História A procura de Hanna - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 9
Palavras 1.894
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - O começo


Numa manhã de uma sexta-feira Charlie estava voltando da escola. Quando chegou em casa, logo foi a seu quarto arrumar suas coisas, enquanto sua mãe fazia o almoço.

 

- Charlie vem arrumar a mesa – grita a mãe enquanto termina o almoço.

- Estou indo mãe – grita enquanto desce as escadas.

Charlie termina de arrumar a mesa e vai na sala ligar a televisão, enquanto vai passando os canais, até que Charlie deixa nas notícias e ouve a jornalista dizendo que algo muito perigoso está para cair na Terra e destruir tudo. Com isso Charlie chama sua mãe:

- Mãe você ouviu a jornalista falando que algo é para cair na Terra e destruir tudo? – diz Charlie.

- Bobagem filho, isso não existe – diz sua mãe sem interesse no assunto.

Charlie se deita no sofá e pega seu celular avisando seu amigo, e ele responde dizendo que isso não é real. Após o almoço Charlie vai para a casa do seu amigo Andrew e quando chega começa a falar sobre o que viu na televisão:

- Andrew você acredita na jornalista? – pergunta Charlie.

- Não sei, não tem muita lógica o que ela diz – responde Andrew.

- Mas você acha que pode ser verdade? – pergunta Charlie.

- Só se tiver provas, ou eu ver algo vindo destruir todos nós – responde Andrew.

Após eles conversarem muito sobre o assunto e jogarem vídeo game, Charlie chega tarde em casa e logo vai para sua cama. Na manhã de sábado Charlie levanta, se arruma e liga a televisão colocando no canal de notícias novamente, onde a jornalista emite um alerta para quem mora em Nova Iorque dizendo que algo vai chegar lá e destruir tudo nesta tarde.

Enquanto Charlie termina de almoçar, ele recebe uma mensagem de Andrew dizendo: “duvido que isso é real, devem passar isso só para ganharem mais telespectadores” e Charlie não responde. Chegando a tarde, por volta das 16 horas, Charlie sai de casa para ir no supermercado quando vê algo passando pelo céu, quando chega no supermercado vê a televisão ligada e o canal de noticias passando sobre o que vai cair em Nova Iorque. Dois minutos depois, algo balança todo o chão e derruba tudo do supermercado mas  Charlie se levanta e continua assistindo a televisão mesmo tudo caindo em cima dele. Dando a noticia na televisão que um meteoro gigante que caiu do céu  destruiu toda Nova Iorque, desligando toda a tecnologia.

Charlie sai correndo do mercado com sua sacola de compras e vai em direção á sua casa, para ver se sua mãe está bem.  Quando chega em casa vê sua mãe caída no chão com um armário em cima dela, após tirar o armário Charlie grita:

- Mãe acorda, você precisa se levantar, temos que ir embora daqui.

Sua mãe abre os olhos, mas não consegue se levantar, pois machucou suas duas pernas e quebrou um braço. Charlie a carrega nos braços e a deixa deitada no sofá.

- Filho você estava certo, eu pensei que só era uma bobagem passando na televisão, me desculpa por não acreditar – diz sua mãe.

- Tudo bem mãe, isso não importa, o que importa é você melhorar logo para tentarmos ir embora daqui – diz Charlie preocupado com sua mãe – enquanto você descansa vou arrumando nossas coisas para sairmos de Nova Iorque – diz Charlie enquanto vai ao quarto.

Enquanto Charlie está arrumando as malas para levar, o chão balança de novo e Charlie desce correndo para vê como sua mãe está, quando chega perto dela vê que ela não está mais respirando, Charlie tenta ligar para o hospital mas percebe que não há ligações pois o meteoro que atingiu Nova Iorque desligou toda a tecnologia e também a rede telefônica. Charlie pega sua mãe nos braços e a coloca deitada no carro, enquanto vai dirigindo ao hospital. Quando chega no hospital Charlie chama ajuda:

- POR FAVOR ALGUÉM ME AJUDE, CAIU UM ARMÁRIO NELA E ELA NÃO ESTÁ CONSEGUINDO RESPIRAR – grita Charlie.

Chega dois enfermeiros levando a mãe de Charlie à um quarto para tentar salvar a vida dela. Vinte minutos depois os dois enfermeiros chegam perto de Charlie e um deles diz:

- meus pêsames, mas sua mãe não sobreviveu .

Charlie começa a chorar pois sua mãe era a única que restava da sua família, pois seu pai e seu irmão morreram em um acidente de carro. Após perceber que está sozinho, Charlie sai correndo do hospital, pega o carro e vai até a casa de Andrew, quando chega na casa Charlie bate na porta e Andrew abre.

- Me desculpa cara por não acreditar em você, mas agora não é um bom tempo para conversar, eu e minha família estamos arrumando as coisas para ir embora – diz Andrew.

- Eu sei que não é um bom tempo, mas posso ir com vocês? Minha mãe acabou de morrer e não sei mais no que pensar, e não sei para onde ir – diz Charlie chorando.

- Meus pêsames Charlie – diz Andrew e dá um abraço no Charlie – bom, nós não temos espaço no carro, mas você tem seu carro, você poderia ajudar com as bagagens, e três gatas vão com nós, adivinha quais – diz Andrew.

- Ai meu deus cara, sério? – diz Charlie sem animo – olha não consigo pensar em nenhuma gata, então diz logo quem vai junto.

- Vai junto com nós a Hanna, Becky e  Lydia, as três mais gatas do colégio vieram procurar ajuda para mim enquanto os outros já estavam indo embora – diz Andrew todo empolgado com a viagem.

Charlie entra na casa de Andrew e vê as garotas e diz:

- Olá meninas, como vão? – diz Charlie

- Estamos preocupadas com o que pode acontecer enquanto vamos estar de viagem – diz Hanna – você vai junto garoto? – pergunta sem se importar com Charlie.

- Vou, pois não tenho mais com quem ir – responde Charlie quase chorando.

- Charlie tem como você subir e ajudar meus pais com as bagagens um pouco? – pergunta Andrew

- Claro – responde Charlie

Enquanto Charlie vai ajudar, Andrew fala para as garotas:

- Bom meninas, vocês tem como ser educada com ele? Pois ele acabou de perder a mãe dele e isso deve ser horrível agora neste momento quando ele mais precisa dela – diz Andrew

- Sim, seremos boas meninas – responde Lydia

Andrew vai ajudar Charlie a empacotar as coisas com seus pais, logo após terminarem eles vão fazer a última refeição em casa.

No começo da viagem todos que estavam sentados nos bancos de trás dormiram, pois estava muito tarde e eles estavam com muito sono. Logo após o pai de Andrew parar o carro, Charlie estaciona seu carro perto do dele e pergunta:

- Porque pararam de andar? – pergunta Charlie para o pai de Andrew.

- Estamos muitos cansados, vamos parar para dormir – diz o pai de Andrew.

- Tudo bem, vou parar também – diz Charlie – Garotas, vou parar para todos dormirmos bem, boa noite – diz Charlie

- Boa noite Charlie – Hanna, Becky e Lydia respondem.

Logo após o sol aparecer, eles voltam a viajar. Enquanto dirige, Charlie vê um supermercado e estaciona para comprar algum lanche. Quando entra no supermercado vê que a televisão está funcionado e pede para o dono:

- Como ela está funcionando?  - pergunta Charlie

- Não sei, tentei achar o problema mas não consegui, mas pelo menos passa as notícias – diz o dono.

Charlie faz sua compra e ao mesmo tempo ouve a jornalista da televisão dizendo que mais um meteoro é para cair e destruir mais do que já destruiu. Quando Charlie paga sua compra, entra no carro e vê que Hanna, Becky e Lydia saíram do carro. Charlie vai a procura delas, enquanto tenta achar elas, vê um meteoro caindo perto dele, e o chão balança todo e faz muitos buracos, e num seu carro fica no meio. Charlie para de procurar as meninas e tenta tirar seu carro de uma parte do buraco. Quando conseguiu tirar seu carro, Hanna chama o Charlie:

- Charlie, ajuda aqui, a Becky caiu no buraco aqui perto, ela está viva, mas eu e a Lydia não conseguimos tirar ela da lá – diz Hanna preocupada com Becky.

Charlie chega no buraco e se depara com Becky sangrando, enquanto tenta pegar pegá-la  Charlie pede para Lydia e Hanna segurar as pernas  dele. Charlie conseguiu tirar Becky do buraco e pede para ela ficar sentada enquanto ele pega seu kit pronto socorro no carro.

- Becky, vai ficar tudo bem, o importante é que você está viva – diz Charlie.

- Eu vi, é horrível, eu vi caindo e vi bichos saindo de dentro – diz Becky

- Saindo de dentro? Onde Becky? – pergunta Charlie.

- Do meteoro,  e aquilo não é um meteoro, é algo com bichos dentro que vieram destruir todos nós – diz Becky chorando de dor.

- Charlie, não da bola, ela deve ter batido a cabeça muito forte – diz Lydia

Enquanto Charlie ajuda Becky a limpar seus machucados e limpar o sangue, Hanna grita ao ver algo correndo perto deles.

- CHARLIE, CHARLIE ACHO QUE VI UM BICHO – grita Hanna

- Calma, deixa eu terminar aqui que já vejo se tem um bicho – diz Charlie

Ao terminar de ajudar Becky, Charlie vá a procura de um bicho, mas não acha nada. Ao voltar pede para todas entrarem no carro para continuar a viagem.

- Espera Charlie, deixa eu ir no banheiro ali no supermercado – diz Hanna

Charlie e as garotas esperam no carro, mas Charlie percebe que ela está demorando demais, e com isso Charlie pede para Becky e Lydia ficarem no carro enquanto ele vai ver o que a Hanna está fazendo. Quando chega no supermercado Charlie pede ao dono se Hanna passou por aqui e o dono diz que não. Com isso, Charlie vai para a porta dos fundos e vê sangue e um bicho levando Hanna enquanto ela grita:

- SOCORRO, CHARLIE, ALGUÉM ME AJUDA – grita Hanna

Charlie volta correndo para o carro e fala para Becky e Lydia que não podem ficar neste local, pois os bichos que Becky viu levaram a Hanna.

- Charlie, nós não podemos ir sem a Hanna, nós prometemos isso a família dela – diz Lydia

- Mas não temos o que fazer, não sabemos se vão matar ela ou não – diz Charlie

Mas Becky e Lydia saem do carro e dizem:

- Não vamos sem a Hanna, vamos procurar ela e salvar ela – diz Lydia

- Vocês estão loucas? Querem que os bichos pegam vocês também? – pergunta Charlie – não sei se vocês perceberam mas o Andrew e sua família já devem ter chegado numa cidade enquanto nós ainda estamos aqui parados.

- Não me importo, só queremos a Hanna com nós – diz Becky

- Então se vamos procurar a Hanna, vamos precisar de armas, e todos os tipos de equipamentos – diz Charlie – então entram no carro e vamos para uma loja roubar as armas.

Quando chegam na loja, Charlie quebra a porta e entra na loja, pegando todas as armas que vê, granadas, balas e o resto do equipamento que precisam e leva no carro. Após pegarem equipamentos para todos Charlie dirige e volta ao supermercado, os três vão para a porta dos fundos.

- Bom aqui foi a última vez que vi a Hanna – diz Charlie – sendo carregada pelos bichos naquela direção – apontando para a floresta na frente.


Notas Finais


Se vocês gostarem eu continuo, senão já paro...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...