História A Protegida - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Tags Delena, Gangue, Klaroline, Segredos, Tortura
Visualizações 153
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Policial, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


CHEGAMOS AOS 100 FAVS...
AHHHHHHHHH.
CARA EU AMO VOCÊS.
Então gente eu queria pedir mil e uma Desculpas pela minha demora, mas eu já expliquei tudo.
Como prometido eu postei logo, e daqui para amanhã eu posto outro, ok?
Desculpa os erros

*Boa leitura.

Capítulo 16 - Kai


Fanfic / Fanfiction A Protegida - Capítulo 16 - Kai

Pov's: Elena


Me olho novamente no espelho e sorrio com o resultado. Ontem eu tomei a decisão de esquecer Damon por completo, e também resolvi me valorizar mais. Cansei de ser a Elena nerd que não pega ninguém, agora eu sou Elena Gilbert,  uma garota que se ama e que não precisa de nenhum garoto para sobreviver. 

Jeremy está ficando aqui em casa, já que sua escola entrou de férias, (o que é bem diferente da minha escola) ele é muito divertido, meu irmão, meu primo, meu tudo. Depois que eu contei para ele do meu "relacionamento" com Damon, ele me aconselhou a esquece-lo ou então provocar ele para saber se ele sente algo por mim, já que ele teima em dizer que o Damon ficou com ciúmes dele. Jeremy me contou que descobriu recentemente que ele é bi, ele sente atração tanto por homens, como por mulheres. Eu super apoiei, pois eu amo Jeremy do jeito que ele é. 

Checo novamente meu reflexo, não é por nada não, mas eu to muito gata. Eu uso uma saia lápis preta,— bem colada no corpo — um top azul escuro, e uma bota marrom com umas franjinhas.

Jogo meu cabelo para o lado e pego minha mochila acenando vpara Jeremy que está entupido com uma torrada na boca e então saio de casa, indo em direção bpar a escola. 


                         (...)


Merda! Eu cheguei tão atrasada que o professor já está na sala. 

Porra! 

Boto na porta e escuto um entre e quando adentro na sala, todos olham para mim, como se eu não fosse eu.

- Olha só, a senhorita... — O professor se auto interrompeu quando me viu. Jason Williams, era um professor super gostoso que ficava com várias alunas. Seu olhos verdes e seu sorriso malicioso, conquista qualquer burra.

- Desculpa o atraso professor, mas é que o Jeremy tá lá em casa e a gente passou a noite acordados e eu acordei atrasada. — Menti e escutei alguns risinhos maliciosos pelo fator de eu dizer que passei a noite acorda com um garoto. 

Pervertidos!

- Tudo bem, senhorita Gilbert. — O professor sorriu malicioso e eu mordi minha língua, para não mandar ele para a puta que pariu.

Caminho calmamente até o meu lugar e vejo que Caroline está na cadeira do lado da minha. Nem ne dou o trabalho de procurar Damon, pois eu não o quero ver nem pintado de ouro.

- E aí, vadia. — Car me comprimentou "amavelmente"

- Oi minha puta. — Sorri para ela.

- E então, você e o Jeremy... — E lá vem ela com esse papo denovo. Caroline sempre quis que eu ficasse com o Jeremy, mesmo sabendo que a gente se considera irmãos. - Vai Elena, vocês passaram a noite fodendo, né safada?

- Car... — Então o som de algo caindo com extrema força me interrompe. Olho para o lado e Damon está tenso na cadeira, com os punhos cerrados e o maxilar travado. A raiva é explícita no seu olhar, quando nossos olhares se cruzam, seu livro está no chão, ele se agacha e pega, mas antes me lança um olhar fulminante. 

Não sei o porque desse drama todo, ele mesmo foi quem me rejeitou, então eu to mais é no direito de ficar com quem eu quiser, na hora que eu quiser. 

- Depois a gente conversa. — Susurro para ela que assente. 


                        (...)


Solto um suspiro aliviado quando essa incrível aula acabou. Cara, o professor passou cada segundo da aula me olhando e sorrindo maliciosamente, e sem contar que Damon percebia, e eu tenho quase certeza que ele estava se segurando para não matar o professor ali mesmo. Olho para a porta da sala e Bonnie está pendurada no pescoço de Damon. Minha vontade agora é de pegar a porra do revólver de Damon, e atira bem no meio da testa dessa vadia, mas eu não vou me rebaixar, eu vou esquecer Damon, nem que pra isso eu tenha que mudar de sala.

Em passos lentos e sensuais eu ando até eles e vejo que Damon encara meu corpo com desejo, Bonnie também percebe já que ela faz uma cara de poucos amigos. Reviro meu olhos e passo por eles, mas sinto um pé no meio me fazendo desequilibrar. Fecho meus olhos esperando a queda, mas sinto um impacto com outro corpo e eu caiu em cima de uma coisa fofa, tipo um corpo. Abro meus olhos e dou de cara com dois olhos pretos. 

Merda!

Eu caí em cima desse gostoso. 

A gente está deitados no chão. 

Sinto minhas bochechas corarem e o garoto solta uma risadinha.

- Ah meu Deus! — Falo alto me levantando de cima dele. — Me desculpa, céus! Desculpas, oh Deus, eu sou tão desastrada. — Estendo minha mão para o ajudar a levantar e ele aceita. Percebo que os alunos olham para a gente e coro de vergonha. 

- Que isso gata, ser recebido com uma gostosa em cima da gente no primeiro dia de aula é um sonho que qualquer nerd. — O garoto sorri, um sorriso lindo e um pouco cafajeste. 

Porra!

- E-eu...Sou Elena, Elena Gilbert.  — Estendo minha mão me apresentando e ele a pega me puxando para um abraço. No começo fico assustada, mas retribuo. 

- Que aperto de mão, linda. É bom ganhar um abraço. — Ele susurra em meu ouvido. — A propósito eu sou Kai, Kai Parker. 

- Gostei do nome. — Falei quando ele me soltou. Olho por cima do meu ombro, e Damon está com o maxilar travado novamente. Qual é? Ele me dá um fora, e agora toda vez que vê um garoto chegando perto de mim fica com essa cara. Ah vai se foder, cara.

- Eu também gostei do seu Elena...Elena Gilbert, Elena Gilbert, Elena Gilbert... — E ele fica repetindo meu nome um monte de vezes. — Seu nome é sexy.

Gargalho alto e ele me acompanha na risada. Gostei desse cara.

-Obrigado... Eu acho. — Falo meio confusa e ele sorri.

- Você está ocupada agora? — Ele perguntou e eu neguei. — Ótimo! Você vai me mostrar a escola. — Afirmou sem me deixa negar ou não. 

- Tá bom. — Respondi e sorri. 

- A gente tem aula, Elena. — Damon fala com a voz fria.

- Às vezes perder aula faz bem a saúde mental. — Falo no mesmo tom. — Vem Kai, eu vou te mostrar cada canto dessa escola. 

- Pois vamos! — Ele sorriu e piscou para mim enlaçando seu braço no meu.

Minha última visão foi Damon com uma cara horrível, e eu dobrei o corredor sentindo um aperto no peito. 


Notas Finais


GENTE EU MUDEI A CAPA E A SIPSONE DA FIC, PORQUE EU VOU RENOVAR TUDO. EU VOLTEI INSPIRADA DESSA VEZ.
Então gente, gostaram?
O Kai vai ser muito importante nessa história, então prestem atenção e vocês podem desvendar tudo.
Alguma teoria sobre o passado da Lena?
Se tiverem algumas teorias, deixem nos comentários.
Xx, Gatahs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...