História A profecia entre mundos - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 42
Palavras 1.716
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Sobrenatural, Super Power, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 19 - Capítulo 19


 

Capítulo 19

  Chegando ao castelo celeste, Bastian estava indo em direção ao seu quarto, mas seus lordes o perseguiram pelos corredores, infernizando-o com perguntas.

- Meu Rei, o que foi aquilo com aquele humano?- perguntou Flera, Celeste feminina representada pela raposa. Sua forma "mundana" é de uma jovem mulher ruiva com traços nórdicos.

- Ele é aquele que lhe trouxe de volta à Mercenia?- perguntou Thökr, Celeste masculino representado pelo urso. Grande e robusto, cabelo cortado e negro, olhos vermelhos e pele escura.

- Por que não me deixou matá-lo?- perguntou Tsüki, Celeste masculino representado pelo cervo. Tamanho médio, cabelos castanhos curtos e olhos heterocromáticos em azul e verde.

- Por que o senhor não quer que o toquemos?-peguntou Elivor, Celeste masculino representado pela lebre. Pequeno, cabelos cinzas e olhos verdes brilhantes.

  Kan, ficou em silêncio. Celeste masculino representado pelo lobo, cabelos escuros e olhos violeta, porte médio.

 - Basta!- disse Bastian.- Não preciso lhes dizer, apenas se retirem. Vou aos meu aposentos.

  Os celestes se retiraram e Bastian andou sozinho pelos grandes corredores de mármore branca, o capuz sobre seu campo de visão. Chegou na porta de seu quarto e entrou, sendo recebido por um pio de Órion.`

  Bastian se deitou na cama, que ele havia feito logo quando chegou, ele não dormia antes, mas por conta de Anthony, a colocou lá, os lordes haviam achado estranho mas não disseram-lhe nada. O quarto era grande quase inteiramente branco, com alguns pontos com prata, tinha estantes de livros em todas as paredes e uma mesa cheia de pergaminhos e o mapa de Mercenia. A varanda do quarto ela muito alta, seria possível ver todo o reino.

- Bem vindo de volta, mestre.- disse Órion, voando até a cama.- Como foi sua missão?

- Anthony não está morto.

- E o que você me diz sobre isso? Boa ou má notícia?

- Deveria estar preocupado já que ele sabe minhas fraquezas, deveria ter deixado Tsüki matá-lo com a lança, mas não deixei.

- Está feliz com isso?

- Com ele ter sobrevivido? Estou sim. Mas, ele deve me odiar agora.

- Se arrepende de ter voltado?

- Não exatamente, lá no mundo humano eu não podia fazer muitas coisas na forma em que eu estava. Já essa forma é o contrário, agora eu também estou com o resto do meu poder. Mas eu nem me lembro do meu propósito!- Batian cobriu ainda mais seu rosto com o capuz.

- Seu propósito era governar toda Mercenia e fazê-la temer você.

- Agora dessa forma como você está falando... Mas não tem mais graça, ficar vendo o povo correr desesperadamente de mim, hum... Não tem mais tanta emoção como antes. Me sinto vazio...

- Você se sentia assim com o Anthony?

- Não.

 A coruja bateu as asas.

- O que é Órion?

- Eu sabia que era isso. Você não precisava que o temessem, você precisava que o amassem.

- Como assim?

- Você nunca em seus milhões de anos recebeu amor, e você só recebeu afeição quando estava com o Anthony que tinha sofrido por uma perda também. Anthony se tornou importante para você.

 Bastian se virou para a coruja e fez carinho na cabeça dela.

- Por isso que dizem que as corujas são a representação da sabedoria. Mas ele me odeia agora.

- Como tem tanta certeza?

- Como eu posso ter alguma dúvida? Eu menti para ele, eu enganei ele, mesmo mentindo sobre os pais dele terem morrido, eu que provoquei o acidente. Eu não menti quando eu disse que eu estava usando ele, mas eu usei ele no início, depois eu me apeguei a ele. Não vou esquecer que eu fiz aquele corte no pescoço dele.

- Mas você não sabe o que ele está sentindo.

- Eu sei, Órion.

- Como?

- Por algum motivo, ele não tirou o meu cordão, eu sinto ele, ele está com dor física e emocional, e ambas são culpa minha.

- Mestre, se ele ainda está com o cordão, ele está conectado com você. Tente falar com ele, pelo menos, através da mente.

- Está bem, mas antes eu vou descansar um pouco. Pensar no que posso falar à ele.

- Pois bem, descanse.- disse a coruja.

 

                    ════════ஜadg ஜ════════

 

 Anthony acordou em um quarto diferente, agora estava e uma cama de casal em um quarto de madeira negra, tinha duas janelas, mas ambas estavam fechadas, tinha uma lareira, uma mesa com papeis, lápis, penas e outras coisa; o quarto era enorme.

 O mais estranho era que Anthony estava limpo e com roupas novas, parecia que havia tomado banho, mas quem...

 A porta abriu, Anthony se sentou. Cristopher entrou.

- Você acordou, que bom.-disse ele.- Agora temos que conversar.

 Cristopher fechou a porta e foi até a cama e se sentou ao lado de Anthony.

- Aconteceu bastante coisa não foi?- perguntou.

 Anthony assentiu.

- Vamos fazer assim, cada um pergunta de uma vez. Você começa.- disse ele.

- Como veio pra cá?- perguntou Anthony.

- Há três anos atrás, eu estava caminhando na rua com meus pais e de repente fomos sugados por um portal criado por um mago chamado Olavo, que já está morto, ele morreu ao fazer esse portal. Então a caçadora, que você já conhece me disse que eu devia expulsar o Rei celeste usando meu sangue, ele me levou e eu me perdi dos meus pais. Mas eu consegui expulsar o Rei com metade dos seus poderes e forma não visível aos outros humanos.

- E o que...

- Minha vez de perguntar.- cortou Cristopher.

- Tá...

- Como você veio pra cá?

- O Bastian usou meu sangue para vir e parece que eu vim junto.

- Tá legal, vamos parar com isso de uma vez minha de perguntar e uma vez sua. Por que você chama o Rei de Bastian?

- É o nome dele.

- Como você sabe o nome dele.

- Ele me disse.

- Ninguém sabe o nome dele.

- Eu sei. Muito bem, então você ficou aqui por três anos, e agora você está com 17, estava fazendo o que aqui? Não conseguiu voltar? Eu fiquei sozinho.

- Eu não consegui voltar, o único capaz de abrir portais foi Olavo, e os celestes, entãome tornei líder do Refúgio Mascarado. me perdoe por ter te deixado só.

- Tudo bem, não foi culpa sua. E você não encontrou seus pais?

- Infelizmente não. Mas eu estou curioso à respeito de uma coisa.

- Prossiga.

- Qual é sua relação com o Rei tirano?

- Como assim?

- Primeiro, você consegue manipular as pedras dele, segundo, você sabe o nome dele e terceiro, ele te protegeu de um dos seus.

- Minha relação com ele parece que não importa mais, uma vez que ele cortou meu pescoço e causou o acidente dos meus pais. Cris, ele tinha se tornado meu amigo, cuidou de mim e depois eu descobri que era tudo uma mentira, ele matou meus pais, ele mentiu para mim, e quase me matou!

- As pessoas não mudam, só deixam de fingir ser o que elas não são. Você estará seguro aqui, Thony. Iremos acabar com ele de uma vez por todas, vamos livrar Mercenia desse sofrimento, e no final, vamos buscar ir para casa.

- Cris... Não quero que o mate...

- O que?! Por que?!

  Anthony ficou em silêncio, mas Cristopher não o pressionou mais, sabia que o rei mexia com a cabeça das pessoas, uma das coisas que o fazia ter um imenso ódio por ele, por causa dele havia vindo para Mercenia, perdeu seus pais, e deixou Anthony sozinho. Por Anthony, Cristopher iria matar o Rei Celeste

- Tudo bem Anthony. Mas você não me explicou como você manipula a pedra.- disse Cristopher.

- Eu sou conectado ao Bastian, esse meu cordão, ele que me deu. Se eu retirá-lo, perco a conexão.

- Por que não tira?

- Quero que ele sinta o que eu sinto.

   Cristopher ficou em silêncio.

- Na última vez, como você expulsou Bastian?- perguntou Anthony.

- Uma espécie de feitiço criado pelo Olavo, foi algo relacionado à sentimentos. Ele baniu o Rei por alguém que não sentisse nada pelo próprio Rei, e já que todos tinham ódio ou medo dele, a saída e primeira alternativa foi usar alguém de outro lugar que não conhecesse nada daqui.

- Onde estão os outros? Poderia me apresentá-los?

- Claro, só não os trouxe porque queria que você descansasse, se não você seria questionado.

- O que você está fazendo não é muito diferente, é?

- Heh... Pelo menos estamos sozinhos, afinal 3 anos sem nos vermos é muita coisa.- Cristopher abraçou Anthony.

- Pode tirar essa máscara quando estiver comigo.- Anthony tirou a máscara de Cristopher, seus olhos gris continuaram os mesmos e o cabelo negro cresceu, está batendo em seus ombros agora.- Como conseguiu as cicatrizes?

- Na guerra, não foi fácil expulsar o Rei na forma em que ele estava. Como conseguiu dominar o Kijiom?

- Eu não dominei, eu me equiparei à ele, então ele me mostrou respeito. Eu li no livro que Bastian me dera.

- Você sabe de bastante coisa, hein? Está com fome?

- E como.

- Vou pegar algo para você comer.

- Tem pizza?

- Não sei se vai gostar das pizzas daqui.

- Eu gosto, já provei.

 Cristopher pensou um pouco.

- Estará aqui em um minuto, vou pedir para trazerem, preciso resolver umas coisas.- Cristopher beijou a testa de Anthony e se levantou.

- Boa noite, Cris.

- Boa noite, Thony.

 Cristopher saiu e deixou o quarto em que Anthony estava. Pediu para mandar-lhe uma pizza e então foi se encontrar com Otrak.

- Otrak.- chamou Cristopher.

- Descobriu algo?- perguntou o homem-gato aparecendo do nada.

- Quer parar de fazer esses lances de gato?

- Como assim?- ele arqueou a sobrancelha.

- Esquece... Sim, Anthony sabe de muitas coisas, ele vai nos ajudar muito.

- Vai nos ajudar a matar o Rei?

- Não diretamente, ele tem informações que podem nos ajudar. Mas tenho uma impressão de que ele não me contou tudo.

- Me concede permissão de vigiá-lo?

- Não precisa.

- Vou ficar de olho nele.- Otrak se virou e ignorou Cristopher.

" Eu mereço..."- pensou Cristopher.  


Notas Finais


Esse lance entre Anthony e o Bastian.
Muito lance de novela kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Curiosos para saber como é a aparência de Bastian?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...