História A procura de Wataru - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Casamento, Neko
Exibições 83
Palavras 931
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi gente desculpa a demora.

Capítulo 12 - Floresta negra - Parte 2


Fanfic / Fanfiction A procura de Wataru - Capítulo 12 - Floresta negra - Parte 2

Yasu se agarrou ao pescoço de Kuro enquanto o mesmo o beijava aquilo estava melhor que suas expectativas Yasu estava totalmente entregue a Kuro que adorou, suas mãos desceram pelas costas do menor e apertaram sua cintura Yasu meio relutante se afastou ofegante.

- M-Melhor pararmos por aqui. - Disse tomando folego.

- Por que ? Não gostou ? - Pergunta Kuro ainda segurando a cintura de Yasu que negou com a cabeça.

- N-Não é isso.

- É o que então ?

- Não acho que este seja um bom lugar para isso. - Yasu cora e abaixa a cabeça. - E além do mais, não quero que minha primeira vez seja no meio de uma floresta assustadora. - Sussurrou a frase mas Kuro pode ouvir perfeitamente e sorriu.

- Tudo bem então. - Kuro ergue o rosto de Yasu e sela seus lábios com um leve beijo. - Quando tudo isso acabar te levarei no lugar mais lindo e serei o neko mais romântico do mundo. - Yasu ri.

- Você o neko mais romântico do mundo ? - Pergunta incrédulo.

- Sim, eu posso ser romântico quando quero.

- Sei. - Yasu o olha desconfiado.

- Você duvida ? Pois você verá, ficará tão louco por mim que não terá olhos para mais ninguém ! - Kuro diz convencido de si mesmo, Yasu se levanta e se afastando de Kuro fala:

- Neko tolo, eu nunca tive olhos para mais ninguém que não fosse você. - Yasu da uma rápida olhada para Kuro que pela primeira vez estava corado e sem palavras Yasu sorri e corre para junto de Seiji e Zen deixando um neko sem ação para trás

Seiji e Zen estavam assando os peixes que Kuro pescou no rio, Kuro pouco tempo depois de se recuperar se juntou ao grupo.

- Então amanhã chegaremos em Yami. - Comenta Kuro ao sentar ao lado de Yasu e pega um peixe que estava espetado em um graveto e começa a come-lo.

- Isso mesmo, temos que estar preparados para enfrentar os dragões. - Fala Seiji pegando um peixe também. 

- Achei que o plano fosse entrar e sair sem sermos vistos ? - Yasu pergunta já mastigando um pedaço de seu peixe.

- Sim e ainda continua sendo esse mais temos que encarar a hipótese de que sejamos vistos então teremos que enfrentá-los. - Responde Seiji.

- Espero que as armas que compramos sejam uteis. - Comenta Zen que estava calado comendo seu peixe.

- Eu também espero. - Seiji concorda. Todos já haviam comido e agora era hora de dormir, Zen colocou mais lenha na fogueira aumentando o fogo.

- Eu fico de guarda primeiro estou sem sono. - Fala Seiji.

- Tudo bem, quando estiver cansado é só acordar um de nós. - Yasu fala já se preparando para se deitar usando uma pele de animal como cama.

Seiji ficou acordado só pensando em como resgatar o príncipe Wataru, ele não consegue esquecer seu lindo rosto e como o garoto era ousado Seiji o quer, o deseja em seus braços, quer ama-lo, quer que ele tenha os seus filhotes. Perdido em seus pensamentos Seiji sente um cheiro ruim, podre parecia que alguma criatura tinha morrido ali e estava se decompondo, Seiji achou estranho pois antes não havia sentido esse cheiro que a cada vez ficava mais e mais forte ao ponto dele querer vomitar tudo que havia comido. Se levantou e começou a olhar em volta para ver se via alguma coisa, suas orelhas de neko estavam atentas a cada ruido, ele estava achando aquilo muito estranho então resolveu acordar seus amigos.

- Zen, Yasu, Kuro acordem ! - Chama vendo todos lentamente abrir os olhos.

- Éca que cheiro é esse ? - Yasu fala tapando o nariz.

- De onde vem esse cheiro ? - Pergunta Kuro.

- Não sei, mas seja lá o que for esta cada vez mais perto. - Fala Seiji sacando sua espada e logo todos escutam um urro alto e grotesco, todos rapidamente se poe em posição de ataque.

- De onde veio isso ? - Pergunta Zen.

- Não sei. - Seiji olha para todos os lados e pega uma madeira da fogueira que estava pegando fogo em sua ponta usando como tocha para iluminar tudo que estava em seu redor. - Fiquem atentos essa coisa pode aparecer de qualquer lado. - Seiji avisa quando um pouco mais a frente surge por entre as arvores uma criatura horrenda com garras enormes presas e seu cheiro era de animais mortos não só um mais vários era quase impossível de respirar ainda mais para um alfa que tem o ofato mais apurado. Droga esse cheiro é insuportável ! - Seiji ainda olhando para criatura que soltou mais um urro e foi para cima deles rapidamente a toda velocidade Yasu reparou que seu anel que Kuro havia lhe dado estava brilhando com mais intensidade então Yasu no momento em que a criatura saltou para ataca-los com suas garras afiadas ergueu a mão e o anel criou um escudo onde a criatura bateu contra com suas garras mais não pode ultrapassar, a mesma arranhava e urrava com sede de mata-los.

- Pensou rápido gatinho. - Fala Kuro.

- E agora ?! - Yasu pergunta sabia que não poderia ficar naquela posição para sempre. - O que faremos ?!

- Temos que matar essa coisa antes que ela nos mate. - Seiji fala sacando sua espada mistica. - Vamos acabar com essa coisa seja lá o que for !

 

E a aventura continua..................     

  


Notas Finais


Eles estão chegando em Yami, o encontro de Seiji com seu príncipe esta próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...