História A Rainha do tempo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida, Legends of Tomorrow, Os Vingadores (The Avengers), Supergirl, The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Bruce Wayne (Batman), Cisco Ramon, Coringa (Jack Napier), Dr. Martin Stein, Dra. Caitlin Snow, Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Kendra Saunders (Mulher-Gavião), Leonard Snart (Capitão Frio), Mick Rory (Onda Térmica), Personagens Originais, Ray Palmer, Richard "Rip" Hunter
Tags Blair A Rainha Do Tempo, Morte, Nova História, Personagem Original, Romance, Vilania
Exibições 7
Palavras 934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Super Power, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente!
Cheguey! Com mais um capítulo!

Digam o que estão achando,ajuda e muito viu.


Tenham uma boa leitura!

Capítulo 5 - Mais um objeto


Fanfic / Fanfiction A Rainha do tempo - Capítulo 5 - Mais um objeto

“Eu sou maior do que o meu corpo

Eu sou mais fria do que esta casa

Eu sou mais cruel que meus demônios

Eu sou maior do que estes ossos” – Control-Halsey

 

P.O.V Blair

 

 Desci da  vã e olhei em volta. Parecia um bairro de gente  rica.  Coringa deve gostar  de bastante luxo.   È muito bom ter ele  como  aliado.  Sim, o  Coringa é  nosso aliado,afinal é melhor  ter  bastante aliados poderosos,com tudo os outros  não sabiam.O  chato  Flag começou a tagarelar  o plano de ataque e tudo mais. e eu fingia estar prestando atenção.

 

 

Quando,ele finalmente acabou,nós   invadimos  a mansão sem muito alarde, o que em desapontou,pois se  um deles  morressem baleados , seria  um a menos para eliminar depois.Mas,nem precisei   fazer nada para me atrapalhar. Os idiotas  fizeram isso sozinhos.

 

 

-  E quem te  botou no comando pistoleiro! – Gritou   Bumerangue.

 

 

 

- Cala essa maldita boca,quero terminar a missão,sem ter  que  salvar sua  bunda. – Retrucou frio.

 

 

 

E tive que me segurar  para não rir.Então,me lembrei que ninguém  me  impedia de rir,então não prendi mais  o riso. 

 

 

-  Hey,vocês,mantenham a linha! – Disse Rick chato Flag.

 

 

Mas, já era tarde demais, alguns capangas  do Joker apareceram e começaram a atirar. Enquanto, todos  buscavam abrigo para  não serem baleados. Eu só ergui a mão e  fiz  um círculo protetor ao meu redor.   Olhei todos os presentes  com tédio e dei um sorriso convencido.   Uso um de meus poderes favoritos. O salto temporal. No salto temporal eu salto o tempo a  alguns minutos  ou segundos,vulgarmente  falando tenho super velocidade. Acerto  quatro capangas  com as  minhas  adagas  afiadas que  arremessei no coração de cada um deles.   O restante  o grupo matou.

 

 

- Nossa! Até que  você não é tão inútil.  – Comentou Rick impressionado.

 

 

- Eu sei Flag! Sou demais!-  Digo me  gabando.

 

 

 

- Para de se gabar! – Reclamou Flag.

 

- Não, estou muito  afim! – Retruquei  e   segui o pistoleiro que  já havia   começado a andar.Por falar nele,irei tentar recrutá-lo no  tempo certo.

 

 

Continuamos, andando pelo salão. Eu só espero que o Coringa tenha  cumprido  o nosso acordo.  Logo, paramos de frente para  uma grande sala.Alguns capangas do Coringa tentaram nos abordar   mas, nos demos um jeito nisso. Logo encontramos a Arlequina.   Rick a  prende  com uma camisa de força,contudo eu sabia que ela iria cooperar.  Afinal, ela também sabia do  meu acordo como Coringa.Esses acordo foi feito por Cassey,já  que  estava presa  na ocasião. Mas  o chamo de  meu pois foi eu que  mandei ela fazer. 

 

 

Depois disso, saímos da mansão  e   todos  embarcamos  no carro.    Rick olha  Arlerquina atentamente   começa a dizer o planejamento da missão.  Enquanto isso, eu fico avaliando minha coroa  que eu havia retirado de minha cabeça. Minha  doce coroa de rainha.Minha marca  ou pelo menos  uma delas.  E  pensar que  minha ganância  e maldade tinham ficado adormecidas enquanto eu estava longe de Future Gold ou Midway.Mas,minha cidade será  construída e depois eu ganharei o pais.Depois o  continente e  mais tarde o mundo. Por que não pensar alto? Eu  posso chegar  no topo,eu controlo  o tempo.  A energia temporal que eu tanto temia e  que  eu dizia  ser  ruim para mim,é  meu grande trunfo. Eu não sou mais  uma garotinha órfã! Eu sou um projeto. Eu sempre fui um projeto.   Um projeto criado para o mal.Uma  rainha  criada para ser tirana. Um monstro criado em um laboratório e que foi   solto no mundo para matar e destruir. E  o pior  é que eu me acostumei a gostar disso.

 

 

- Não acha  que está a muito tempo calada,docinho.  – Diz  Bumerangue me despertando dos meus  pensamentos.

 

 

-  Uma mulher  bonita  por acaso não pode pensar? – Indago erguendo as sobrancelhas.  – Beleza não é sinônimo  de  burrice.

 

 

- Calminha!Não precisa  dar ataque feminista! Só comentei mesmo.  – Disse  Bumerangue erguendo os braços em sinal de rendição.

 

 

- Alguém já lha disse que você fica  mais bonito calado?  - pergunto revirando os olhos.

 

 

 

- Estou incomodando a princesa... – Diz Debochado. 

 

 

- EU sou  uma rainha,seu ignorante! Não princesa!  - Digo com raiva.

 

 

- Dá na mesma – Ele deu de ombros.

 

 

-  Não é  não! Rainha  manda em tudo,governa todos e  princesa  tem somente a metade desse  poder! – Expliquei.

 

 

- Toda  Rainha precisa de  um rei.  – Falou Bumerangue.

 

 

- Em meu caso eu não preciso de  ninguém!Não preciso de um rei,pois eu não vou dividr  nada  com  ninguém.Tudo que  é  meu, é  meu e  de mais  ninguém.  – Eu me  viro para  olhar  no fundo de seus olhos. – E não é você   e nem ninguém que irá  mudar isso!

 

 

- Quem disse  que eu quero ser seu rei? – Indaga tentando escapar do fora que levou.

 

 

- Não precisa meu querido. – Neguei.  – Você  deixou isso bem claro,com esse teu papinho doce.   – Digo  revirando os olhos.  Eu me aproximo discretamente de sue  ouvido.  -  Não se preocupe querido, não preciso  de um rei,mas ás vezes eu preciso de alguém que  me faça  delirar. – Sussurro em seu ouvido.

 

 

 

- Isso seria  ótimo.  E eu tenho certeza de  que posso te fazer delirar.  – Sussurra de  volta.

 

 

 

 

Dou uma risadinha e   volto a ficar quieta.

 

 

 

Se tem  uma coisa que eu adoro,fazer é  usar as pessoas. Aproveitar-me  delas até  o limite  e  depois descartá-las   como se não fossem nada. Se eles  não eram da minha família de meta-humanos, então não eram nada. Somente futuros  súditos e escravos de  meu poder e prazeres. E  Bumerangue seria  mais um na minha extensa  lista de  objetos.   Como eu  citei antes, eu sou um monstro criado num laboratório e que foi solto no mundo  matar e destruir e  eu já me acostumei com isso e tenho medo de gostar ainda mais disso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Muitos beijos e abraços <3
Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...