História A Proposta - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eliane Giardini
Personagens Eliane Giardini
Exibições 84
Palavras 685
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente não tenham raiva da Fabiana, daqui uns capítulos o Marcelo vai transforma a vida dela da água pro vinho.

Capítulo 4 - Arrogância em pessoa.


Fanfic / Fanfiction A Proposta - Capítulo 4 - Arrogância em pessoa.

Narrado por Fabiana

Chego na minha sala Marcelo já estava a sentado na sua mesa trabalhando como se nada tivesse acontecido.
Entrei fechando a porta e logo fui falando - olha Marcelo preciso deixar algo claro aqui, 1 nos vamos nos casar sim e você sabe muito Bem que  é uma farsa, eu vou te ajudar profissionalmente e você também irá me ajudar, então uma mão lava a outra,
2 vamos ficar casado penas por um ano depois separamos secretamente e ninguém precisará saber disso.
3 você está livre para pegar quem você quiser, não tem nenhum compromisso comigo menos na minha casa fora dela você poderá se diverti.
E 4, -falei mais alto e com raiva, - você não vaii toca no meu corpo, entendido?  Vamos dormi em quartos separados, não se atreva a por as mãos em mim.

Ele se levantou da cadeira com uma cara sexy, chegou bem perto de mim me afastei até me encosta em minha mesa e inclinei para trás na tentativa de me afastar dele já que o mesmo estava bem em cima de mim com suas mãos apoiada na mesa me deixando imobilizada, ele chegou seu rosto  perto do meu e falou em minha orelha - fica tranquila eu sou um cavalheiro jamais faria algo que você não queira, eu não vou sair com ninguém não vou transar com ninguém se eu fizer isso vai ser com você toda entregue a mim.
Olhei para ele e disse - isso nunca vai acontecer. Falei com a voz branda O que é de se espantar. eu nunca sou Mansa com ninguém nunca peço desculpa, por favor, com licença, Obrigada, essas palavras nunca houve em meu dicionário. A vida me ensinou ser assim, ele segurou em meu queixo e falou -isso nos veremos.
Escutamos alguém bater na porta, nos afastamos, Marcelo foi para sua mesa e eu para a minha.
Pode entrar. Falei indiferente, a mesma entrou era minha secretária. Dona Fabiana gostaria de saber se a senhora hoje vai pedir a comida aqui ou ir no restaurante?.
Antes que eu respondesse Marcelo falou enquanto digitava no computador - não precisa pedir a comida Susana vamos no restaurante almoçar. Ele falou gentilmente com ela.
Ela olhou com cara de espanto vendo Marcelo tomar a iniciativa, isso nunca aconteceu, nenhum dos meus funcionários teria essa ousadia. Ela continuou me olhar com aquela cara esperando eu dar a última palavra.
-você ouviu ele ? Agora saia sua lesada ! Ou vai passar o tempo todo me olhando? Vá trabalhar ! Faça o favor !. Falei gritando nervosa.
- sim senhora. Ela saiu rápido fechando a porta.
Nesse momento Marcelo me olhou indignado. - precisava trata-la assim? Não tem educação não? A mocinha aí precisa aprender alguns modos.
- não venha me dar lição de moral não ok cuida da sua vida e cuida do seu serviço que você já faz muito, não te devo satisfação da maneira como trato os meus funcionários. Vamos almoçar? Falei seria para ele.
-to terminando daqui 10 minutos sairemos. Precisamos conversar sobre nosso casamento. E sobre seu comportamento também.

Passam-se os 10 minutos.
-vamos?. -disse ele me olhando,
-sim vamos sim. Falei me levantando.
Ele chegou perto de mim e pegou em minhas mãos entrelaçando ela.
- vamos andar assim pra ninguém desconfiar.
-Todo bem aproveito e aviso a todos sobre nosso casamento. Falei enquanto saiamos da sala.
Quando todos nos viram juntos se espantaram e paralisaram nos olhando.
Paramos no meio da sala onde cada funcionário ficava com sua mesa e falei em alto bom som. Bom pessoal quero avisar a todos vocês que vou me casar com o Marcelo mês que vem. Devo satisfação a editora e a vocês é claro afinal somos uma família aqui, convivemos todos os dias juntos...
Nada mais justo comunicar com vocês, alterei a voz ao dizer - eu não quero que nos aplauda, não quero " meus parabéns ". Voltem ao seus afazeres.
Falei saindo para fora com Marcelo.
- você é sempre assim?.
Disse ele assustado.
Entramos em meu carro e saímos já que ele não tem carro.


Notas Finais


Digam o que acharam desse capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...