História A rainha, a princesa e a plebeia - Camren - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Fifth Harmony, Jessie J, Katy Perry, Selena Gomez, Shawn Mendes, Taylor Swift
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Jessie J, Katy Perry, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Shawn Mendes, Taylor Swift
Tags Camren, Demally, Norminah
Visualizações 119
Palavras 2.013
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, eu estava revisando o capítulo anterior e quase morri. Tinha tanto erro que eu fiquei pensando "pqp, o que diabos é isso?" ;----;

Capítulo 14 - Lembranças


Um mês depois...

- Allyson, me devolve isso! - Sofia corre atrás da loira na beira do lago enquanto Veronica e Michele se acabam sorrindo das travessuras de Allyson contra sua amiga.

- O que eu fiz para ter amigas loucas assim? - Dinah fala e põe a mão na testa de forma teatral.

- Iihh Jane, se eu fosse você eu daria uma lição nelas. - Michele fala com a cabeça descansada no peito de Veronica e sentada em seu colo, enquanto Veronica estava encostada em uma árvore acariciando os cabelos curtos e macios de Michele.

- Allyson dê o livro de Sofi, agora! - Camila fala autoritária e logo Allyson trava no lugar fazendo Sofia esbarrar nela e fazendo as duas caírem. - Que desastradas. - Suspira acariciando a mão de Lauren.

Todas estavam ali. Allyso, Camila, Lauren, Michele, Sofia, Veronica, Florência, Dinah, Shawn e alguns guardas protegendo as mulheres. Elas tiraram o dia para se divertir entre conversas e brincadeiras. Michele como havia prometido, não iria mais fazer Lauren sofrer, por tanto, ela nunca mais foi lembrar das coisa horríveis que elas fizeram um dia. Lauren também estava se recuperando bem. Voltou a falar, mesmo que tenha dificuldades as vezes, voltou a ter um pouco dos movimentos dos braços. Camila e as outras estavam felizes com aquilo mas Michele ainda tinha receio por Lauren querer ocupar seu lugar no trono, mesmo que para Lauren aquilo não tivesse a menor importância. Lauren mesmo sendo a mais velha sempre soube que era Michele a mais apropriada para ocupar o trono. Lauren não fazia a menor questão por estar acima de todos daquele reino. Ela só queria ser feliz com uma esposa/esposo, ter filhos, ver seus filhos crescerem, envelhecer ao lado de seu amado/amada e morrer sabendo que um dia foi feliz sem medo de amar e ser amada. Mas Michele parecia não entender aquilo as vezes, mesmo que Lauren e Veronica sempre tenham deixado claro que ela viveria no trono por longos anos até sua morte.

- Ally, você... É... Malvada. - Lauren sorriu e falou com dificuldade.

- Não se esforce muito, minha menina. - Florência fala atenciosa ao lado de Camila e Lauren, que estavam sentadas na grama em cima de uma toalha.

- Não estou. - Lauren sorri de canto.

Michele estava olhando para sua irmã admirada por ver ela voltar a sorrir, emecher levemente os braços, mãos, dedos e falar. Coisa que ela não via há mais de cinco anos desde quando elas tinham cinco anos e Lauren caiu de seu cavalo enquanto elas cavalgavam pelo campo. 

FLASHBACK ON

- Ei, Laur, quer apostar uma corrida? - Michele perguntou animada e desafiadora.

- O que a campeã irá ganhar? - Lauren sorri alisando as crinas negras e brilhantes de seu cavalo negro.

- Hum... O trono. - Michele sorri de lado e aperta as rédeas de seu cavalo esperando um "sim" de sua irmã mais velha.

- Você sabe que pra mim estar no poder não importa. Não sabemos se estarei viva até que o rei morra. - Deu de ombros e sorriu olhando os olhos verdes de Michele. - Você vai perder mesmo. - Ela sorri de lado.

- Já! - Michele grita e empurra os calcanhares baterem na barriga de sua égua.

Michele saiu na frente e logo Lauren estava atrás dela. Os cavalos corriam de forma louca e frenética, ofegando e fazendo fumaça sair de suas narinas por causa do vento gélido que fazia naquela noite de um inverno impiedoso. Os coração dos animais estavam iguais aos de suas donas. Acelerados, muito acelerados.

- Quem chegar no carvalho onde nos escondemos, ganha. - Michele fala fazendo seus calcanhares irem até a barriga da égua e chutando de leve mais uma vez e fazendo a égua tentar ir mais rápido. 

Estava escuro, a lua estava escondida atrás das nuvens e a visão delas estavam ruins por conta do escuro e da neblina. O cavalo de Lauren corria feito louco assim como o de Michele e estava começando a ultrapassar a égua quando topa em uma pedra escondida pela neve e caí de forma violenta arremessando Lauren pra longe.

- Lauren!!!! - Michele puxou as rédeas da égua com força fazendo as ferradura da égua deslizaren pela neve até parar. - Lauren, Lauren! - Puxou as rédeas para o lado direito e a égua tratou de virar e correr até perto do corpo desmaiado de Lauren. - Céus! Lauren, Lauren acorda,por favor! - Michele pula de cima da égua já chorando e corre até a imã. - Lauren! Lauren, acorda! - Fala pegando a irmã e a ajeitando em seu colo e dando tapinhas de leve no rosto da irmã. - Lauren... - Ela chora deixando as lágrimas caírem no rosto de Lauren e fecha os olhos com força e abraça a outra com força, sentindo seu coração se destruir aos poucos. Ela olha para animal que estava sonde a neve ofegando de dor. - Você... - Deitou Lauen na neve e pegou sua espada a tirando da bainha e caminhou a passos firmes e rápidos até o cavalo. - Cavalo maldito! - Ergueu a espada e a abaixou de uma vez decapitando o cavalo. O sangue do animal jorrou e pegou nela deixando seu corpo cheio de sangue. Ela voltou até onde a irmã estava e a pegou no colo e subiu com cuidado em cima de sua égua e voltou o mais rápido possível para o castelo. 

- O que aconteceu? - Christophe perguntou indo atrás das irmãs.

- O cavalo de Lauren quebrou o pé e caiu jogando Lauren pra longe. - Fala para o irmão de quinze anos.

- O que? - O rei Michael gritou é correu até as duas. - Chamem o curandeiro Tomlinson! - Gritou para os guadas e eles sairam para cumprir sua ordem.

(...)

- Ela quebrou a perna, um braço e teve um corte na cabeça. - O homem de meia idade falou enquanto seu filho Louis amarrava uma tala na perna de Lauren e passava um gel feito de hortelã que os homens fizeram. - Sugiro que procurem ervas para que ela fique boa mais rápido. Irei passar para vocês comprarem. - Fala anotando em um papel grosso.

- Eu mesma irei comprar amanhã. - Michele fala e seu pai e seu irmão a olham.

Christophe assentiu e saiu para encontrar sua esposa. Sim, ele foi obrigado a se casar com uma nobre com apenas quinze anos. Michael saiu do recinto e foi para seus aposentos e ficar com putas e beber vinho. Michele sentiu um ódio em saber que só ela é Florência ligavam para a irmã. Michele prometeu que iria matar seu irmão e seu pai assim que visse sua irmã boa. Afinal, era Lauren quem lhe ajudava a matar as pessoas que ela tinha na mira.

(...)

No dia seguinte Lauren e uns guardas foram para o mercado e procuraram ervas até uma marcadora chamar atenção de Lauren.

- Essas ervas servem para passar as dores. Quem disse que você irá sentir dor após vir e comprar essas ervas milagrosas? - A velha gritou no meio do mercado sorrindo com seus poucos dentes.

"Lauren deve sentir muita dor." Pensou Michele e foi até a velha.

- Quanto custa uma dessas? - Michele indagou e a velha a olhou assustada e engoliu em seco mas logo tratou de dar um enorme sorriso.

- Minha senhora, é uma honra... -

- Quanto é a maldita erva? - Fala ríspida e cortando o show de bajulação.

- Pra você é de graça, senhora. - A velha sorri e se vira e pega uma erva de folhas negras e sem cheiro algum. - Coloque no chá todas as manhãs. Ela não sentirá dor... Nunca mais. - Ela sorri e entrega as ervas para Michele.

- Obrigada, senhora. - Michele sorri satisfeita.

FLASHBACK OFF

Michele passou a desconfiar daquela erva após alguns anos e ver sua irmã piorar a cada dia. Ela então depois do acontecido repugnante há um mês atrás ela resolvel por um pouco da erva na comida de um dos cães de caça e viu que horas depois ele estava totalmente paralisado. Michele imediatamente mandou prender a velha filha da puta e julgou a velha e a condenou a apedrejamento público. 

 - O que tanto pensa, minha lua e minhas estrelas? - Veronica pergunta beijando a bochecha de Michele a tirando de seus devaneios.

- Na filha de uma puta que fez Lauren ficar paralítica. - Fala respirando fundo e fechando seus punhos.

- Já passou, já passou, meu amor. - Veronica suspira rodeando a cintura de Michele e a aconchegado mais em seu colo e cheirando seus cabelos.

- Sim... Ainda não acredito que ela sofreu mais um estupro. - Fala suspirando.

- Eu também não... - Olha para a amiga que estava com o rosto enterrado no vão do pesco de Camila e ganhava um carinho nas costas.

FLASHBACK ON

Michele andava de um lado pra outro enquanto Veronica brincava com um cachorro no jardim.

- Será se eu pedir pra ela passear comigo ela vai aceitar, Flor? - Indagou Michele agoniada.

- Ela te trata como uma irmã mas... Quem sabe ela te dê uma chance, huh? - Florência sorri mostrando suas rugas e volta a fazer a blusa que ela estava fazendo para Allyson.

- É... Não sei porque disso. - Michele fala emburrada e cruza os braços fazendo um bico.

Florência sorria negando. Ela sabia que o amor de Michele era recíproco, mas ela também sabia que Veronica temia esse amor mis que tudo. Veronica morria de medo do temperamento louco de Michele e sabia os tipos de atrocidades que a mesma poderia fazer.

- Ahh! Eu vou pedir conselhos pra, Lauren. - Fala e corre apressada para a torre de Lauren.

Assim que entrou no último andar da torre viu que os guardas que vigiavam Lauren não estavam em seus posto e logo ficou em alerta. Caminhou lentamente até a porta e segurou o cabo de sua espada apertando o cabo e sentindo seu peito apertar como se ela tivesse sentindo a dor que Lauren estava sentindo.

- Lauren... - Sussurrou e olhou pela fresta da porta e arregalou os olhos e sentiu seu mundo se destruir com a cena a sua frente.

Michael, o rei e pai das gêmeas estava entre as pernas de Lauren e a estuprando feito um animal. Michele sentiu sua boca secar e seu coração parar por um segundo. Michele sentiu seu sangue esquentar dentro de suas veias e seu coração voltar a pulsar de forma violenta em seu perito, sua mão foi direto para o bracelete que ela tinha ganhado de sua irmã, e puxou o pequeno pingente de o puxou fazendo o fio de aço desenrolar até que ficasse longo o suficiente. A morena estava com os olhos escuros e a respiração presa ela empurrou a porta sem que ela fizesse barulho e caminhou até ficar de trás do homem gordo e barbudo.

- Desgraçado! - Gritou e levou rapidamente o fio de aço até o pescoço do homem e o puxando pra trás e arrastando para o lado até cortar a garganta do homem. - Filho da puta! - Pegou a sua espada e chutou o homem gordo o fazendo cair no chão. - Como ousa? - Gritou dando chutes na barriga do homem. Ela começo a enfiar a espada nos braços e pernas do homem. - Como pôde enfiar esse seu pau na minha irmã? Sua filha! - Fala cortando fora o pênis do homem o fazendo gritar e jorrar sangue por sua garganta. - Você vai provar do seu próprio veneno... Ou melhor dizendo, pau. - Fala pegando o membro e o enfiando na boca do homem o fazendo se engasgar. Lauren levantou a espada e enfiou várias vezes na barriga do homem e por fim, depositou o homem. Ela se virou para Lauren e vou sua irmã na cama chorando silenciosamente. - Laur... - Correu até a irmã e a abraçou forte.

FLASHBACK OFF

- Lauren não vai mais sofrer... Ela agora me parece feliz. - Michele fala vendo Lauren sorrir enquanto Dinah finge ver o seu futuro.

- Ela está sim... - Veronica sorri. - Sir Valentino ter ficado doente naqueles dias foi uma merda. - 

- Sim... -





Notas Finais


Desculpem os erros. Depois eu corrijo.

Está aí uma grande revelação. Como algumas falaram: era o chá que fazia a Lauren ficar daquele jeito.
Falaram sobre o primeiro homem que tinha molestado a Lauren e está aí resposta.
Mas ainda não vai ser o final feliz delas. Claro que não, né?! Ainda tem muita coisa pra acontecer...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...