História A próxima noiva do sacrifício - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori
Tags Anya, Diabolik Lovers, Masoquismo, Sadismo, Sadomasoquismo, Sexo, Suspense, Terror, Vampiro
Visualizações 48
Palavras 1.334
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Fluffy, Harem, Hentai, Josei, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Steampunk, Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa noites estrelinhas! Aqui está mais um capítulo.
Vou voltar a intensificar essa estória aos poucos ok?
Espero que gostem...
<3

Capítulo 10 - Os Mukami


Fanfic / Fanfiction A próxima noiva do sacrifício - Capítulo 10 - Os Mukami

Eles terminam as atividades e o sinal toca para o intervalo. Subaru sai rapidamente da sala. Alguns alunos vão em direção a Anya e começam a fazer um monte de perguntas sobre os Sakamaki e tudo mais. Ela parece confusa e mal consegue falar, até que Laito entra na sala. Ele passa por todos, enquanto alguns alunos o encaram, e o barulho vai começando a diminuir.

Menino – Você vai ficar aqui por quanto tempo?

Menina – O que você é do Laito?

Laito – Minha. – ele diz passando por eles. – Ela é minha Bitch-chan. – todos ficam espantados. Laito pega ela no colo novamente e começa a andar para a porta de saída da sala.

Anya – Laito...eu acho que...

Laito – Shiii...eu vou lhe levar em um lugar.

Anya – Onde?

Laito – Você vai ver.

Depois de subir vários degraus, Laito anda reto em um corredor. Quando Anya olha para trás, por cima do ombro de Laito, ela vê o garoto loiro de olhos grandes de novo, rodeado de tietes, ele também vê ela, eles ficam se encarando até que ele sorri e acena para Anya, que fica com expressão de paisagem, até que Laito vira no final do corredor e ela perde a vista do garoto loiro.

            Laito sobe mais uma escada e enfim chega ao terraço da escola. Ele solta Anya, pega ela pelo braço e leva-a até a frente de uma grade, onde tem a vista perfeita da lua.

Laito – Ela é incrível, não é? – ele diz olhando a lua. Anya mexe a cabeça dizendo sim. – Arr...eu sou apaixonado por ela...ela me encanta toda noite...

Anya – Ela me parece um pouco...solitária... – ela se aproxima de Laito.

Laito – Não, ela não é solitária, é independente. – ele diz olhando fixamente para lua e depois fecha o solhos por um momento.

Anya – Eu gostaria de ser como ela... – ela diz com um suspiro, e fica cabisbaixa.

Laito – Talvez você seja – ele olha para Anya com um olhar sincero – mas nunca tenha percebido antes. – ele sorri. Anya para olhando fixamente para os olhos dele, como se estivesse hipnotizada. – Arr...Bitch-chan – ele vira de frente para Anya, pega o queixo dela e olha bem no fundo dos olhos dela. – você é como a lua para mim. – ele acaricia o lábio inferior de Anya com o polegar. Anya morde o lábio inferior, porém não percebe. – Rum – ele ri. – Você me encanta.

Laito aproxima seu rosto do de Anya, ela sente sua respiração e enfim ele a beija, um beijo leve, simples, lento, suave, úmido, delicado. E enfim, ele para o beijo.

Laito – Agora vá, tomarei o seu tempo depois.

            Anya se afastada dele devagar, e sai a passos curtos e lentos, desce a escada ainda perplexa, olhando fixamente para o nada. Ela continua a andar assim pelo corredor, até que esbarra em alguém.

Anya – Desculpe. – ela diz e se afasta, vendo um garoto de cabelos verdes, olhar melancólico, que usa algo como uma boina. Nesse garoto ela também vê bandagens nos braços e pescoço. Anya se parece com ele, a final, ela também está com bandagens pelo corpo.

????? - ... - O garoto encara ela por um tempo. De repente, ele pega no antebraço de Anya, que sente dor, e puxa a manga de seu uniforme dando vista a seu braço enfaixado.

Anya – Aarh! – ela se queixa de dor.

????? – Você sente, eu também sinto. Não acha a dor reconfortante? – Anya demonstra uma expressão de medo. – Que expressão tentadora.

???? – Azusa! – diz um garoto de cabelos pretos, mas um pouco claro nas pontas. O garoto de cabelos escuros demonstra uma expressão séria, mas também triste. Azusa, o garoto de cabelos verdes, solta Anya e fica cabisbaixo.

???? – Desculpe-me pelo meu irmão.

Anya – Não tem problema...

Ruki – Sou Ruki Mukami. – ele olha para Anya.

Anya – Anya Vanshoi.

Ruki – Foi um prazer conhece-la, e desculpe mais uma vez pelo meu irmão. – ele se vira, e leva Azusa com ele. – Vamos, tome cuidado, ela está machucada e você tembém. – ele diz indo embora.

Ponto de vista: Anya Vanshoi

            Ruki foi embora conversando com o irmão Azusa. Ruki parecia preocupado com o irmão, uma coisa que eu não vejo da parte dos Sakamaki. Eu sei que estou com eles a pouco tempo, mas eu não vi nenhuma forma de afeto entre eles, pelo menos, não até agora. Arr...talvez eu devesse procurar Ikea. Começo a andar pelos corredores a procura de meu amigo. Eu o perdi no meio da multidão que estava me sufocando na sala de aula, mas Laito me salvou dela...Laito...Laito Sakamaki, você me deixa confusa, eu simplesmente não entendo o que você quer ou precisa. Os Sakamaki são realmente estranhos, mas Subaru me parece ser o mais diferente deles. Shuu gosta do meu sangue e principalmente de me morder em meus machucados. Reiji de me torturar. Ayato me odeia, mais ou menos. Kanato é psicopata e gosta de doces, principalmente do meu sangue “doce”. Laito me excita, ele é um pervertido romântico. Mas, e Subaru? Eu não entendo muito bem o que ele quer, eu só percebi que ele me mordeu naquela noite, por causa da tal Yui, talvez Ayato não seja o único que gosta dela. Gostaria de saber onde ela está, talvez ela me contasse algo sobre eles. Subaru é misterioso, porém eu sinto-me mais protegida com ele, eu me sinto segura.

            Andando pelos corredores, avisto meu amigo, completamente isolado, encostado em seu armário lendo um livro. Acelero o passo em direção a ele, até que quatro meninos se aproxima dele. Eles cercam Ikea e derrubam seu livro. Que filhos da puta! Eu chego perto deles e cutuco o ombro de um dos garotos, que se vira.

Garoto – O que foi gatinha?

Anya – Gatinha seu cu! – ele arregala os olhos, parece espantado.

Garoto – Olha, ela é agressiva. – ele diz em tom de deboche.

Anya – Parem de atormentar a vida do meu amigo! – digo grossa, pego o livro de Ikea, coloco nas mãos dele e o puxo para sairmos dali, mas os garotos me impedem.

Garoto – Onde você pensa que vai? – ele diz bloqueando meu caminho. Até que ele sorri, me segura pelos braços com força e me coloca contra os armários.

Anya – AAAHHRR!!! – eu grito de dor. Ele está meu machucando nos meus ferimentos.

Garoto – Ikea! Olha enquanto eu acabo com sua amiguinha intrometida. – os outros garotos seguram Ikea, que parece tenso.

Ikea – Não! Solta ela! Solta ela agora! – o garoto me aperta mais ainda, ele solta uma das mãos e cerra os punhos, sim, ele vai me bater. De longe vi Reiji passar e pensei na única coisa que podia fazer.

Anya – REIJIIII!!! – quando os punhos do garoto já estava a caminho do meus rosto, Reiji aparece, segurando o braço do garoto com uma mão na maior naturalidade.

Reji – Isso são modos de tratar uma dama? – ele puxa o braço do garoto que cai no chão. Reiji ajeita os óculos. – Saia daqui. – ele diz sério, com autoridade. O garoto corre e seus amigos soltam Ikea e correm também. Reiji olha para mim, vira-se e sai andando.

Anya – Reiji...obrigada. – digo me ajeitando.

Reiji – Tome mais cuidado da próxima vez. – ele diz andando.

Ikea – Anya, você está bem? – ele me pergunta preocupado. Eu o abraço com força e ele se surpreende.

Anya – Estou ótima Ikea. – ele me abraça de volta. – Venha, vamos nos atrasar.

Ponto de vista off

            Anya volta para sala com Ikea. A aula continua normal, porém alguns alunos tentaram falar com ela várias vezes, fazendo com que o professor chamasse a atenção de Anya inúmeras vezes. As aulas acabam e eles voltam para casa, ou melhor para mansão. Anya vai ao banheiro, toma banho, põe uma camisola e vai para o quarto de Ayato, ao chegar lá, ela senta-se na cama, até que é surpreendida por alguém, o garoto loiro de olhos grandes, que ela sempre via rodeado de tietes na escola.

??? – Desculpe, mas quando meus irmãos me falaram de você, eu fiquei ainda mais curioso para te conhecer.

Anya – Quem é você?

Kou – Me chamo Kou, Kou Mukami.


Notas Finais


Espero que tenham gostado estrelas!
Brilhem para que eu possa saber que vocês estão comigo...
Até o próximo capítulo...
Bjs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...