História A Prostituta (+18) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drogas, Prostituta, Rock, Sexo
Visualizações 319
Palavras 1.217
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa noite. Espero que gostem meus bebês! 😍

Capítulo 20 - Eu? Grávida?


Fanfic / Fanfiction A Prostituta (+18) - Capítulo 20 - Eu? Grávida?


Laird e eu subimos para usar o banheiro. Mamãe disse para eu pegar uma escova de dentes nova pra ele no armário do banheiro, fiz o que ela mandou e desci para escovar meus dentes no minúsculo banheiro lá debaixo. 

— Vem tomar café-da-manhã com o Laird filha! — dizia ela enquanto colocava uma jarra de suco na mesa. Fiz um sinal com a mão pedindo para ela esperar e entrei no banheiro, escovei meus dentes e lavei o rosto com sabonete líquido, sequei meu rosto na toalha e sai do banheiro. Laird, Ed, Emilia e minha mãe já estavam sentados na mesa comendo. Nunca imaginei ver uma cena dessa, ele e minha família juntos. Me juntei a eles sentando ao lado da minha mãe. 

— Como vocês se conheceram? — perguntou minha mãe dando um gole em seu café. 

— É melhor a gente não falar disso mãe! — respondi séria. Ela não vai gostar de saber como realmente nos conhecemos. 

— Tem razão Emma! — falou Laird comendo bolo. 

— Me desculpem então! Você vai pra aula hoje Emma? Ei, vocês dois, estão atrasados pra escola, corram! — dizia ela apressando meus irmão. 

— Vou sim. Mas ainda está bem longe do meu horário! Vou tirar um cochilo ainda, estou com muito sono. — respondi tomando um pouco de suco de laranja. 

— Tchau gente! Até mais tarde, Laird você ainda vai ficar aqui hoje? — perguntou meu irmão se levantando.

— Tchau, até mais gente. — disse Emilia também levantando com uma maçã na mão.

— Sim. Vou embora amanhã, se sua irmã permitir, volto a noite. Até mais brother — respondeu Laird sorrindo maliciosamente e apertou a mão do meu irmão. 

— Tchau meus amores. Se cuidem! — dizia mamãe terminando de tomar seu café. Os gêmeos saíram e ficou apenas nós três.

— E então... Vocês se acertaram? — perguntou ela séria.

— Na verdade não, temos muito o que conversar ainda! Calma aí, só 1 minuto... — respondi sentindo meu estômago revirar, me levantei correndo com a mão na boca e entrei no banheiro, vomitei o pouco do que eu comi agora e o resto de ontem. Peguei a escova e coloquei a pasta e novamente escovei os dentes e a língua de leve pra não vomitar de novo, passei água no rosto e sai do banheiro voltando pra mesa me sentindo muito enjoada ainda.

— Vomitou de novo? — perguntaram os dois juntos.

— Sim. Estou me sentindo mal. — respondi sem graça, algo naquela mesa estava me dando enjôo. 

— Emma, faça um teste de gravidez! Isso está com cara de ser gravidez. — dizia minha mãe séria. 

— É verdade Emma, vamos comprar um teste na farmácia. Tira logo essa duvida. — 

— Vocês estão paranóicos com isso. Não estou grávida! — respondi cruzando os braços.

— Qual foi a última vez que você menstruou? — perguntou ela me encarando. Nem eu mesmo sabia qual foi minha última menstruação, talvez no mês do meu aniversário. 

— Acho que foi no mês do meu aniversário. Está um pouco atrasada! Mas é normal atrasar. — falei dando de ombros. 

— Acho que vou ser pai! — sussurrou Laird com um sorriso de orelha a orelha. 

— Não vai não. Só se for com outra pessoa... — respondi séria. 

— Você vai fazer esse teste ainda hoje Emma Rosie.  — dizia minha mãe séria demais. 

Ficamos calados até terminar de tomar café-da-manhã. Minha mãe tirou a mesa sozinha e foi para cozinha, meu estômago ainda está ruim. Eu e Laird ficamos sentados na varanda do lado de fora da minha casa. 

— Deixa de ser cabeça dura e faz logo esse teste. Se der negativo, você tem que investigar melhor o que é isso, e se der positivo, começa a fazer o pré-natal. Quero acompanhar a gravidez. — dizia ele pensativo. Apoiei minha cabeça no ombro dele e ele me abraçou. 

— E se eu tiver grávida? Como vai ser? — perguntei confusa. Nunca me imaginei grávida. 

— Você vai decidir se quer criar a criança comigo ou não. Estou só esperando o seu "sim". 

— As coisas agora mudaram Laird. Eles precisam de mim, não posso abandoná-los de novo. — 

— Não precisa abandonar. Se você quiser, a gente vem toda semana pra cá. Esse não é o problema, basta você querer. Amanhã eu vou embora, pense bem e depois me diga o que decidiu, não precisa ser hoje ou amanhã. Quero que pense muito! — disse me dando um beijo na cabeça. 

~~ 

Laird almoçou na minha casa hoje e depois foi pro hotel que ele está hospedado, e eu dormi um pouco antes do almoço e depois tomei um banho e vim pra faculdade. 

— Como você está hoje Stones? — perguntou Chris vindo se sentar em uma cadeira do meu lado. Ele estuda a duas salas depois da minha e agora está na hora do intervalo. 

— Estou melhor! Mas passei mal hoje cedo, vou ver o que eu tenho hoje ainda. — respondi desanimada.

— Acho que é gravidez. — disse sem graça. 

— Não aguento mais essa palavra. — bufei irritada.

— Ei, desculpa Stones. Vamos a lanchonete! A gangue deve está lá. — disse se levantando e pegou minha mão me tirando da cadeira. Peguei meu celular e o dinheiro e guardei no bolso da calça jeans. Saímos de mãos dadas nos corredores da faculdade, era estranho andar assim. Em poucos minutos chegamos na lanchonete e fomos nos sentar na mesa dos nossos amigos, mas estava somente Antony, Abigail e Kim,  nos cumprimentamos e fizemos o pedido. 

— Vocês estão ficando? — perguntou Antony para mim e Chris. 

— Não brother, por que? — respondeu Chris. Eu fiquei apenas calada. Kim e Abigail se entreolharam sem graça.

— Sei lá. Estão parecendo casalzinho. — disse tomando refrigerante.

— Nada a ver! — respondi me metendo na conversa. Antony as vezes é muito inconveniente. Nossos pedidos logo chegaram e nós comemos igual uns animais. Os meninos saíram com Kim e ficou apenas eu e Abigail na mesa.

— Amiga, tem alguma farmácia aqui perto? — perguntei terminando de tomar meu suco de morango.

— Bem ali é uma farmácia, quer ir lá? — respondeu apontando para a esquina. Assenti com a cabeça e nós pagamos a nossa conta e fomos a pé mesmo até a farmácia. 

— Onde tem teste de gravidez aqui? — perguntei ao rapaz no balcão. 

— Ali naquela seção! — respondeu gentilmente apontando para seção que tinha vários testes.

— Você suspeita que está grávida? — perguntou Abigail surpresa. 

— Sim! — respondi pegando um três testes diferentes. 

— É do Christopher? 

— Não! — 

Abigail ficou calada e fomos novamente até o balcão, paguei os testes e voltamos para a faculdade. Aproveitei que estava com vontade de fazer xixi e fui ao banheiro logo com ela.

— Boa sorte! — dizia Abigail retocando sua maquiagem. Entrei em uma cabine e li a forma de fazer, depois segui o passo a passo e fiquei esperando o resultado. Sai da cabine e Abigail estava impaciente batendo o pé no chão enconstada na enorme pia. 

— Deu o que? — perguntou nervosa. 

— Se duas listras significam mesmo a palavra positivo. É eu estou grávida! — respondi mostrando à ela os três resultados. 

Agora eu estou verdadeiramente fodida. 



Notas Finais


Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...