História A Rainha Dourada - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Cersei Lannister, Jaime Lannister, Lyanna Stark, Rhaegar Targaryen
Tags Cersei, Jaiana, Jaime, Jon, Lannister, Lyaime, Lyanna, Rhaegar, Ship, Snow, Targaryen
Visualizações 45
Palavras 1.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


acho importante falar que Jaime também terá um desdobramento, e que vcs podem esperar um plot legal pra ele tbm

Capítulo 15 - Jaime Lannister


Faziam quase duas semanas desde o dia que fugira das celas, Lyanna cumprira o prometido e o homem que lhe libertara, ainda trouxera algum dinheiro, que já estava quase acabando, dormir e comer em tavernas era bem mais caro do que faziam parecer, e como ele não podia se dar ao luxo de permanecer em algum lugar por muito tempo, precisava de muito mais, por isso depois de muito pensar decidiu que lutaria no torneio, como um cavaleiro misterioso obviamente, mas não podia perder a oportunidade de ganhar os duzentos dragões de ouro.
Usou o resto de seus cobres para a inscrição , e sem nunca tirar o capacete da armadura, respondeu as perguntas do homem roliço :
— Seu nome senhor?- "merda" praguejou mentalmente.Não tinha pensado na porcaria de um nome, o homem percebeu a demora da resposta e disse com sarcasmo - Sem nome, sem Lutas.
— Me chamo Kevan, Senhor...Kevan Rivers -respondeu rapidamente juntando o nome de seu tio, e um sobrenome de bastardo, recebeu de volta um olhar desconfiado.
— Essa armadura parece boa demais para um bastardo - disse secamente.
— Foi a única coisa que meu pai me deixou - a mentira veio fácil.
— Se assim o diz...Participará do corpo a corpo ou das justas? - Controlou sua língua para perguntar se ele estava vendo algum cavalo, se o tivesse poderia tentar a sorte, mas tinha a sorte de ainda ter suas duas mãos, e a cabeça em cima dos ombros.
— Corpo a corpo - Respondeu somente.
— Se dirija ao pátio, e veja contra quem será sua primeira luta - instruiu sem o olhar e pegando as moedas do próximo participante.
No pátio pode ver todos os grandes senhores sentados lado a lado,passou os olhos por toda a bancada, seu pai, os irmãos de Lyanna, os Arryn, de cada lugar dos Sete Reinos havia alguém, viu também Lorde Selwyn de Tarth embora sua filha com quem Jaime poderia ter se casado ao invés de escolher Lyanna não estivesse ao seu lado.
Algumas pessoas começaram a se levantar, e Jaime soube mesmo antes de ver que o Rei havia chegado, muitas vezes pensou no que haveria acontecido após sua fuga, porém não estava preparado para o que viu.
— Sua Graça, Rhaegar Targaryen, Rei dos Ândalos e dos Roinares, e a Rainha Lyanna - o arauto anunciou, cada palavra foi como uma faca a atravessar seu estômago.
Lyanna era agora a Rainha dos Sete Reinos, o que significava que sua irmã estava morta, provavelmente decapitada no Septo de Baelor, teve vontade de atravessar a distância que os separava e enfiar a espada em sua garganta, mesmo que fosse morto depois disso, apesar de tudo Cersei não merecia esse fim, não tanto quanto a própria Lyanna.
Á muito custo controlou suas emoções, as lutas já começavam e sua raiva deveria ser descontada no oponente que enfrentasse.

O leão viu que as lutas seriam simultâneas, e que haveriam pelo menos três lutas por vez, Robert Baratheon, Barristam Selmy, e Sor Arthur Dayne foram os campeões dos primeiros combates, e então chegara sua vez. Com todas as emoções daquele dia nem ao menos se preocupara em descobrir seu adversário.
— Kevan Rivers enfrentará Sor Jorah da Casa Mormont.
"Que ótimo!" a primeira luta contra um nortenho, sua sorte parecia ter o abandonado.
Se puseram em suas posições, o homem á sua frente parecia um bom lutador, porém era lento, e quando o Urso investiu contra ele, conseguiu se esquivar e o ferir nas costas,o que o deixou furioso, e fez com que para revidar erguesse a espada displicentemente contra Jaime, que pode se defender com sua própria espada, desferiram muitos golpes um contra o outro sem encontrar uma brecha, em que pudesse vencê-lo.
Porém para sua surpresa o nortenho parceia estar se cansando, ao passo que ele cada vez mais furioso, queria apenas sentir o sangue do cavaleiro, investiu rapidamente, o empurrando para trás com os golpes de sua espada, derrubando-o, encostou a espada em seu pescoço enquanto o arauto o declarava vencedor.Nesse momento não conseguiu resistir o ímpeto, e olhou de relance para onde estava sua esposa, afinal, mesmo com todos acontecimentos ela era sua perante os Deuses,a loba parecia brava, talvez pelo fato de um bastardo ter vencido alguém que veio de perto das suas terras.
Se sentiu um pouco melhor por ter vencido, mas essa não era nem metade do que teria que fazer se quisesse o prêmio final.
Saiu da arena , tentando se concentrar na sua próxima luta, e de forma alguma olhar novamente para onde estava o Rei.
— Foi uma luta difícil- ouviu um cavaleiro comentar, se postou ao lado dele talvez a conversa espantasse seus pensamentos, geralmente não era uma pessoa sociável, porém tudo que queria naquele momento era não pensar, notou que o cavaleiro também trazia sua cabeça coberta pelo capacete, impedindo que soubesse quem era.
— Nem tanto - mentiu.
O Homem deu de ombros, como se não importasse o que ele dizia.
— O Cavaleiro Azul enfrentará Wyllas Waters.- ouviu anunciar, ao mesmo tempo que o misterioso homem que falara com ele se dirigia para luta.

Observou atento a luta,mas era um esforço considerável pois seus olhos teimavam em se desviar a mulher que havia sido sua esposa.

Embora estivesse um tanto distante, podia perceber seu semblante carregado, provavelmente não era bom em interpretá-la, já que no tempo que estiveram juntos ela amou outro em segredo, mas gostava de pensar que um dia ela se arrependeria do que fez.

Por vezes chegou a pensar o que ela faria se descobrisse que era ele ali, no mesmo lugar que ela, será que se posicionaria ao lado dele?Será que defenderia o antigo marido, pedindo o favor do Rei?

Jaime sabia que suas conjecturas eram todas ilusões, Lyanna fizera sua escolha e não fora ele, por mais que doesse ainda, a traição e as mentiras, não conseguiram matar o que ele sentia por ela. Porém aquilo teria que mudar, perdera sua irmã , provavelmente sua filha, por causa daquela mulher, e teria que esquecê-la, não importa o que custasse.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...