História A Profecia da Filha do Dragão. - Capítulo 25


Escrita por: ~ e ~Mel_Zoldyck

Postado
Categorias Originais
Tags Axelique, Profecia Do Dragão, Shipps
Exibições 21
Palavras 1.622
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


GENTE MIL DESCULPAS!!!!!!
EU FIQUEI SEM NET ONTEM ENTAUM TA AÍ!!!!
Me desculpem mesmo pfv?!!

Ps:garota da capa Viollet.

Capítulo 25 - Cap. 25


Fanfic / Fanfiction A Profecia da Filha do Dragão. - Capítulo 25 - Cap. 25

             Angelique on:

-AH GANHEI!-gritei quando minha flecha se fixou no alvo a uns 18 metros de distância de nós.-tá quantos 119 á 83? Oh não espera...120! EU GANHEI!-exclamei para o ruivo a minha frente que se limitou a sentar no chão e sorrir.

       Já estávamos naquela bendita montanha a uma semana, e depois daquele pequeno incidente com Alexandre Marshall não vi mas o tal "Dragão Mestre", o que me deixava realmente irritada. Mas felizmente Ethan, Sam e Axel estavam se encarregando de me distrair, e no momento estava funcionando. Eu estava há umas três horas competindo com Sam para ver quem acertava mais alvos, eu com meu arco havia acertado os 120 alvos enquanto Sam com  suas facas havia acertado apenas 83, e eu no momento estava concentrada em contar pro mundo que eu havia ganhado.

-Hey chega Né?-ele reclamou se levantando com um bico infantil.

-Tá bom...não só mais uma vez...GANHEI!-ele revirou os olhos e eu ri.-pronto agora eu terminei.-respondi o ruivo riu e se virou indo até os alvos pegando suas facas enquanto eu me sentava no chão e o observava.

-Não vai tirar as suas?-ele perguntou depois de um tempo.

-Não, elas são enfeitiçadas se eu quiser que elas voltem para a aljava elas voltam sozinhas.-ele arqueou a sobrancelha com minha resposta.-presente do Axel.

-É... já suspeitava, ele é mestre quando o assunto é te mimar...-ele disse e no mesmo instante as portas do lugar e Axel entrou sorridente.-...falando na praga, oi Axel!-Sam completou me fazendo rir.

-Olá Sam, e Praga é você.-ele disse fazendo Sam sorrir.-ei ruiva tenho uma pergunta pra você.-me levantei limpando a terra de minhas roupas.

-Se foi o chocolate que sumiu da cozinha, não fui eu!-digo rapidamente.

-Éh... você acabou de se entregar percebeu?-Sam murmurou ao meu lado, lhe dei uma cotovelada no braço disfarçadamente e olhei para ele de modo assassino o desafiando a dizer algo, ele levantou as mãos em rendição e se afastou indo para a porta e saindo da área de treino.

-Olha não é que eu saiba de algo ok?...foi só um palpite...-disfarcei  o vendo rir.

-Voltando ao assunto...meu pai chegou hoje e ele quer saber se  você ainda quer falar com ele?-Axel disse me fazendo arquear a sobrancelha um pouco confusa.

-Quand foi que ele saiu?-perguntei  vendo o moreno coçar a nuca envergonhado.

-Nem eu sei mas me contaram que ele chega hoje...e quer conversar com você se você estiver disposta.-arregalei os olhos.

-A-agora? Mas eu não to pronta pra isso!-ele me deu um sorriso.

-Não precisa ficar nervosa...-ele veio até mim parando a minha frente para olhar em meus olhos.-pelo que sei de convivência com ele vocês terão apenas uma conversa com direitos a risos, choros e maluquices dos dois lados.-sorrio e abraço seu abdômen colocando o rosto contra seu corpo sinto seu cheiro confortador e calmo que me fez sorir contra sua blusa azul de seda.

-Vou dormir um pouco, depois você me procura?-murmurei me afastando.

-Ok, vai logo.-ele diz e eu rio  saindo correndo em direção a porta a empurrando para que abrisse, fui correndo pelo corredor desviando de algumas pessoas até chegar no quarto. Abri a porta e entrei, mas parei ao ver uma garota de costas para mim, saquei minhas espada e desajeitadamente apontei para a garota que se virou lentamente para mim e exibiu um sorriso radiante ao me ver.

-Ah. Meu. Brandt!-ela exclamou dando um passo em minha direção.-Você é a Angel?-olhei para os lados procurando uma rota de fuga.

-Éh... sim e você é?-ela correu até mim e em um pulo passou os braços por meu pescoço me abraçando com um pouco de dificuldade levando em conta que eu era uns 15 cm mais alta que ela.

-AHH! Você é bem mais bonita que as fotos...-minhas bochechas esquentaram rapidamente com seu comentário.-...bem que o Axel disse que você se envergonha muito fácil, claros ele é muito bonito eu também ficaria vermelha toda hora...-segurei seus braços e a afastei tendo consciência de que esse comentário havia me deixado com raiva.

      "Quem ela acha que é?"-pensei já enxergando tudo azul pronta para torna-lá cinzas, quando ela deu um sorriso tão familiar e lindo que dissipou toda minha raiva.

-Sou Viollet Brandt, irmã mais nova  do seu namorado.-abri e fechei a boca algumas vezes em choque.

-N-namorado?-repeti e ela riu.

-Você só ouviu isso?-ela comentou rindo, demorei alguns segundos para analisar o resto da frase dando um passo para trás a observando melhor. Tinha lindos olhos azuis claros com longos cabelos negros que iam até sua cintura, seu vestido florido amarelo realçava sua pele bronzeada pelo sol.

-...Irmã...mais...nova?-ela sorriu e me puxou para a cama.

-Apenas 5 anos de diferença.-ela murmurou me fazendo colocar a cabeça em seu colo para começar a fazer um cafuné... que era o mesmo que Axel fazia.

-Ah...esse cafuné é de família Né?-murmurei de olhos fechados a ouvindo rir de forma triste.

-...De certa forma...foi minha mãe que nos ensinou...-me sentei vendo as lágrimas marejarem seus olhos.

-Me desculpa, não queria te fazer chorar.-digo apertando sua mão, ela sorriu e deixou um beijo em minha testa antes de me fazer deitar novamente em seu colo.

-Posso te contar uma coisa?-concordei com a cabeça.-Mas você não pode contar pro Axel o que eu te disser!

-Pode contar, não vai sair daqui essa conversa.-digo para a morena que sorri voltando a fazer cafuné em mim.

-Á uns dois meses e meio Axel nos mandou uma carta dizendo que tinha sido ferido por humanos mas que uma garota usando roupa de lobo havia salvado sua vida. Então ele começou a seguir essa garota até que um dia durante um ataque ela quase matou todas na fortaleza então ele teve que interferir levando essa garota embora de lá, ele disse que depois de um tempo se arrependeu porque a garota era mimada e muito mandona mas que ele tinha o leve sentimento de que já conhecia essa garota...

-Mimada e mandona Né? Você se vê comigo Axel Brandt...-murmuro ouvindo Viollet rir.-pode continuar.

-Depois de umas duas semanas ele mandou outra dizendo que ele talvez tivesse encontrado a criança da profecia que esperávamos há 16 anos*. Mas suas cartas estavam mudando sabe? Estavam mais felizes e ele só falava sobre essa garota então quando vocês chegaram e eu vi ele todo preocupado quando você desmaiou não deixando ninguém tocar em você...-me sentei a ouvindo rir do rubor em meu rosto-...sabe Axel não gosta que eu fale nisso perto de você mas...-ela me surpreendeu quando pulou em meu pescoço me abraçando com força, eu sentia suas lágrimas molhando meu ombro e pescoço e fiquei preocupada.

-Vio...?

-Eu quero te agradecer por ter salvado ele, muito obrigada mesmo!-ela sussurrou me fazendo sorri e abraça-lá de volta com força.

-Não precisa agradecer, só fiz o que era certo.-respondi, ela se afastou e limpou as lágrimas enquanto eu bocejava.

-Vai dormir , Axel vem te buscar daqui a pouco.-ela disse me empurrando para a cama, eu ia perguntar como ela sabia disso mas minhas pálpebras já estavam se fechando de modo que me remexi na cama fechando os olhos por completo. Logo já estava dormindo pesadamente.

       (...)

       Acordei com o barulho alto de vozes na porta, me sentei na cama esfregando os olhos.

-Ah Axel por favor...-a dona da voz disse um pouco mais alto me fazendo arquear a sobrancelha.

      "Mas o quê? Por Black, que que tá acontecendo?"- me levantei indo até a porta e a abrindo.

      Axel estava parado em frente a porta segurando os braços de uma garota loira que usava a armadura dourada da Guarda do Dragão , seus longos fios loiros desciam até suas costas e tampavam uma parte de seu rosto.

-Anne por favor me solta.-ele pediu empurrando a loira enquanto eu me recostava na porta os observando.

-Mas Axel... só um beijo. Faz tempo que não nos beijamos...-a tal Anne choramingou se esfregando nele.

       "O quê? Quem é essa garota?"-respiro fundo tentando reprimir o fogo que corria por minhas veias.

-Se já terminaram, preciso falar com você Axel.-digo de repente fazendo os dois se afastarem e me olharem, Axel com vergonha e a loira com irritação. Dou as costas para os dois e entro no quarto ouvindo Axel me seguir.

-Me desculpa por isso ela...

-Não temos nada Axel, você não tem que me dar satisfações.-o corto friamente vendo seu olhar abatido e triste mas desvio o olhar e vou até minhas bolsas pegando um vestido vermelho justo na cintura e uma lingerie preta, me viro para Axel o olhando de forma fria.-Seu pai já vai falar comigo?

-...Sim, ele pediu que eu viesse te buscar.-seu tom triste estava me afetando mais que o necessário, me virei e fui rapidamente para o banheiro ligando as torneiras para que a banheira se enchesse me despi e entrei nela mesmo meio vazia e fiquei lá dentro me repreendendo pelo modo que agi com Axel, suspirei e peguei um sabonete de ervas começando a me lavar.

      Sai do banheiro já vestida vendo Axel sentado na cama me observando em silêncio enquanto eu calçava minhas botas pretas de couro, me levantei e segui Axel quando ele se levantou saindo pela porta em um silêncio abatido. Fomos andando pelo corredor virando várias vezes até pararmos em frente a uma grande porta preta e vermelha com desenhos abstratos, ele empurrou a porta e com um sorriso encorajador sumiu pelo corredor. Suspirei e entrei vendo uma grande biblioteca iluminada por varias tochas douradas que revelava várias estantes com livros de todas as cores, na frente de uma mesa pai de Axel se virou para mim usando uma túnica azul e branca, ele sorriu e disse num tom extremamente alegre:

-Certo, vamos começar a conversa.

        ATENÇÃO AKI PFV!!!


Notas Finais


Meus amores no Cap que vem é a Cvs entaum o que EU pensei...
Vcs podiam formular as perguntas e o Dragão Mestre pode responder.
Qualquer pergunta, sobre a fic, sobre os personagens etc.
O que acham?/?
Eu tenho as perguntas do Cap, mas pensei em colocar a mão de vcs nisso?!! Bjos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...