História A Quinta Marota - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Lílian Evans, Pedro Pettigrew, Personagens Originais, Remo Lupin, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Tags A Irmã De James Potter, A Quinta Marota, Harry Potter, Hogwarts, James Potter, Lilían Evans, Os Marotos, Remo Lupin, Remus Lupin, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Exibições 82
Palavras 1.050
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EU JURO SOLENEMENTE QUE NÃO PRETENDO FAZER NADA DE BOM
Olá pessoas! Eu amo os comentários de você, então alimentem meu vicio

O capítulo era para sair amanhã, mas cheguei cedo em casa e resolvi postar logo hoje haha

COMENTEM
Malfeito Feito

Capítulo 21 - Plano em prática


Passei o resto do dia me lamentando pelo ocorrido, meus pais não podem me proibir de namorar com o Remus e me pedirem para me casar com meu melhor amigo

Estava no quarto com todos esses pensamentos me rondando, quando ouvi vozes no andar de baixo e resolvi conferir

- Claro que pode vir para cá, Sirius – James falou

Como assim vir para cá? Sirius? O que ele faz aqui?

Desci mais um andar na escada, ainda não podiam me ver

- Veio em um ótimo momento, querido – minha mãe falou

- Seu quarto será no nosso quarto de hóspedes, pode mudar como quiser – eu pai falou

Cansei de espiar e resolvi descer e fingir que não sabia de nada

- Sirius? – disse ao terminar de descer a escada

- Adivinhe, querida – meu pai falou – Sirius veio morar conosco

Como eu queria ter ouvido errado

- Legal – abracei meu amigo

- Veio num ótimo momento, Sirius – meu pai falou – agora que vocês vão se casar... – Sirius interrompeu meu pai

- Casar? – ele disse

- Sua mãe não lhe contou? – meu pai tornou a falar – estive negociando com seus pais há um tempo para que os dois se casassem, não acho que o Remus seja um bom namorado para minha filha

Lágrimas voltaram a cair e logo tratei de limpá-las

- Desculpe, senhor – Sirius falou – eu não vou obrigar a Liz a se casar comigo e, sinto que o senhor não conhece o Remus, ele é uma ótima pessoa, e realmente ama sua filha

Sorri em agradecimento para o Sirius

Desde a conversa que nós tivemos um tempo atrás, ele entendeu que eu não sentia o mesmo por ele e voltou a ser o Sirius de sempre... Pegador

- Sirius, você não entende – meu pai insistiu – o Remus é um lobisomem

- Eu sei muito bem disso, e tenho plena certeza de que ele nunca tocaria um dedo na Liz – Sirius falou – e minha família só quer que me case com a Liz para continuar com a linhagem sangue puro idiota, foi por isso que vim para cá, não aguentei mais ser chamado de escória

- Você fez bem, Almofadinhas – meu irmão falou pela primeira vez na conversa

- Obrigado por me receberem, se me dão licença, vou guardar minhas coisas – Sirius disse pegando algumas malas do chão – a viagem do largo Grimmauld até aqui foi bem longa – subiu as escadas

Meus pais estavam calados e sorri com isso

- Vou ajudar o Sirius- James disse pegando as malas que restaram – me ajuda, Liz?

- Claro, James – ajudei ele a pegar uma mala e seguimos pelo mesmo caminho que o Sirius tinha feito anteriormente

Seguimos em silêncio até o quarto do Sirius, até que eu finalmente falei

- Isso tem dedo seu, Potter – falei fechando a porta

- Juro que não fiz nada – levantou os braços

- A ideia foi minha – Sirius disse se sentando na cama – não vou te obrigar a se casar comigo, sei que você ama o Remus

Abracei ele

- Você é o melhor amigo do mundo – disse ainda abraçada

- Claro, eu sou Sirius Black – ele disse se gabando – eu sou incrível

- Por que eu fui falar? – ri – se me dão licença, tenho que me arrumar, o Remus vai chegar a qualquer momento – falei saindo do quarto

Ainda pude ouvir o James falar

- Quero que me ajude com um plano

Tenho certeza que ele estava falando sobre o plano de fazer parecer que Remus é o meu príncipe encantado – o que não deixa de ser verdade

[...]

Estava terminando de retocar a maquiagem quando ouvi a campainha tocar. Era o Remus

O plano iria entrar em ação, claro que o Remus não sabia de nada, sei que ele iria se sentir super mal pelo fato de meus pais não apoiarem o nosso namoro e resolvi não contar

Desci as escadas e encontrei o Remus falando com o James e o Sirius

- Remmy – corri para abraça-lo, que retribuiu com a mesma intensidade

- Estava morrendo de saudades – ele falou

- Eu também – falei – vamos adiantar

Era hora de colocar o plano em prática.

O plano era simples. James iria chamar meus pais para fora de casa, dizendo que o céu estava bonito, coisa e tal. Sirius conseguiu convencer o nosso vizinho, que é maior de idade, para fingir que está tentando me roubar. O Remus vai dar uma de herói e todos saem felizes

O que a gente não esperava, era que um ladrão de verdade tentasse nos roubar

- Olá pombinhos – o homem falou

James achava que estava seguindo o plano

- Passa a bolsa – ele puxou

- Larga ela, cara – Remus segurou o pulso do homem

Nunca vi o Remus daquele jeito

A cena seguinte foi seguida de socos e pontapés, tanto de Remus quanto do ladrão

No fim, o ladrão saiu correndo com a mão no rosto, devido aos murros que levou

- E nunca mais ouse tocar nela – Remus gritou – você está bem? – ele perguntou com o tom fofo de sempre

- Graças a você – beijei ele – meu herói

- Minha filha, tudo bem com você? – meu pai veio gritando com minha mãe, o James e o Sirius em seu encalce

- Sim, o Remus me salvou – falei

- Acho que devo um pedido de desculpas... – meu pai falou

Eu e James abrimos a boca num perfeito “O”, meu pai nunca pedia desculpas

- Desculpa minha filha – ele me abraçou – o Remus é o rapaz certo para você

Meu pai apertou a mão do Remmy

- O plano deu certo – James falou

- É... James – Sirius falou – aquilo era um ladrão de verdade

Ele arregalou os olhos

- Como assim? – Sirius apontou para o vizinho que estava quase pronto para agir, mas James fez um sinal com a mão para ele parar

- Remmy, você está sangrando – falei

Ele tinha um corte na boca e na sobrancelha

- Isso não é nada, acredite, já tive piores – ele falou se referindo às cicatrizes das transformações

- Vamos entrar, vou dar um jeito nisso – puxei ele pelo braço

- Mas e nosso jantar? – ele falou

- Remmy, não precisamos ir mais – falei – você salvou minha vida – dei um selinho nele – já ganhei meu presente de aniversário – sorrimos

- Vamos cuidar disso – falei


Notas Finais


Eu quero levar o Remus para casa!!!!!
LINK PARA O GRUPO NO FACEBOOK: https://www.facebook.com/groups/fanficaquintamarota/
COMENTEM

Malfeito Feito


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...