História A Profecia - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Luta, Magia, Romance, Sasusaku
Exibições 112
Palavras 1.528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Agradecimento


Sakura acordou e percebeu que estava deitada em cima de uma cama, ela olhou para o seu lado e viu o Uchiha inconsciente, a menina tentou se levantar, mas fora parada por uma mão, quando ela viu, era a Ino.

_ Descanse Sakura, você perdeu sangue, demais.

_ Onde estou?

_ Na enfermaria do Orochimaru, depois que você e o Sasuke-kun desmaiaram, a gente o encontrou, e conversamos.

_ O Itachi... Ele...

_ O Orochimaru deu um jeito.

_ Ele está morto?

_ Aparentemente não, mas vai saber não é?

_ É. – Sakura respondeu, e depois olhou para o moreno, que ainda estava desacordado.

_ Ele salvou a minha vida.

_ Sim, salvou.

_ Eu devo muito a ele, Ino.

Ino sorriu ao ouvir a sua amiga, enquanto Sakura continuava a olhar para o Uchiha, ela perguntou:

_ E os outros?

_ Bom, a gente já estar melhor, o Naruto está em outra sala, cuidando do olho roxo e do ferimento na boca fora que ele quebrou a perna, você e o Sasuke-kun, foram os que sofreram ferimentos mais graves.

Sasuke estava na cama inconsciente, sua barriga estava enfaixada assim como a sua mão, ele tinha perdido muito sangue, e só estava vivo, apenas por um milagre.

Sakura tentou se sentar, mas lembrou de que suas costas estavam feridas, por isso não conseguiu se levantar.

_ Sakura, deixa de ser teimosa, você não está em condições de levantar.

_ Okay.

Sakura ficou olhando para o teto, depois que sua amiga saiu da sala, ela passou a refletir, quando eles se conheceram, Sasuke parecia que não tinha gostado dela, mas agora... Ele tinha colado sua vida em jogo, para salvá-la.

Não demorou muito, e entrou uma mulher loira com seios enormes, ela caminhou até a rosada e falou:

_ Você é a Sakura, certo? Meu nome, é Tsunade e daqui pra frente, serei sua mestra.

_ Mas... Não era Orochimaru, que iria me treinar?

_ Não Sakura, quando ele disse que iria treinar vocês, significava que a equipe dele, iria treina-los, o único que ele vai treinar pessoalmente, é o Uchiha, se ele sobreviver, é claro.

_ Okay...

Aquela mulher parecia ser rigorosa, e Sakura nunca tinha se dado bem, com pessoas rigorosas, ela nunca gostou de seguir ordens.

Por isso ela sempre estava encrencada no reformatório, Sakura olhou para o Sasuke pela milésima vez, ela queria tanto que ele sobrevivesse, a mulher percebendo a angustia da rosada, falou:

_ Uma coisa que nos elementais, precisamos, é saber perder um companheiro, quando você vai a uma luta, a chances de você morrer, esse é o preço que se paga.

_ Mas... Ele salvou a minha vida, eu devo muito a ele.

_ Entendo, mas agora, você precisa descansar.

 Tsunade tocou na testa da menina, e ela caiu no sono, quando ela acordou, olhou para o lado, e viu o Uchiha acordado, por isso, o chamou:

_ Sasuke-kun?

_ Sakura?

_ Obrigada por salvar a minha vida.

_ De nada. – Ele falou dando uma risada em seguida.

O moreno virou o seu rosto em direção a Sakura, e sorriu novamente, poderia ser rápido demais, mas ele achava que estava começando a gostar dela.

Sakura não era como a maioria das meninas, ela não tinha medo do perigo, e parecia não ser daquelas meninas enjoadas, fora que também era muito bonita.

_ O que foi? – Ela perguntou.

_ Nada. Só estou pensando, em como você, foi corajosa.

_ Passar anos do reformatório da nisso. – Ela falou sorrindo de canto.

_ Verdade, depois que a gente entra lá, tem que ter coragem, para sobreviver.

Ele voltou a olhar para o teto, e Sakura fez o mesmo, ambos ficaram em silêncio, Sasuke não parava de pensar em como quase morrera, nas mãos do seu irmão mais velho.

Naruto já estava bem melhor, ele queria saber qual era a situação do Sasuke e da Sakura, já que os dois tinham ficado bem mal.

Por isso o loiro saiu da cama e segurou sua muleta e passou a caminhar, quando estava saindo, ouviu o Sai falar:

_ Vai ver o meu primo, e a Sakura?

_ Vou sim.

Naruto respondeu, e percebeu que o moreno estava com o braço e a cabeça, enfaixados.

Sai deu um sorriso falso para o Naruto, e saiu da sua cama também.

_ Vamos nos dois.

No caminho eles passaram no quarto, onde estavam às meninas, Ino e Hinata, ambas eram as que estavam em melhores condições, entre eles.

_ Como estão? – Naruto perguntou.

_ Bem. – Hinata respondeu.

Ela não estava muito machucada, só estava com a mão enfaixada de tanto invocar raios, fora que havia alguns arranhões pelo seu corpo.

_ E você Ino? – Sai perguntou.

_ Estou bem.

Ino estava sentada na sala, ela tinha machucado a barriga, mas não era nada demais, ela também tinha machucado o joelho direito, fora que assim como a Hinata e todos os outros, tinha arranhões pelo corpo todo.

_ Vocês vão aonde?

_ Ver a Sakura-chan e o Sasuke. – Naruto falou.

_ Eles tão péssimos, não estão? – Hinata perguntou.

_ Sim, foram os que mais se machucaram.

Eles saíram do quarto das meninas, e foram ver o Uchiha e a Sakura, quando chegaram lá, ficaram chocados, eles realmente estavam mal.

Naruto chegou perto do moreno, e o Uchiha perguntou:

_ Porque apenas, eu e a Sakura, estamos mais machucados?

_ Eu acho que o Itachi, e aquele cara de peixe, queria matar vocês dois.

_ Mas o que eu fiz a eles?

_ Não sabemos.

Sakura olhou para o Naruto, ele andava com uma muleta, e seu olho estava roxo, o menino sorriu para a rosada, e falou:

_ Eu estou bem, digamos que eu, já estive bem pior... Já vocês?

Sakura tentou se levantar, mas suas costas doeram a obrigando, a voltar a se deitar.

_ Não faça esforço, Sakura. – Sasuke falou.

_ Okay.

_ O fato de o Itachi ter quase matado, o Sasuke é compreensível, afinal ele matou nossa família, sem querer, mas matou... Agora a Sakura... Não a razões para isso. - Sai falou.

_ Será que eles tinham a haver... Com meus pais? – Sakura perguntou com a voz falha.

_ Ou então, alguém os mandou mata-la. – Sasuke falou.

Ele tinha razão, Itachi tinha sido pago por alguém, para matar Sakura, ela passou a pensar em quem poderia ter sido.

Estar certo que depois que matou os seus pais, ganhou vários inimigos, principalmente dentro do reformatório, mas nenhum deles era capazes de pagar alguém para mata-la, pelo menos, era o que ela pensava.

_ Essa é uma boa teoria. – Naruto respondeu depois de pensar durante alguns minutos.

_ Mas... Porque você matou os seus pais? – Naruto perguntou.

Ele olhou para a Sakura, como era que uma pessoa, matava os seus próprios pais?

_ Eu sei o que você está pensando, Naruto... E respondendo a sua pergunta, eu matei porque não tinha outra escolha, ou eu os matava, ou eles iriam me matar.

Todos olharam para a Sakura, surpresos, saber que ela tinha matado os pais era horrível, mas saber, que eles iriam mata-la, era pior ainda.

_ Eu nem sei o que dizer... – Naruto sussurrou.

_ Não precisa dizer nada, Naruto, eu sei que, nenhuns de vocês vão entender.

_ Sakura... Você não foi à única, que matou os seus pais, lembra? – Sasuke falou.

O moreno olhou para a rosada, e depois Sai, falou:

_ Naruto, vamos deixar eles a sós. – Sai falou chamando o Naruto.

O menino se apoiou na sua muleta, e saiu da sala junto com o outro Uchiha, deixando Sakura sozinha com o Sasuke.

_ Você também matou os seus pais, não foi?

_ Sim, mas no meu caso, foi sem querer... Eu tive um acesso de raiva, e deu no que deu.

_ Então, nos compartilhamos, da mesma dor.

Sasuke afirmou a cabeça dizendo que sim, ambos ficaram se olhando, Sasuke queria falar alguma coisa para confortar a menina, mas ele era péssimo com palavras.

_ Não precisa me consolar, Sasuke-kun, já foi, é passado agora.

_ Você não sente saudades deles?

_ Sim, mas quando eu lembro que eles tentaram me matar, a saudade passa.

_ Posso parecer enxerido, mas eu queria saber, porque eles queriam te matar?

_ Meus pais eram drogados, sempre estavam bêbados ou chapados, eu sempre apanhava deles quando eles... Você sabe, não é? No final, era eu, ou eles... E eu escolhi... A mim.

_ Sua vida é pior que a minha, meus pais nunca tentaram me matar, ou usava drogas.

_ Cada um carrega o seu carma, Sasuke-kun.

_ Fique tranquila, que eu protegerei você, não vou deixar nada de ruim, acontecer com você.

_ Eu não preciso de proteção, mas mesmo assim, obrigada.

_ Você acha que eu, vou deixar uma dama, correndo perigo?

_ Tenho péssimas noticias, eu não sou uma dama.

Sasuke e Sakura sorriram um para o outro, Sakura estava gostando daquela história do moreno querer protege-la, mas ela sabia muito bem se virar sozinha, até que ele disse:

_ Então vamos fazer o seguinte, eu te protejo, e você me protege tá legal?

 _ Okay. – Ela concordou sorrindo em seguida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...