História A Princesa Perdida - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura
Exibições 12
Palavras 1.824
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Famí­lia, Fantasia, Magia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Gente, demorou muito, mas consegui, espero que gostem dessa nova fanfic, já a imagem, não achei nada que representasse, então peguei essa aí rsrsr.

Capítulo 1 - A Exposição.


Fanfic / Fanfiction A Princesa Perdida - Capítulo 1 - A Exposição.

Eu acordei com Jessy pulando em cima de mim.

- Ai.. - gemi, acho que dói né, uma pastor alemão de 24 quilos pulando em você - Já acordei, já acordei... - disse me sentando e ela lambendo meu rosto, meu relógio marcava 6:00 da manhã, como ela conseguia me acordar a esse horário assim?.

* Vamos logo Pamela, anda anda, eu quero correr, anda anda* ela disse em minha mente, bem para quem não sabe, Meu nome é Pamela, e eu posso falar com animais por telepatia, só explicando mesmo.

* Ok, já acordei * eu respondi bocejando, então ela pulou da minha cama e saiu do quarto, me levantei morrendo de preguiça, fui para o banheiro e escovei meu dentes, troquei de roupa, coloquei um shorts brancos e uma blusa xadrex vermelha, meu All Atar preto e sai do quarto, passei pela cozinha e peguei uma maçã, a cesta dos ovos e sai de casa com Jessy atrás de mim, fui até o galinheiro pegar os ovos, depois fui para o pasto, onde a a Jessy guiaria as ovelhas para o campo, quando cheguei, abri a porteira.

* Vai na frente * eu disse, e fui pegar meu cavalo, o Shadow, ele era todo cinza e muito grande, apenas montei nele, sem cela mesmo.

* Pronto garoto? * perguntei o qual apenas relinchou assentindo, então fui cavalgando para o campo, quando cheguei, ajudei a Jessy a guiar as ovelhas, então meu celular apitou, AI MEU DEUS, eu esqueci da exposição de cavalos hoje.

* Garota, acha que consegue sozinha? * perguntei a Jessy, ela latiu em aprovação e continuou a guiar, então pulei a cerca com Shadow e fui o mais rápido para a exposição, era as 6:10 da manhã, para ser específica, em um hote da cidade, eu fui convocada, pois era muito boa em lidar com animais, porque será?, haha, e porque meus pai eram donos, cheguei em alguns minutos, e atrasada, cavalguei até o estabulo em que a exposição aconteceria, estava lotado, pulei a certa e desci de Shadow e o levei para perto dos outros cavalos.

- Onde você estava? - gritou a voz da minha mãe, ela era bem rígida com horários.

- Eu me esqueci, desculpa mãe.. - falei encolhendo os ombros, ela suspirou e botou a mão na cabeça.

- Vista uma calça, você tem 1 minuto - ela disse apontando a prancheta pra mim - E, NÃO se atrase - ela avisou, eu assenti e fui correndo me trocar atrás dos estábulos, assim que me troquei voltei para o local e preparei os cavalos, já que eu fazia isso muito bem, olhei para os juris, eram todos com cara de 50 anos pra cima, os mesmos de sempre, mas havia um garoto que parecia ter a minha idade ou 1 ano a mais, ele era novo entre eles, mas tenho que admitir, ele era o maior gato, e os olhos, eram um verde esmeralda, ele tinha cabelos loiros dourados, tentei me concentrar, depois de todos estarem prontos, o show começou.

- Senhoras e Senhores - disse meu pai - Estamos aqui hoje para nossa décima nona exposição de cavalos - ele falou e todos aplaudiram - E tenho honra de contar com a participação do príncipe Lucas de Stendvill - ela disse apontando para o gato, quer dizer garoto, o qual se levantou, e um monte de menina começou a gritar, só grito fino, então percebi um dos cavalos meio agitados, ele se mexia muito, estava com medo, eu podia sentir, então relinchou e ficou em pé, fazendo todos se assustarem.

- Para trás - eu disse aos outros concorrentes, o qual me obedeceram, se tentassem segura o cavalo, ele se estressaria e poderia machucar alguém, fiquei de frente para cavalo com uma certa distancia, o qual relinchava e ficava em pé sem parar.

* Ei ei ei, o que foi garoto?* perguntei erguendo as mãos.

* Estou com medo, muito barulho, essa é minha primeira vez* ele disse e relinchou, pude ver seu desespero.

* Eu sei, eu entendo, na minha primeira vez, eu fiquei assutada, mas não tem motivo, está tudo bem, ninguém vai te machucar* eu disse me aproximando, mas ele se afastou.

* E se eu estragar tudo? Todos vão rir do meu treinador..* ele disse.

* Não, não vão, porque você não vai estragar tudo, eu estou aqui, não se preocupe. vai dar tudo certo, eu prometo* eu disse me aproximando, ele deixou eu tocar em sua cabeça, percebi que todo o medo que sentia passou, aprendam uma coisa, para lidar com cavalos, eles tem que ter 100% de confiança em você.

- Está tudo bem, ele só estava com medo - eu disse aos juízes

- Com medo? Pelo amor de Deus isso é um animal, ele podia ter machucado alguém - disse o Boris, ele era meu chefe, e estava indo bate-lo com uma vara.

- Não! Violência só piora tudo!  - eu disse me botando em sua frente - Isso vai fazer com que ele tenha trauma, ai vai machucar alguém.

- Sai da minha frente menina, você sabe de nada, isso é um animal - ele disse tentando me empurrar, mas eu tive muito tempo para aprender a me defender, então segurei seu braço, dei um chute em sua barriga e torci seu braço, fazendo-o ficar de joelhos gemendo, todos fizeram um "oh".

- Nem ouse toca-lo, ou eu mesmo uso essa vara em você - disse grosseiramente, depois eu soltei seu braço, percebi que todos me olhavam, principalmente aquele garoto, ele sorria pra mim, não entendia o porque, tipo, eu acabei de dar um golpe no cara e ele sorriu, então fui para meu perspectivo lugar, o Boris se levantou e se ajeitou, podia ver fumaça saindo de seu ouvido, ele apenas fez um movimento para continuar, depois, a exposição finalmente começou, desci do Shadow, e chamei os outros cavalos, podia escolher até 8, e quantos eu escolhi?, os oitos obvio, a música "Wake Me Up" começou a tocar.

- Agora meus queridos - anunciou meu pai - The eigth horses! - e todos piraram.

*Ok gente, fila de lado* disse todos ficaram um do lado do outro, todos começaram a bater palmas em um ritmo, * Muito bem, agora Shadow, você fica com as argolas, Daysi você fica com a bola, Black você fica com o hipismo, Nico você vai ficar na ponte, o resto correndo em volta* eu disse todos foram obedecendo os comandos, fui gesticulando para ninguém achar estranho, tipo, a garota fica parada na frente dos cavalos e eles fazem o show, meio estranho né, aquilo estava lindo, havia várias luzes coloridas em cima deixando ainda mais bonito, joguei duas argolas para cima e Shadow as pegou com o pescoço, a Daysi equilibrava duas bolas na cabeça enquanto andava, e o Nico estava na ponte fazendo as luzes piscar, é eu ensinava isso, Black ficava pulando as barras, enquanto Nessi, Lexa, Judy e May corriam em volta com várias luzes coloridas.

* Okey pessoal, agora a parte final* eu disse gesticulando em forma de circulo e fui para o meio da arena, todos começaram a correr em volta de mim, e depois se separam e voltaram para bem perto já na posição final, onde Shadow e Daysi ficaram do meu lado, e o resto em volta por trás, todos começaram a ficar loucos, aplaudindo de pé e gritando, inclusive aquele garoto, ele sorria e lançou uma piscadela pra mim, que menino estranho, eu nem conhecia ele.

* Vamos galera, fila* eu disse e fomos saindo em fila da arena, então recebi um abraço de alguém.

- Você foi demais Pompom - disse a Vicky, uma das minhas melhores amigas - Você vai ganhar outra vez como todos esses anos.

- Obrigada Vi, mas não tenho certeza, tudo pode mudar - eu disse dando de ombro.

- Ah, claro! - ela disse ironicamente - Não com aquele gatinho ali como juri - ela disse me virando para o tal Lucas - Ele não parou de te olhar desde o começo da exibição.

- Por Favor Vi - eu disse rindo - Ele é um príncipe! Da realeza! O que ele iria querer comigo? - perguntei - Sou apenas uma garota que mora no campo.

- Não tenho certeza, tudo pode mudar - ela repetiu o que eu havia dito, eu revirei os olhos e continuei assistindo o show - Ah por favor, admite, você é linda, seus olhos são incríveis, as vezes acho que você é da realeza - ela disse me dando um leve empurrão, ptffff, eu? da realeza?, isso era a coisa mais ridícula que já ouvi, mas me limitei e dei um leve sorriso, depois das 14 apresentações, o meu pai chamou os candidatos, fizemos uma fila e ficamos de frente para os juris, o menino olhou sorrindo pra mim, tá, ele realmente ficava me olhando.

- Bom, como o senhor Lucas ali - disse meu pai apontando para o menino - É nosso convidado de honra, ele terá a chance de escolher o vencedor - ele anunciou.

- Bem.. - o menino sorriu, e puxaaaaaaaaaaaaaa, porque ele tinha que ser perfeito por inteiro?, olhos bonitos, cabelo perfeito, sorriso impecável, um rosto tão lindo que parecia um anjo e uma voz angelical, tipo, deus pensou "Vou criar a perfeição", puft, criou o Lucas, ele começou a falar e tal, mas só ouvi a última parte - Eu queria escolher como vencedor... - ele deu uma pausa e olhou para mim - The eigth horses - e todos piraram, gritando "PomPom", é, aquele apelido pegou pra todos, então meu pai me entregou o troféu dando uma piscadela, eu sorri, e em um segundo, o menino estava na minha frente sorrindo, espera, aquele sorriso, eu conhecia de algum lugar, então ele me abraçou, um portal de borboletas se abriu dentro de mim, aquele abraço, uma onda de lembranças se passou pela minha mente, lembranças que eu não conhecia, minha infância. com ele, mas assim que ele me soltou, tudo foi embora.

- Parabéns, Pamela - ele disse sorrindo e foi se juntar aos juris.

- O-obrigada... - disse para o nada, quem era aquele menino?, eu já o conhecia?.

- Parabéns PomPom - disse a Vi - Pela 14 vez seguida.

- Valeu - eu disse ainda olhando aquele menino, ele agora realmente chamou minha atenção, sem perceber, eu estava fitando ele.

- Sabia que você iria gostar dele - disse a Vi, fazendo eu ficar igual a um tomate de vergonha.

- M-mas eu n-não gosto d-dele - gaguejei tentando disfarçar.

- Aham - ela disse arqueando uma sobrancelha, se virou e disse de costas - Então porque tá gaguejando? - tá, agora você podia dizer que eu era um tomate ambulante, mas eu tinha que admitir, de uma forma ou de outra, aquele menino realmente despertou minha curiosidade.


Notas Finais


Eaí galera? gostaaram? demorou muito, porque eu só escrevia na escola, mas mandei pelo meio email pra terminar em casa, mas mesmo assim demorou, rsrsrs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...