História A Radical Change - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Divergente
Tags Ação, Aventura, Divergente, Romance
Exibições 63
Palavras 902
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meus amores, desculpa a demora, minha vida ta uma correria mas ta aqui um capítulo novinho pra vocês. Espero que gostem. Provavelmente esse ficou pequeno mas ja estou escrevendo outro e amanhã postarei :3

Capítulo 19 - New Sensations


No capítulo anterior...

Antes que eu tenha a chance de falar algo, ele me beija e eu retribuo,sem pensar. Era tão novo e tão… familiar, ao mesmo tempo.

Depois de uns cinco minutos eu me lembro de quem eu sou, de onde estou e o com quem estou. Paro e afasto ele.

Quatro… - digo, tentando recuperar meu fôlego - Você me confunde muito, sabia ?

Eu costumo fazer isso com as pessoas - diz ele brincando - Devo admitir que esse foi melhor que o primeiro.  

Primeiro ? Como assim ?

Antes que eu tenha a oportunidade de perguntar pra ele do que está falando, ouço o sinal tocar. Ele se levanta e estende a mão pra me ajudar, me puxa pra cima com facilidade e acabamos muito próximos, novamente.

Você também não tem nada de indesejável - sussurra ele no meu ouvido, fazendo eu me arrepiar, de novo.

Engraçadinho - retruco, não conseguindo conter meu sorriso

Ele me dá um selinho e se afasta rapidamente, antes que eu tenha tempo de reagir

Até mais tarde, Tris - diz ele, enquanto se afasta, ainda sorrindo pra mim

Ainda abalada com o que aconteceu não percebo o caminho que estou seguindo, até que esbarro em um garoto.

- Ei! Presta atenção! - falo desnorteada

- Calminha aí, você que estava andando sem rumo - fala o garoto

- Desculpa, é a força do hábito - digo tentando identificar onde estou

- Vou desculpar por quê você parece estar perdida - diz sorrindo - Meu nome é Peter - estende a mão

- Tris - aperto sua mão - Onde exatamente eu estou?

- Na entrada do Parque Memorial Jane Addams

- O QUÊ? NO EXTREMO DE CHICAGO?! - me surpreendo - O quão longe fica o Chicago College?

Como eu andei até aqui sem perceber?

Depois eu sou estranha - Meg

Agora não Meg - penso com raiva

- Você tá tipo, bem longe - ele me encara - Você veio andando? - a surpresa é nítida no rosto dele

- Aparentemente sim - falo olhando a hora no celular -  E agora tenho que voltar o mais rápido possível - falo dando meia volta e tentando achar o caminho que eu fiz até aqui

- Ei, espera! Eu também estou indo pra lá. Quer carona?

Que mal pode acontecer se eu pegar carona com alguém que acabei de acontecer?

Está mesmo se perguntando isso? - Meg

Ignoro meus pensamentos e aceito a carona, se ele fosse me matar já teria feito. Bom...Eu acho.

De carro o caminho foi curto. Conversamos o tempo todo e ele me contou algumas coisas: ele também é de Nova Iorque, ele começa suas aulas hoje no Chicago College, a mãe dele é médica e o pai advogado, nossos gostos são parecidos e ele gosta de ler

- Tá brincando né? - falo saindo do carro

- Por quê estaria? - ele me acompanha

- Você não parece ler, na verdade você tem jeito de alguém que nunca abriu nem um livro de receita - falo rindo e seguindo para secretaria

- Nossa pegou pesado - ele faz uma carinha triste o que só me fez rir mais - Não julgue o livro pela capa Tris

- Bom chegamos, acho que você já sabe os procedimentos de um novato. Eu preciso ir, já perdi dois tempos

Antes de entrar na secretaria ele me abraça e me dá um beijo na bochecha.

Nossa já tá com essa intimidade toda? - Meg

Olha aqui a vida é minha não se mete

Eu sou uma parte de você, a vida é minha também e se você não dá um jeito eu tenho que dá né - Meg

Eu tenho que ir num psicólogo urgentemente - penso enquanto vou no meu armário

Depois de guardar minha bolsa e pegar o material necessário para as próximas aulas encontro a Chris no corredor.

- Oi - falo distraída fechando o armário

- Onde você estava? Você sabe que perdeu duas aulas? Por que o Quatro não para de te procurar desde cedo? - pergunta tudo de uma vez

- Bom…- realmente não queria tocar nesse assunto - Eu estava com a cabeça cheia e resolvi dar uma volta

Quando penso que ela vai perguntar mais alguma coisa…

- Tem alguém vindo te ver - ela diz sorrindo

Antes que eu possa me virar pra ver quem é, a pessoa tapou meus olhos

- Quem sou eu? - fala

- A única pessoa que consegue ficar alegre todos os dias pela manhã. Uriah - falo me virando

- Isso mesmo meu amor - fala indo me dar um beijo mas eu viro o rosto e o beijo acaba sendo na bochecha - Tá tudo bem? - sussurra no meu ouvido

- A gente precisa conversar - me afasto um pouco

- Isso nunca é um bom sinal - diz sorrindo, como sempre - Mas acho que já sei do que se trata

- Sabe? - o encaro

- O Quatro não parou de te procurar, eu entendo, agora é só amizade - fala olhando distraidamente para o chão - Tenho que ir pra aula - ele me deu um beijo na testa e saiu andando sem olhar pra trás

Fico encarando enquanto ele se afasta até que percebo a Christina falando:

- Que clima tenso. O que houve?

- Não sei, realmente não sei...


Notas Finais


E aí? Gostaram? Espero que sim. Comentem e favoritem please :3
P.s.: Estou pensando em escrever outra história e aceito sugestões


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...