História A Psycho Love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Hisoka, Illumi Zoldyck, Personagens Originais
Tags Adolescentes, Adultos, Crianças, Echi, Hisoillu, Hisoka, Hisollumi, Illumi, Lemon, Psicopata, Yaoi
Exibições 46
Palavras 752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem

Nesse capítulo está mais sendo contada como era que eles vivam (praticamente)

Eu sei, ficou pequeno, mas eu estou tentando fazer ela ficar com capítulos maiores

Capítulo 2 - Sem confiança


Fanfic / Fanfiction A Psycho Love - Capítulo 2 - Sem confiança


*1 ano depois 

Silva olha para Illumi estranhando um pouco, mas logo lhe responde, com outra pergunta

— Quer outro trabalho naquela região?

— É

— Acho que seu Nen não está forte o suficiente para trabalhar sério por lá - fala autoritário 

— Não vou saber se não tentar - reclama


Depois de uma breve "discussão", Silva se dar por vencido. Illumi sai depois de saber as informações sobre o seu alvo

                            --------Quebra de tempo--------

Quando chega na região onde estava seu alvo, ao invés de ir ao encontro de seu alvo, ele vai para um lugar onde havia vários prédios isolados e uma casa no meio deles. Illumi entra na casa, então é recebido com um par de olhos dourados sobre ele 

— Yo - fala olhando Illumi entrar 

— tenho outro trabalho

— é forte o alvo? - pergunta sem muito interesse 

— Meu pai falou que é - Hisoka olha para ele - mas eu quero que você me ajude com os guardas


Hisoka perde o interesse novamente. Ele joga uma carta com um pouco de Nen em Illumi, que a segura colocando um pouco de Nen em suas mãos

— Já pensou no seu Hatsu? - pergunta o assassino saindo

— Não- fala saindo

Illumi joga um chiclete para Hisoka. Ele pega o chiclete, depois cospe o velho que tinha na boca, para então colocar o novo na boca. Ambos vão para a casa do alvo de Illumi. Era uma mansão com vários guardas, possivelmente Hunters, mas não eram Hunters profissionais. Ambos escondiam sua presença com Zetsu. Depois de se separarem, Hisoka faz sua presença aparecer, chamando a atenção dos Hunters. Illumi entra dentro da sala onde estava seu alvo, que era uma jovem de 17 anos, com longos e ondulados cabelos loiros, seios fartos, olhos azuis marinho. Usava um forte batom vermelho e vestia um longo vestido azul claro com luvas brancas

— Não acredito que aqueles incompetentes não conseguem derrotar duas crianças - fala ainda sem olhar para Illumi

O assassino se mantinha em silêncio. Mesmo sabendo que a mulher havia sentido sua presença. Ele percebe duas cobras rastejando ao lado dele, possivelmente criadas pelo Nen da loira, que nesse estante estava bebendo um vinho. Illumi usa o Nen para tentar espantar elas, mas causa uma reação contrária. Sim, as cobras haviam mordido ele. O Zoldyck podia sentir as presas penetrando sua pele

— Pena, morreu cedo - fala ainda sem olhar


Ela tinha certeza que o assassino havia morrido, era uma pena ela não saber que os Zoldyck são imunes a venenos pelas suas torturas. Ela somente sente uma leve dor, um pouco aguda, então apaga

— Poxa... minha mira ainda não tá boa pra matar com um só golpe... - reclama


Illumi vai até a mulher. Ele arranca a cabeça dela, depois aperta fazendo o sangue espirrar para cima, fazendo ele se sujar um pouco, o assassino sai de lá. Ao sair ver um monte de corpos jogados por aí, possivelmente foram mortos pelo Hisoka. Quando coloca o pé na grama do jardim onde deveriam se encontrar, ele sente um forte Nen. Eles estavam sendo observados. Illumi faz um assobio, esse era o sinal deles de "missão cumprida". Ambos saem dali

                           ---------Quebra de tempo---------

Quando os dois entram na casa onde Hisoka estava morando, Illumi vai para o banheiro tomar banho, queria ser livrar do cheiro de sangue, ele odiava ficar sujo com cheiro de cadáver. Enquanto Hisoka, estava sentado na cadeira, montando um castelo de cartas encima da mesa. Depois de tomar banho, Illumi coloca uma roupa que ele já tinha guardada na casa de Hisoka. Depois de colocar a maior parte da roupa, só faltava a blusa, ele vai até a sala ainda sem blusa, mas a segurava 

— Tá fazendo o que? - pergunta para Hisoka, um pouco curioso

— Um castelo - fala colocando outra carta no meio de tantas outras

— Você tá mentindo sobre ainda não ter pensado sobre seu Hatsu, né? - pergunta colocando a blusa
— hun? 

— eh? 

— ah... não 

— Não confio em você 


Hisoka olha para Illumi sorrindo, de forma que mostrava sua intenção. Ele aponta o dedo para Illumi, depois faz um sinal de vem com a mão. Illumi rapidamente ativa o Gyo, então ver uma linha elástica parecida com um chiclete. O assassino se mexe um pouco para o lado, depois sente  faça passando do lado do seu rosto. Se não tivesse se movido, possivelmente poderia ter morrido 

— Pensei que conseguiria dessa vez - fala inclinando um pouco a cabeça e sorrindo de uma forma um tanto psicopata 






Continua....
 


Notas Finais


Até o próximo capítulo

Comentem por favor, eu quero saber a opinião de vocês sobre a fic


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...