva. Possui marcas em todo o seu corpos, pelo o que ela passou ninguém sabe, nem ela mesma. Quem é essa garota?

Um garoto de pele clara, olhos coloridos e cabelo loiro quase branco. Movido pela curiosidade e pela bondade, vai ajudar essa garota. Como eu sei? Porque essa é a profecia.

Hoje de manhã: Em Berck

XX: Querido! Filho! Acorda já é de manhã.- disse ela abrindo as cortinas do quarto bagunçando de seu filho

Briar: Eu quero dormir mais.- disse ele colocando o travesseiro em cima da cabeça.

XX: Querido! Escuridão está te esperando lá em baixo.- disse ela saindo do quarto.

Esse é o herói da historia, um garoto de cabelos quase brancos, de olhos de cores diferentes, mas de uma personalidade gentil e extremamente curiosa.

Olhando para a janela, o garoto de pele clara se lembra da promessa que fez a seu melhor amigo.

Briar: Ah! Escuridão!- disse ele se levantando e indo para a janela.- Espero um pouco! Escuridão! Já estou descendo!- gritou ele para seu dragão impaciente.

Dragão esse, que não era qualquer dragão. E sim um Fúria da Noite, uma raça quase extinta . Como ele foi encontrado? Em uma das aventuras de Hiccup, O Grande Treinador de Dragões, ele encontrou um pequeno fúria da noite do lado de sua mãe que havia congelado de frio. Com muita pena, ele levou consigo o pequeno dragão, que foi criado junto com os seu filho.

Briar: Obrigado, mãe.- disse ele dando um beijo na testa de sua mãe. A Rainha do Gelo, Elsa de Arendell, que após se casar com o chefe da aldeia se tornou, Elsa Haddck

Elsa: De nada filho.- disse ela dando um sorriso gentil. Vendo seu filho indo em direção a porta com presa- Não vai comer nada ?

Briar: Verdade.- disse ele voltando para a mesa e pegando um pão.- Afinal, o café da manhã a refeição mais importante do dia. Tchau, mãe.- disse ele saindo com um pão na boca e outra na mão.

Elsa: Esse menino não leva jeito.- disse ela olhando para porta, que seu filho acabou de passar.- Bem, hora de arrumar a casa.

Já do lado de fora, Briar pedia desculpas para o seu dragão. Que parecia não ter gostado muito de esperar.

Briar: Desculpa, Escuridão. É que eu estava muito cansado.- disse ele, mas assim que viu o seu dragão o ignorar. Decidiu usar outra tática.- Bem, já que parece que você não que me ver. Então, não vamos voar hoje.

O Dragão rapidamente olhou para ele, e fez uma cara de choro, que era impossível para qualquer um dizer não.

Briar: Escuridão, eu disse para você não fazer essa cara. Você sabé que eu... Ah! Quer saber? Você ganhou. Você ganhou- disse ele se rendendo a fofuro do dragão. Que rapidamente fez uma cara de sabichão.- Seu dragão bobo.

Andando pela a Berck, ele procura pelo o melhor lugar para decolar. E pelo caminho, vai comprimento com gentileza todos que o conhece. Eu uma pequena construção ele vê o seu pai.

Briar: Pai! Eu pensei que ainda estava dormindo!- disse ele chegando perto. Seu pai era o Hiccup, O Grande Treinador de Dragões.

Hiccup: Eu sou o Chefe daqui, por que achou que ainda estaria dormindo?- disse ele bagunçando o cabelo de seu filho.

Briar: Depois da noite de ontem que o senhor teve com a mamãe, pensei que ainda estaria se recuperando.- disse ele com um sorriso travesso no rosto.

Hiccup: Menino! Aqui não é o lugar e nem a hora para se falar nisso.- disse ele todo vermelho.

Rooney: E tem hora e lugar para falar sobre isso?- disse ela. Irmã de Briar, uma garota extrovertida e decidida. De pele morena, de olhos verdes como seu pai e de cabelos os dele também. Quase um versão feminina dele, e a que muitos dizem ser a futura chefe de Berck.

Hiccup: E você acha que falo sobre o que com seu irmão todo dia?- disse ele, sem mais vergonha e com um sorriso travesso no rosto.

Rooney: Vocês são nojentos, deixa só a mamãe saver disso.- disse ela olhando para eles com um sorriso travesso também.

Briar: Você não seria capaz.- disse ele incrédulo.

Rooney: Será que não? Tenta pra ver.- disse ela com um sorriso maior do que o de antes.

Hiccup: Crianças, chegam disso. Rooney fique com a sobremesa do seu irmão, e não falamos mais nisso.

Rooney: Fechado.

Briar: O que? Pai!

Hiccup: Não posso arriscar. Se a Els souber eu to ferrado.

Briar: Sei não, em.

Hiccup: Então, vai ajudar aqui?

Rooney: Acho que não pai. O a cara do Escuridão.- disse ela apontando para o Dragão.

Briar: Verdade. Desculpa, pai. Preciso ir.- disse ele indo em direção ao seu dragão.- Vamos decolar daqui, Escuridão. Pronto? Agora.

Uma decolagem quase perfeita, se não fosse pela as casas que haviam ali. Mas eles estão bem, vai por mim. Enquanto voavam eles viram, uma ilha. Completamente destruida. Curiosos voaram até lá.

Briar: O que será que houve aqui amigão?- disse ele andando com uma espada de gelo em sua mão. Afinal, não se sabe o que há ali.

Então, eles vêem uma menina de pela morena e de cabelos escuros em cima de uma árvore completamente queimada.

Briar: Você esta bem?

Alya: Quem é você? Eles lhe mandaram aqui?- disse ela se levantando do galho da árvore para fugir.

Briar: Não sei de quem fala. Mas desça da ai, eu vou te levar para um lugar que possam curar de suas feridas.- disse ele guardando a espada, para ela não ter medo.

Alya: Você é um viking?- ela perguntou e ele simplesmente concordou com a cabeca.- Desculpa, mas não posso confiar em vikings...

A menina caiu do galho mais antes de se encontrar com o chão. Briar ao pegou.

Briar: Ela está queimando de febre. Vamos, Escuridão. Precisamos levar ela para Berck rápido.


Notas Finais


Comentem o que acharam, se tiver alguma coisa para melhorar me avisem que eu faço


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...