História A próxima noiva do sacrifício - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori
Tags Anya, Diabolik Lovers, Masoquismo, Sadismo, Sadomasoquismo, Sexo, Suspense, Terror, Vampiro
Visualizações 67
Palavras 1.348
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Fluffy, Harem, Hentai, Josei, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Steampunk, Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá estrelas!
Vamos ver se agora tudo volta ao "normal". Você sabe, o normal daqui.
Espero que gestem do capítulo, não está tão intenso a final, temos que relaxar um pouco, não?
Boa leitura...
<3

Capítulo 9 - O novo amigo


Fanfic / Fanfiction A próxima noiva do sacrifício - Capítulo 9 - O novo amigo

Ponto de vista off

            Anya começa a fraquejar novamente, sua visão começa a embaçar, até que alguém invade o quarto, alguém de cabelos claros, ele empurra Laito, pega ela no colo e desaparece com ela novamente. Ela parece estar em um local escuro agora. Ainda fraca e com a visão escurecendo, ela vê ele, o que salvou sua vida, os olhos dele estão negros, ele a encosta na parede com força, depois seus olhos ficam normais e ele solta Anya no chão, nessa hora, ela desmaia.

            Ao acordar, Anya percebe estar muito fraca, ela olha para os lados e parece estar presa em uma torre, ao observar o local novamente, ela vê três caixinhas de suco de cramberry junto com um rolo de bandagens, um pratinho com brigadeiro, outro com takoyaki, outro com macarronada de queijo, outro com um pedaço de bife e um cordão com uma chave. Ela vai até as comidas e começa a come-las enquanto põe as bandagens, depois que termina e se recupera um pouco, a final ela ainda está dolorida. Ela começa a procurar uma saída, e ao andar sobre um tapete, ela sente algo de madeira embaixo, Anya tira o tapete do chão e descobre uma porta de madeira, pega a chave presa ao cordão e abre a porta. Ao abrir ela observa uma longa escada, ela desce a escadaria devagar. Suas coxas estão doloridas e doem quando ela desce cada degrau. Quando chega lá embaixo, ela avista Ogidsa esperando por ela, que leva ela ao seu quarto, ou melhor, o quarto de Ayato. Ela deita na cama e dorme, sim, ela precisa de descanso, mas mesmo assim...o que foi toda aquela comida? Foram os Sakamaki que fizeram para ela? Porque? Um pedido de desculpas talvez?

            Anya dorme, mas dessa vez não sonha com nada. Ainda bem! Ela não aguentaria mais um tormento desses. Depois de um tempo, ela acorda melhor. Ela se senta e ouve batidas na porta, com medo, ela levanta devagar e abre um pouco a porta, até que avista o mordomo.

Ogidsa – Gostaria de avisar-lhe que está na hora de comer, vista seu uniforme e desça para a sala de jantar. – ele diz como um robô e sai andando indo embora.

            Anya vê que em cima da cama há seu uniforme escolar, ela vai ao banheiro e toma banho, mas ao vestir suas roupas de baixo, vê Reiji, que aparece do nada. Ela treme assustada, Reiji a interrompe.

Reiji – Venha aqui. – ela baixa a cabeça e vai até ele. Reiji pega algumas bandagens e começa a enfaixar a garota onde está machucado. Coxas, braço, pescoço e panturrilha. Anya fica calada olhando para Reiji, que finalmente termina. – Tome cuidado. – ele diz e sai do banheiro.

Anya veste seu uniforme e desce as escadas a caminho da sala de jantar. Ao chegar, todos os Sakamaki já estão na mesa, e a comida já está servida, ela olha para eles assustada.

Reiji – Sente-se! – ela obedece sem dizer nada. Ela se senta entre Laito e Kanato.

Laito – Como vai, Bitch-chan? – ela sente um arrepio na coluna. Ela tem medo de Laito, mas...talvez...nem tanto “medo” assim...

Reiji – Não está com fome? – ele olha o prato da garota que está completamente cheio. Anya balança a cabeça em negação.

Laito – Ela não está com fome por causa do macarrão que preparei para ela mais cedo. – Anya arregala os olhos espantada. Ela pensa: “foi o Laito que fez aquilo?”

Kanato – Os brigadeiros são melhores, doces são melhores. – Anya pensa: “ele deve ter pego o brigadeiro que eu preparei, feito as bolinhas e colocado o granulado”.

Shuu – Arr...todo mundo prefere carnes. – Anya pensa: “aquele bife foi do Shuu?”

Ayato – Takoyaki é a melhor comida que existe. – Anya pensa: “Ayato também?” ela parece surpresa.

Reiji – Falando nisso, você tomou todos os sucos de cramberry? – Anya balança a cabeça afirmando que sim. Anya pensa: “Reiji...ele também ajudou”. – Ótimo.

Subaru – Você pode devolver minha chave? – Anya tira o cordão com a chave do bolso e entrega a Subaru. Ele pega e coloca no pescoço.

Reiji – Temos que ir à escola agora, dispensados da mesa. – todos se levantam. Quando Anya se levanta também, é pega nos braços por Laito.

Anya – A-a-a. – ela fica surpresa e olha para Laito que sorri para ela.

Laito – Não se preocupe Bitch-chan. – ele começa a andar. – Você está fraca, não? Eu levo você.

Ele carrega Anya até o carro e a põe sentada ao lado dele. Anya fica de olhos abertos e esbugalhados olhando para todos. O que está acontecendo? Porque estão se redimindo? Eles sabiam o que estavam fazendo naquela noite não sabiam? Ou talvez...talvez não...tivessem controle...

            A limusine para em frente à escola e todos descem. E Laito volta a carrega Anya nos braços, ela se surpreende novamente. Enquanto ele a leva para sua sala, ela fica com os olhos vidrados nele, que está sempre sorrindo. Ao chegar na sala, Laito entra sem mais nem menos, os alunos ficam impressionados. Já o professor parece irritado.

Laito – Onde é o seu lugar? – ele pergunta a Anya, que aponta para a carteira que costuma sentar. Laito a carrega até lá e a põe sentada. Ele chega com seu rosto a centímetros de distância e diz – Depois eu volto para te buscar, não saia daqui. Bitch-chan. – ele diz baixo, sorri e pisca para ela, que continua em silêncio. Laito anda em direção a porta da sala, os alunos ficam de olhos e boca aberta olhando para ele, quando ele sai e fecha a porta, todos olham para Anya, que fica sem entender.

Prof. – Tudo bem, já chega. Atenção na aula! – ele diz e bate uma grande régua de madeira na mesa, fazendo com que todos tomem um susto e olhem para ele. Anya fica procurando Subaru, até que ele entra na sala e senta atrás dela.

???? – Ei! Psiu! – sussurra um menino de cabelos verdes e óculos, que senta ao lado de Anya. Ela olha para ele. – Seu nome é Anya, não é? – ele sussurra novamente. Ela mexe a cabeça dizendo sim. – Prazer – ele estende a mão á Anya para um aperto. - meu nome é...

Prof. – IKEA!! – o professor chama a atenção dele, que treme um pouco e tenta se explicar.

Ikea – A-ah, desculpe. – ele diz passando a mão na cabeça. Anya sorri.

Prof. – Há algo engraçado senhorita Anya? – ele pergunta sério. Ela mexe a cabeça em negação.

            O professor retoma a aula. Depois de um tempo, o professor pediu para que fizessem grupos de três para um exercício. Anya não se mexeu, até que Ikea falou com ela novamente.

Ikea – Ei, Anya. Posso me juntar a você? – Anya olha para ele.

Subaru – Ela tá comigo! – ele diz seco olhando sério para Ikea, que parece assustado. Anya suspira e vira de frente para Subaru.

Anya – Arr.... Não é um grupo de três? Deixe ele se juntar a nós. – ela diz olhando nos olhos dele.

Subaru – Não precisamos. – ele olha rapidamente para Ikea, que parece nervoso.

Anya – Por favor...

Subaru – Arr...faça o que quiser. – ele diz encostando-se na cadeira. Anya sorri.

Anya – Obrigada Subaru. – ela diz sorrindo para Subaru, que olha para ela e dá um leve sorriso por um segundo e depois volta sua expressão séria. – Vem Ikea, junte-se a nós. – ela diz sorridente para o garoto.

Ikea – Tem certeza? – ele pergunta e olha rapidamente para Subaru.

Anya – Tenho, venha. Junte sua carteira com a minha. – Ikea junta sua carteira com a de Anya. Eles abrem o livro e começam a responder algumas questões.

Ikea – A turma inteira fala de você sabia? Daqui a pouco você será assunto da escola. – diz enquanto lê o livro.

Anya – Porque?

Ikea – Você mora com os Sakamaki, eles são bem populares por aqui.

Anya – Porque?

Ikea – São ricos, filhos de um político importante, as garotas gostam...

Subaru – Arr...vocês são um bando de idiotas.

Anya – Porque?

Subaru – Só se importam com essas coisinhas.

Ikea – Você é bem curiosa... – ele diz a Anya.

Anya – Porque?

Ikea – Por que é a quarta vez que você pergunta “porque”. – ele sorri. Anya sorri de volta, Subaru parece não ter gostado. Ou ele é sempre assim?


Notas Finais


Esperam que tenham gostados estrelas do meu céu!
Brilhem para que eu possa ver vocês comigo!
Até o próximo capítulo...
<3
Bjs...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...