História A Princesa e o Alien - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Alfa, Beta, Bts, Fuffly, Hoseok, Jihope, Jimin, Jungkook, Namjoon, Ômega, Personagens Originais, Rap Monster, Seokjin, Sugamon, Taehyung, Taejin, Tortura, Vjin, Yaoi, Yoongi
Exibições 309
Palavras 1.701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


To só passando pra dizer que não tiraram minha internet \o/

Boa Leitura.

Capítulo 14 - Chapter Fourteen


Fanfic / Fanfiction A Princesa e o Alien - Capítulo 14 - Chapter Fourteen

A Princesa e o Alien

Capítulo 14:

Chapter Fourteen

Autor Pov’s On

 

SeokJin estava sentado sobre a cama, com o lençol fino cobrindo suas penas. Mantinha quase o silêncio total no quarto, se não fosse pelo baixo sons de respirações. TaeHyung estava ressonando baixo, dormindo ao lado de SeokJin, que parou para encara-lo.

 

Talvez estar apaixonado não fosse de todo o ruim, afinal, seu parceiro retribuía o sentimento. Mas ainda tinha uma parte confusa para SeokJin no meio dessa história toda, como se apaixonou por TaeHyung tão rápido? Talvez pelo seu jeito atrapalhado e esquisito? Bem pode ter sido. Contudo, ele amava o alfa de uma maneira diferente, talvez fosse aquela conversa antiga que teve com sua omma sobre almas gêmeas? Que mesmo em conflito se amavam mais que tudo... poderia até ser, e uma explicação bastante convincente também.

 

Suspirou, e se levantou da cama, saindo do quarto e descendo as escadas. As luzes já estavam acesas, e a paisagem vista da janela já estava escurecida, denunciando que tinha anoitecido. Avançou para mais perto da sala, vendo Yoongi e Namjoon conversado sobre qualquer coisa sem importância. Ignorou-os e passou reto, indo a cozinha pegando um simples copo da água.

 

SeokJin passou a mão por seu pescoço, piscando alguma vezes enquanto encarava Jimin, que tinha surgido do nada ao seu lado. O ruivo estava estranho, além da cara sonolenta, andava estranhamente, parecia que tinha machucado a perna ou algo do tipo. Além de ter uma marca vermelha e chamativa no pescoço, como se tivessem mordido, e essa mordida foi bem profunda.

 

- Jimin. – O moreno chamou. – Está tudo bem com você?

 

- Hã? Está sim, eu acho. – O ruivo respondeu, bocejando logo em seguida.

 

- Você machucou sua perna? Está andando estranho, e o que é isso no seu pescoço? Não está doendo? – SeokJin perguntou visivelmente preocupado.

 

- Você é muito curioso. – Jimin resmungou. – Itai. – Reclamou de dor ao se sentar na cadeira.

 

- Eu sei, mas o Tae é mais acredite... Enfim, vai me contar? – Questionou, se sentando na frente de Jimin.

 

- Tá, garoto curioso. Eu estou andando assim porque o seu irmão é grande demais, e acredite, eu ainda não me acostumei com isso. A mordida foi porque seu irmão me marcou. – Jimin explicou passando a mão por seu rosto. – Agora, eu estou todo dolorido e com sono.

 

- Oh, entendo! Você agora é o ômega oficial do meu irmão! – SeokJin falou animado. – Eu estou tão feliz, Jiminie-hyung! Quando vocês vão casar? Pretendem ter filhotes?

 

- Sim, bom, eu quero ter meus filhotes, só não sei se o Hobi vai concordar com isso. – Jimin respondeu desanimado.

 

- Mas é claro que vai, o Hobi sempre quis ter filhotes! Ele sempre ficava falando que quando tivesse um filhote com o ômega dos sonhos deles ia se chamar Sehun, parece um nome que agrada ele. – O moreno contou. – Vocês são um casal tão perfeitinho, eu shippo vocês dois.

 

- Hmm, que legal. – O ruivo murmurou. – Jin, você pode por favor, fazer um chá ou café pra mim? Eu estou com dor de cabeça, e geralmente é falta da cafeína.

 

- Claro! – SeokJin sorriu em concordância.

 

Jimin deu um meio sorriso, e apoiou sua cabeça sobre seus braços que estavam encima da mesa. Suspirou e encarou SeokJin de forma sonolenta, Hoseok realmente tinha o cansado, mas fora ele quem procurou, então não poderia reclamar muito...

 

Jimin ouviu passos, e se virou para encarar quem tinha adentrando a cozinha, e se deparou com um garoto de cabelos castanhos. O garoto, que aparentava ser um alfa – Pelo porte físico. – sorriu a Jimin, e encarou SeokJin que estava de costa.

 

 

- Jinnie, você pode me dizer que horas são? – O acastanhado perguntou, enquanto puxava SeokJin e o abraçava.

 

- São sete e pouco. – SeokJin respondeu, corando logo em seguida.

 

Jimin apenas sorriu amarelo, e voltou a se deitar em seus braços.

 

SeokJin se arrumou nos braços de Tae, e selou sua bochecha. O alfa apenas sorriu e apertou mais o menor contra seu corpo

 

- Princesa, eu acho que vou pra casa, nós nos vemos amanhã? – Tae perguntou.

 

- Okay.

 

Ambos seguiram em silencio, e de mãos dadas até a porta. Assim que chegaram na mesma, SeokJin a abriu, e saiu com TaeHyung para fora do cômodo. O menor sorriu e cruzou os braços, e o encarou.

 

- Então nós estamos namorando ou algo assim? – SeokJin perguntou, um tanto quanto temeroso.

 

- Acho que não. – TaeHyung respondeu. – Afinal, eu não fiz nem um pedido descente.

 

O acastanhado, se ajoelhou, e pegou a mão do outro, sorrindo triangular logo em seguida. Já SeokJin colocou a mão sobre a boca, querendo rir.

 

- Então, Kim SeokJin, quer namorar comigo? Eu só não tenho um anel de compromisso porque não tinha ideia de que isso ia acontecer hoje!

 

- Ah, eu aceito sim, bobo! E não precisamos de um anel pra provar que o namoro é real!

 

- Mas é pra esfregar na cara dos outros que você já é meu, e eu sou seu! – TaeHyung explicou se levantando. – Eu te amo, princesa.

 

- Eu também te amo, alien. – SeokJin sorriu brincalhão. – Eu ainda não me acostumei a te chamar disso, é tão... estranho.

 

- Logo você se acostuma, não te preocupas. – O alfa riu. – Bem, de qualquer forma, eu te amo muito princesa!

 

SeokJin apenas sorriu doce a TaeHyung, e puxou o maior para perto de si, passando seus braços ao redor do pescoço desse, ficando na pontinha dos pés para finalmente alcançar os lábios do alfa em um selinho casto. TaeHyung apenas sorriu com o ato, e o puxou ainda mais para si, e selou ambos os lábios em um beijo doce e calmo.

 

SeokJin apenas apertou os fios castanhos de Tae, enquanto sentia a língua de seu parceiro brincar com a sua de modo calmo. O alfa apenas apertou a cintura do ômega, enquanto brincava com a língua do outro. O beijo não tinha nada de afoito, ou algo do tipo, era aproveitador para ambas as partes, até o ar se fazer necessário. Ambos se separaram com inúmeros selinhos e sorrisos bobos no rosto.

 

- Amanhã que tal a gente sair depois da aula? Podíamos fazer algo divertido, o que acha? – O acastanhado propôs, olhando nos olhos de SeokJin.

 

- Claro, seria ótimo! Mas para onde vamos? – SeokJin perguntou, curioso.

 

- Surpresa! – Tae respondeu, sorrindo brevemente. – Amanhã à tarde você vai saber!

 

- Okay. – SeokJin suspirou. – Mas só vou aceitar porque gosto das tuas surpresas.

 

- Isso é ótimo! Até amanhã, princesa. – Se despediu, deixando um selar na bochecha do outro.

 

O moreno acenou, e deixou mais um dos sorrisos bobos e apaixonados tomar lhes os lábios.

 

다른 

 

Jimin estava tentando se acostumar com aquela dor infernal que estava em seu pescoço e na sua parte traseira. Sinceramente, só faria aquilo no cio, porque não doeria tanto.

 

SeokJin voltou para a cozinha em passos rápidos, estava preocupado com a água que deixou no fogo, talvez já tenha fervido. Jimin soltava resmungos tentando ficar em pé, e andar normalmente.

 

- Você quer um remédio? – SeokJin perguntou começando a preparar o café.

 

- Quero sim! Eu vou matar o Hoseok, talvez você fique sem irmão, Jin. – Jimin avisou, bufando irritado.

 

- Tá... seu café tá pronto. – O moreno falou. – E toma o remédio, e aproveita e descansa um pouco. – Mandou entregando uma cartela de remédio ao mais baixo.

 

- Okay, obrigado. – O menor agradeceu com um simples sorriso.

 

SeokJin saiu da cozinha, correndo ao seu quarto, e se trancando no mesmo. Jimin pegou um copo da água, e o tomou junto com a pílula da cartela que SeokJin tinha entregado. Após isso, pegou uma caneca e a encheu de café, rumando ao seu quarto e de Hoseok. Assim que entrou no quarto, tomou o máximo de cuidado para não derrubar seu café, que livraria da terrível dor de cabeça, causada pela falta de cafeína.

 

Colocou a caneca sobre o criado mudo, e pegou sua mochila, procurando algum livro bom para ler, e achou um do Percy Jackson, era melhor do que ficar sentado olhando para parede.... Se sentou na cama, soltando muxoxos, e se arrumando, abriu o livro na página onde tinha parado, em seguida pegou sua caneca, começando enfim a ler o livro.

 

Logos minutos se passaram, e sua caneca grande de café já se encontrava vazia, mas Jimin não queria se levantar, porque a dor aumentaria, e o livro estava interessante demais para ser deixado de lado. Sentiu sua cintura ser rodeada, fazendo-o finalmente desviar sua atenção.

 

- Você nunca larga esse livro, Minnie? – Hoseok questionou com a voz rouca de sono. – Toda vez eu vejo você tá com um livro na mão.

 

- Livros são interessantes Hobi, e eu podia estar fazendo qualquer outra coisa, se você tivesse sido um pouco mais delicado. – Jimin resmungou irritado.

 

- Desculpe, mas eu geralmente não tenho controle nessas horas. – Hoseok pediu, se sentando sobre a cama. – Me desculpa? Prometo tentar ser mais delicado.

 

Jimin sentiu Hoseok o puxar, e o abraçar com força.

 

- Eu não sei... Você geralmente fala isso e faz de novo....

 

- Aishi, Jiminie eu vou tentar... Mas você bem que mereceu.

 

- Mereci, por quê?! – Jimin perguntou espantado.

 

- Aquele dia você me deixou duro, e saiu como se nada tivesse acontecido! Você foi muito mal, Jimin! Me deixou com aquele problema sozinho. – Hoseok respondeu com o semblante irritado.

 

Jimin apenas gargalhou da cara de bravo do mais velho. Ele ficava extremamente fofo com raiva.

 

- Mas você não lavou a louça, foi um castigo.

 

- Eu não gostei desse castigo. – O alfa resmungou. – Você vai sofrer quando for um mal menino. – Alertou com o semblante sério.

 

O ruivo mordeu o lábio inferior, e se deitou na cama, se cobrindo com a coberta quentinha e fofinha.

 

- Não sei vou reclamar disso... mas okay.

 

Hoseok apenas revirou os olhos, e voltou a deitar, abraçando Jimin por trás e beijando a nuca do mesmo. O ruivo apenas sorriu e colocou sua mão sobre a de Hoseok, que estava em sua cintura, entrelaçando seus dedos finos com os do maior.

 

Ambos se amavam, mesmo tendo aquelas briguinhas sem sentidos de todos os casais....


Notas Finais


Comente
Favorite
E compartilhe
Se quiser <3
Obrigada pelos favoritos, vocês são incríveis, eu amo vocês demais <3
Seu lindos *---*
Amo vocês
Bjss #FLW


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...