História A rainbow after the storm - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Daddy, Daddy's Little, Sadomasoquismo
Exibições 34
Palavras 359
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Veio do coração <3

Capítulo 1 - Briga de rua


Fanfic / Fanfiction A rainbow after the storm - Capítulo 1 - Briga de rua

*Lorena narrando*

Acordei na minha caminha improvisada com um cobertor velho que ganhei há um tempo e meus fiéis papelões. Levantei pra mais um dia ruim, nas ruas do Rio de Janeiro. Ajeitei minha blusa que achei na rua também, que ia até meus joelhos. Fui andando, procurando um lugarzinho que talvez, por algum milagre, me desse comida. Achei um bar, com algumas pessoas provavelmente bêbadas ainda da noite anterior e andei até o balcão.

- Tio, pode me dar um pão? - Falei, calma

- Tem comida pra você aqui não - O homem falou, fazendo uma espécie de sanduíche.

Eu ia embora, quando vi ele se distrair e o sanduíche cair no chão. Ele saiu do balcão e andou até o lado de fora.

- Ei, Tio! Dá esse pão pra mim? - Perguntei

Ele olhou pra mim e estendeu a mão com o pão. Fiquei feliz e fui pegar meu café da manhã, mas ele deixou o pão cair no chão, e pisou nele.

- Por que você fez isso? - Perguntei

- Come agora. - riu

- Vai se foder, seu merda! - gritei o empurrando.

Ele me segurou e me jogou no chão. Logo vi um grupinho de pessoas vindo. Achei que elas iam me ajudar, quando só começaram a me bater mais ainda.

*Alan narrando*

Virei a esquina pra ir à cafeteria de sempre. Vi uma certa multidão em frente a um bar, onde geralmente ficavam pessoas bebendo. Era mais um boteco. Parei o carro em frente, devido à minha curiosidade e fui me aproximando da multidão. Havia uma menina pequena, ruiva e suja, que provavelmente vivia nas ruas. Senti uma dor no peito enorme por ela estar apanhando, e afastei as pessoas.

- SAI! DEIXA ELA EM PAZ!

Alguns caras me olharam querendo briga.

- Qual foi? É só uma menina!

  Eles se afastaram e a levantei do chão, com dificuldade. Ela estava muito machucada, principalmente seu rosto, que era muito lindo por sinal, mesmo estando sujo e machucado. Peguei-a em meus braços, já que ela estava desmaiada, provavelmente por ter batido de cabeça. A coloquei deitada no meu banco traseiro e fui para o assento do motorista, acelerando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...