História A Professora da Minha Vida- One-Shot - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Gaston, Nina, Personagens Originais
Tags Gastina, Sou Luna, Soy Luna
Exibições 81
Palavras 1.264
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus amores!
Essa é uma One-Shot Gastina!
Não está lá essas coisas, mas espero que gostem!

Capítulo 1 - Capítulo Único



         Você chegou

Quando eu menos esperava

Jurando amor

Amava o jeito que me olhava

Me conquistou

Eu me vi apaixonada

Meu erro foi confiar

Nas suas palavras

Não se brinca com o coração-

Maria Brasil

Nina Simonetti

Buenos Aires- 6:30h da manhã- Blake South College

Sempre quis ser professora, mas nunca pensei que mesmo depois de grandes meus alunos me chamariam de tia. Eu ainda sou nova e quando me chamam assim, me sinto velha.

Mas esse ano sinto que tudo mudará.

Era um ano novo pra mim, Colégio novo, alunos novos. Era tudo novo pra mim.

Assim que entrei na minha sala, coloquei minhas coisas em cima de minha mais nova mesa e saí para tomar um cafézinho na sala dos professores. Depois de trinta minutos, voltei para sala e sentei na cadeira da minha mesa.

Os alunos começaram a entrar.

- Olá alunos, eu sou Nina Simonetti, mas podem me chamar do que quiserem, mas sem gracinhas!- me sento novamente e começo a chamada- Atenção a Chamada!- alguém bate na porta e eu deixo entrar-entre e sente! Estou fazendo a chamada!-falo sem olhar pro rosto do aluno. Começo a chamada.

- Ana Carolina?- me responde- Anthony?- me responde- Bernardo?- me responde- Emily?- me responde- Frederico?- me responde- Gabriela?- me responde- Gastón?- me responde e o olho rapidamente. Ele era lindo, não posso negar. Continuo a chamada até o final.

- Bom, como vocês já devem saber o primeiro dia de aula sempre tem exercício a ser feito. Mas como é meu primeiro ano e não preparei muita coisa, eu darei aula livre. Volto a minha cadeira, me sento e pego um livro pra ler. Vejo conversas sobre meu respeito vindo de um cantinho. Levanto da minha cadeira e vou até o grupinho.

- Vi vocês rindo e fiquei curiosa. Do que tanto falam? Já sei que é sobre mim

- Não é bem assim professora, é que o Gastón aqui ficou caidinho pela senhora.

- Senhora não, por favor, só tenho 22 anos.

- Só?- perguntou o Gastón

- Tá insinuando que sou velha?

- Não, é que você é quase da minha idade. Eu repeti de ano

- Tem quantos anos?

- 19, eu entrei atrasado e repeti um ano. Triste realidade.

- Ah, Gastón né?- ele assente com a cabeça- Vamos na minha mesa rapidinho.

Andamos até minha mesa e perguntei.

- Aquilo sobre sua quedinha por mim é verdade?

- É, e falando nisso, aceita sair comigo? Hoje?

- Olha, desse jeito eu vou acabar aceitando.

- Aceita então

- Ok, eu aceito! Na hora da saída a gente acerta sobre isso.

- Não vejo a hora de poder te beijar!- sussurrou no meu ouvido e me arrepiou inteirinha.

O resto do dia foi normal pra mim.

Gastón Perida

Quando cheguei na sala, vi uma professora tão linda. Só que ela nem olhou pra minha cara.

Sentei no único lugar vazio. Como ela deu aula livre, fui pra perto dos meus amigos. Eu não tirava o olho da Nina, essa professora era tão linda.

- Acho que alguém gamou na fessora?- disse Anthony

- Nada a ver, mas fala a verdade, ela não é linda?!

- É sim!- vejo a professora vir na minha direção

- Vi vocês rindo e fiquei curiosa. Do que tanto falam? Já sei que é sobre mim- disse a professora, enquanto jogava o cabelo pra trás

-Não é bem assim professora, é que o Gastón aqui ficou caidinho pela senhora.- esse garoto é maluco? Quer acabar com a minha reputação, só pode

-Senhora não, por favor, só tenho 22 anos.

- Só?- perguntei

- Tá insinuando que sou velha?

- Não, é que você é quase da minha idade. Eu repeti de ano

- Tem quantos anos?

- 19, eu entrei atrasado e repeti um ano. Triste realidade.

- Ah, Gastón né?- assinto com a cabeça- Vamos na minha mesa rapidinho.

Fomos até a mesa dela.

- Aquilo sobre sua quedinha por mim é verdade?- perguntou, toda envergonhada

- É, e falando nisso, aceita sair comigo? Hoje?- tive coragem e perguntei

- Olha, desse jeito eu vou acabar aceitando- ela era tão meiga

- Aceita então

- Ok, eu aceito! Na hora da saída a gente acerta sobre isso.

- Não vejo a hora de poder te beijar!- sussurrei em seu ouvido e voltei para minha cadeira sorrindo.

O resto da aula foi uma chatice.

Na hora da saída, menti pros meus amigos, esperei eles saírem para entrar na sala de novo e encontrar Nina de novo. Entro sem fazer barulho, a abraço por trás e dou um beijo em seu pescoço.

- Ai que susto!- disse Nina- Vamos agora?

- Apressadinha você!

- Sempre!

- Vamos agora, sim!- fomos pro carro dela em direção ao cinema. Chegamos, comprei as entradas, comprei as pipocas. Quando o filme estava quase no final, eu tomei coragem e a beijei, e para minha surpresa, ela correspondeu. Me separei do beijo e perguntei.

- Quer ir embora para um lugar melhor?

- Quero- fomos embora dali para o ape dela.

Nina Simonetti

Assim que chegamos, ele me pressionou na parede me beijou. Ele foi logo tirando minha roupa.

Depois fomos pra cama, e já sabem o que rolou(Não vou descrever). Ele acabou dormindo na minha casa.

No dia seguinte acordamos atrasados. Me arrumei correndo, me despedi de Gastón e fui pro Colégio. Cheguei no Colégio, estacionei meu carro, e enquanto passava no corredor percebi que pessoas estavam me olhando estranho. Depois recebi uma mensagem, que na verdade era uma foto. Uma foto minha e de Gastón no cinema. Uma nossa nos beijando. Eu estava muito ferrada. Por que eu me apaixonei por um aluno?

Fui até minha sala, me sentei, olhei pra todos que ali estavam e abaixei minha cabeça. Escutei batidas na porta e deixei entrar. Uma menina loira apareceu na minha frente.

- O que deseja?- perguntei pra menina

- Desejo que você me devolva o Gastón, ele era meu namorado muito antes de ficar com você.

- Que? Do que você tá falando?

- TODOS NÓS JÁ SABEMOS QUE VOCÊ E O GASTÓN FICARAM

 - MINHA VIDA PESSOAL DEIXA QUE EU CUIDO. E SE O GASTÓN GOSTASSE TANTO DE VOCÊ NÃO TERIA FICADO COMIGO. SE ELE PEDIR, FICO DE NOVO- a menina saiu calada- Então pessoal, façam a página 12 até a14. Quem acabar traz pra dar visto.

Saí de sala, e liguei pra Gastón.

LIGAÇÃO ON

- Já sabem de tudo, já sabem da gente

- Como assim?

- Nos fotografaram nos beijando.

- Olha, vamos enfrentar isso juntos!

- Mas meu emprego?

- Eu te amo e vai ficar tudo bem!

- Eu também te amo!

LIGAÇÃO OFF

Volto pra sala. Depois de um tempo, o diretor entra na sala com Gastón.

- Quero todos no pátio agora professora.- disse o diretor e todos foram pro pátio, inclusive eu.

Já no pátio, o diretor se pronunciou.

  - Chamei todos aqui, pela notícia que está percorrendo a escola. O namoro entre a professora Nina e o aluno Gastón.- nesse momento abaixei a cabeça.- Olha, na minha opinião a vida pessoal da professora não atrapalha o trabalho dela. Ela é honesta e não protegeria um aluno. Mesmo sendo seu namorado.- A Loira levantou a mão- Fala Júlia

- Ela roubou o Gastón de mim!- vi Gastón revirar os olhos

- Júlia, acorda, eu nunca nem te beijei, eu só te abracei. Uma vez.- Gastón disse e todos riram,eu também

- Bom, eu espero que todos "perdoem" eles.-

Gastón vem até mim e me beija- Todos pra sala, agora!

Vou pra minha sala e copio exercício na lousa

- Espero que todos copiem!

Agora sim, acho que não tem mais problema em ser quem sou!

Sou professora e namoro um aluno!

Foi errado, mas agora não sei viver sem!

FIM...

Notas Finais


Sei que foi bem pequeno, mas ok...
Adorei escrever essa One-Shot Gastina!
Como já disse, não tá tão bom, mas espero que tenham gostado!
Comentem o que acharam!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...