História A Quinta Marota - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Lílian Evans, Pedro Pettigrew, Personagens Originais, Remo Lupin, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Tags A Irmã De James Potter, A Quinta Marota, Harry Potter, Hogwarts, James Potter, Lilían Evans, Os Marotos, Remo Lupin, Remus Lupin, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Exibições 227
Palavras 1.289
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EU JURO SOLENEMENTE QUE NÃO PRETENDO FAZER NADA DE BOM
OLÁ PESSOAS
Desculpa a demora para postar o capítulo (2 semanas), mas estou sem tempo para escrever e venho escrevendo aos poucos os capítulos
SEM DEMORA, UM NOVO CAPÍTULO
COMENTEM
MALFEITO FEITO

Capítulo 15 - A verdade


Elizabeth P.O.V

Peguei o mapa na mão do James e fui para o meu dormitório, tinha que descobrir como usar

- Tudo bem... – apontei a varinha para o mapa – Eu juro solenemente que não pretendo fazer nada de bom

Começou a aparecer rabiscos que logo se transformaram em letras, logo depois surgiu a frase “ Os Srs. Aluado, Rabicho, Almofadinhas e Pontas e a Srta. Foxy apresentam O mapa do maroto”

- Isso é incrível – falei – vamos ver o temos aqui... – comecei a procurar qualquer pessoa aleatória no mapa, até que um aglomerado de pessoas me chamou atenção – O que o Peter está fazendo junto do Malfoy? E por que o Régulos está junto?

Tirei esses pensamentos da cabeça, não deve ser nada.... Eu espero

[...]

Acordei decidida a falar com o Régulos... queria saber o que ele estava fazendo com o Malfoy, todos sabem que ele está envolvido com um novo bruxo das trevas

- Bom dia – falei ao me aproximar da mesa da Sonserina – Rég, posso falar com você?

- Claro – ele se levantou

Saímos do salão comunal e nos sentamos em um banco

- O que quer falar? – Ele disse no tom fofo de sempre

- Rég, eu não vou mentir e vou direto ao ponto – falei – o que você estava fazendo com o Malfoy ontem?

Ele perdeu a cor

- Co.…como...voc.…Como você sabe disso? – Ele gaguejou

- Digamos que nós, marotos, sabemos de tudo – dei um pouco de humor

- Não foi... nada demais – ele falou – ele queria saber sobre uma atividade do Prof. Flitwick

- Mas ele é um ano mais velho que você – falei, aquilo estava cheirando a mentira

- Eu sou muito bom em feitiços, mas não vamos falar de mim – ele disse – como você está? – Ele mudou de assunto

- Muito bem, sinto que a qualquer momento posso me lembrar de alguma coisa

- Interessante – ele disse se aproximando de mim e me beijando

Mais uma vez, não senti absolutamente nada

- O que vai fazer de tarde? – Ele falou

- Vou ficar com os marotos.... Estou tentando voltar à ativa – ri

- Por que você insiste em ficar com eles?

- Eles são meus amigos

- Não – ele falou – eles são amigos do seu irmão

- Como assim? – Perguntei, confusa

- Bom, antes de você perder a memória – ele contou – você e os marotos não se davam nada bem

- Mais....Por que tem meu nome no mapa? – Estava confusa

- Não é obvio? – neguei – seu irmão fez eles aceitarem colocar seu nome no mapa

Ainda estava confusa

- Olha... Você é bonita, eles usavam isso para conseguir aprontar com os garotos da Sonserina sem levar tantas broncas

Senti lágrimas nos olhos

- Eles.... Eles não gostam de mim?

Ele negou e comecei a chorar no ombro dele

- O que você está colocando na cabeça dela? – Ouvi uma voz

- Snape, o que faz aqui? – Rég disse – a sala de poções é do outro lado

- Não vou para a aula de poções – ele disse – vim pegar a Liz....Precisamos conversar

- Se não percebeu, ela está triste – Rég se levantou

Eu observava tudo com um tom de confusão

- Vem Liz, precisamos conversar – Severo me puxou pelo braço

Andamos um pouco sem trocar uma palavra. Eu estava com o rosto cheio de lágrimas... Como assim eu e os marotos não somos amigos? E o James... Pensei que seriamos amigos em Hogwarts... Parece que eu me enganei

- Não chora Liz – Severo parou de andar

- Como não? – falei chorando – Eu esqueci a memória e tudo que eu pensava ser verdade, não é

- Liz... – Ele falou – Não acredito que vou fazer isso – ele bufou

- Isso o que?

- O Régulos está mentindo para você – ele falou um pouco rápido – Você e os marotos eram melhores amigos e ele não é seu namorado

- Como assim Sev – ri um pouco – isso não é verdade

- Liz, você é uma das minhas melhores amigas e.... Mesmo que o Dumbledore não queria que eu te conte... Você merece saber a verdade – ele falou – Eu sei que você tinha uma queda pelo Lupin e você é a única pessoa que sabe que eu... – ele sussurrou – gosto da Lily

- Acho que são.... Muitas informações para mim de uma só vez – falei

Estava me sentindo um pouco tonta e do nada, lembranças vieram em minha mente

FLASHBACK ON

- Aqui, tem só um garoto aqui – James disse entrando na cabine – Oi... Eu e minha irmã podemos sentar com você? O resto do trem está cheio

- Claro... Sentem – respondeu um garoto com a aparência cansada e cheio de cicatrizes

- Obrigado... Liz, aqui – James chamou a irmã e eles se acomodaram na cabine – A propósito, meu nome é James

- Sou Elizabeth... Mas todos me chamam de Liz... Elizabeth é muito sério – disse rindo – e o seu?

- Sou Remus Lupin... Prazer – O garoto respondeu com um singelo sorriso no rosto

[...]

- E agora só precisamos pegar as bombas de bosta – Mexi no bolso das vestes – e jogar

Dei uma boa quantidade para cada um

- No três – disse James – Um, dois... – alguém nos interrompeu

- Quem está aí?

- Droga, é o Filch – Sirius disse

- O que faremos? – Remus estava assustado, ele não era de aprontar

- Jogamos as bombas e corremos – apontei o óbvio

- Tudo bem... – James disse – Três

Jogamos as bombas e saímos correndo em direção ao quadro da mulher gorda “Vou pegar vocês, seus pestinhas” Filch gritava ao fundo

[...]

- Eu gostei do nosso nome – Liz dizia no salão comunal – Os marotos, é um belo nome

[...]

- Bom dia – ele estava sorrindo – O que aconteceu – Ele falou ao perceber o rosto deles com um semblante sério

- Sabemos sobre o seu segredo – James disse

Remus perdeu a cor

- Que... Que segredo?

- Seu... Segredo peludo – Liz disse – sabemos que é um lobisomem

Remus caiu no chão e começou a chorar

- Por favor, não contem para ninguém – ele disse ao meio dos soluços

- Por que está chorando? – Sirius perguntou

- Vocês não vão mais querer andar comigo... Eu sou um monstro

- Remmy, somos seus amigos... Não deixaríamos você – Liz disse enquanto limpava algumas lágrimas do rosto do Remus – E é super legal ter um amigo lobisomem, quer dizer, você pode machucar as pessoas que a gente não gosta – ele riu

- Obrigado

- Por que? – James falou

- Por ficarem do meu lado... Outras pessoas iriam se afastar

- Somos amigos... amigos fazem essas coisas – Liz disse abraçando ele - E vamos te ajudar

[...]

- Muito bem, quando eu contar até três, lancem os feitiços – o professor disse – somente para desarmar – ele frisou a última palavra

Eu e o Sirius fomos para nossas posições e com as varinhas já apontadas, esperamos a contagem do professor

- um, dois, três – ele falou

- EXPELLIARMUS – Sirius gritou, mas não apontou para a minha varinha e sim em minha barriga

Eu saí voando. Sabe aquela raiva que estava quase passando pelo Sirius? Pois é, ela aumentou

- TARANTALLEGRA – Azarei o Sirius, que começou a dançar de um jeito muito engraçado

- Eu disse desarmar, garotos – o professor já estava subindo no “palco” montado para o duelo.

No mesmo momento, Sirius se recuperou e parecia com muita raiva – ele odiava dançar, ainda mais em público.

Pegou a varinha e, sem pensar, lançou o feitiço

- ESTUPEFAÇA – ele gritou e a última coisa que lembro, foi de bater com tudo na parede

[...]

FLASHBACK OFF

Após essa última lembrança, a tontura aumentou e me apoiei na parede

- Liz – Sev me segurou – Droga, eu não devia ter contado isso, você está bem

- Eu to... – Desmaiei

 


Notas Finais


SINHÔ, O SEV CONTOU PARA A LIZ A VERDADE!!!!
COMENTEM

Malfeito Feito


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...