História A quarta filha de Michael Jackson - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Michael Jackson, Originais
Personagens Michael Jackson, Personagens Originais
Visualizações 53
Palavras 791
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Capítulo 15


Fanfic / Fanfiction A quarta filha de Michael Jackson - Capítulo 15 - Capítulo 15

- La la la la la la Prince tá namorando...

- Me dá meu celular agora!.

Gritou Prince com raiva.

- Não, eu não quero que você namore, você é meu irmão!.

- Paris, me dá meu celular!.

- Não.

- Me dá meu celular agora!.

- Não!.

Prince se levantou e Michael tentou separar mas não estava conseguindo.

- Ei, parem os dois!.

Paris corria de um lado para o outro com o celular do irmão quando tropeçou e deixou o IPhone cair no chão, o celular se esparifou em pedacinhos e Michael preveu o fim da relação saudável dos filhos mais velhos quando Prince disse.

-Sua fofoqueira idiota!.

- Não sou idiota!.

- É sim,eu odeio você!.

- Eu também odeio você!.

- Eu merecia uma irmã melhor sabia?, por isso que eu prefiro a Becky do que você!.

- Eu não ouvi isso seu cabeça de maçã podre!.

- Pode crer que sim, Sininho coisa nenhuma, você a Tinker Bell da asa quebrada! 

Paris subiu para o quarto enquanto Prince subiu para o dele.

Michael bufou e olhou para os menores na mesa enquanto encostava o corpo na pilastra suspirando de cançaso.

Deu um discreto sorrisinho quando viu os filhos interagindo do jeito deles.

Becky era uma menina muito tímida e Blanket não gostava de falar muito mas era agitado e corria pela casa feito louco.

Os dois irmãozinhos brincavam de dar comida um para o outro, ambos tinham a boca roxa de suco de uva.

Becky tinha um dente da frente faltando enquanto Blanket tinha dois de trás.

Michael deu uma gargalhada quando ouviu a expressão " Paris e Prince são dois bunda de macaco rosa" Vindo de Blanket.

Depois do almoço os menores foram montar quebra-cabeças, enquanto estavam distraídos Michael subiu para tentar fazer os maiores se entenderem e ao chegar perto do quarto de Paris viu pela frechinha aberta da porta o celular dela tocando em cima da cama e a menina de pé olhando para o celular tocando balançando as pernas de agonia e ruía as unhas.

O homem entrou devagar e disse.

- Não vai atender?.

Paris sorriu fraco, suspirou e se sentou na cama colocando as mão sobre a cabeça e logo apontou para o celular dizendo.

- Eu não pedi para ser filha dela, não quero mais nenhum contato com ela  e ela sabe disso e fica me ligando a todo tempo!.

Michael sentou ao lado filha e perguntou.

- Ainda te machuca oque ela disse naquela entrevista?.

A menina fechou os olhos enquanto afirmava com a cabeça, Michael sentou ao lado da filha e lhe acariciou os cabelos.

Logo perguntou a filha.

- Você realmente tem dúvidas sobre oque ela falou?.

A menina afirmou com a cabeça e olhou para os pés deixando uma lágrima escapar de seus olhos.

Michael puxou a pré adolescente para seu colo e a abraçou bem forte e lhe acariciava os cabelos enquanto   cantarolava uma canção que dizia.

" Aos olhos do pai, você é uma obra prima que Deus planejou...com suas próprias mãos pintou, a cor da sua pele...os seus cabelos desenhou, cada detalhe...com um toque de amor, você é linda demais, perfeita aos olhos do pai..."

Quando terminou a canção Michael disse bem baixo e suave.

- O sangue não importa, oque importa é o coração, mas se fazer o teste de DNA vai te deixar melhor, podemos fazer! 

- Eu estou bem com você pai, é se for verdade da Debby, é realmente ela não ter conseguido engravidar de você é ela procurou outro homem e fingiu que o filho era seu?, você não vai mais querer ser o meu pai não é?.

Michael suspirou e disse.

- Eu me Recordo de ter dito que o sangue não importa, oque importa é o coração Sininho, independentemente do resultado eu sou o seu pai, seus pai que te ama muito! .

- Então eu quero fazer papai!.

- Está bem, pode me dar seu celular para quando ela ligar novamente eu atender?.

- Com prazer!.

- Ah!, Sininho, não foi nada educado oque você falou pro Prince mais cedo!.

- Eu sei, eu estava com raiva papai!.

- A raiva já passou certo?.

- Certo!.

- Então...vá até ele é peça desculpas!.

- Está bem!.

- Quer que eu vá com você?.

- Sim!.

Os dois foram para o quarto de Prince.

O menino estava deitado cantando de olhos fechados enquanto ouvia música no fone bem alto.

Michael tirou o fone do ouvido do filho e se sentou na cama e disse.

- Não foi nada educado oque vocês falaram um para o outro certo?.

O menino assentiu bagunçando os cabelos, antes de Michael dizer alguma coisa Prince levantou e abraçou a irmã dizendo.

- Me desculpe, eu te amo Paris!.

- Desculpe por quebrar o seu celular! 

- Tudo bem, já passou maninha!.

Michael se levantou e colocou uma mão no ombro de Paris e outra no de Prince e disse.

- Estou orgulhoso de vocês, é bom saber que vocês tem a consciência que brigar e normal e perdoar e primordial!.










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...