História A Rainha Dourada - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Cersei Lannister, Jaime Lannister, Lyanna Stark, Rhaegar Targaryen
Tags Cersei, Jaiana, Jaime, Jon, Lannister, Lyaime, Lyanna, Rhaegar, Ship, Snow, Targaryen
Visualizações 42
Palavras 1.173
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigado a todos que comentaram fiquei muito feliz!

Capítulo 7 - Cersei Targaryen


Seu bebê já começava a mexer-se dentro de seu ventre, e queria acreditar que fosse um belo e forte menino,  em seu íntimo receava que fosse uma menina, ela que sempre quisera ter o poder e regalias dos homens, abominava a idéia de parir uma menina.
Uma menina que seria subjugada durante toda sua vida.
Ouviu alguém abrir a porta,o que a tirou de seus devaneios, já se preparava para insultar a maldita criada que não a consultara sobre quem poderia, ou não, deixar entrar, mas viu que era seu irmão.
—Jaime... - Correu até ele feliz que tivesse vindo,desde que ficara grávida, tinham se encontrado raras vezes, e na última ele nem mesmo quisera a tocar, sabia que era culpa da estúpida Stark, a garota era ínsipida e dura como ferro, nem ao menos sabia morrer.
— Estou tentando me convencer de que estou errado- ele disse contendo sua raiva- e realmente não quero acreditar- ele a segurou nos braços forçando para que ela o encarasse -Você tentou matá-la?- sua expressão era um misto de ódio e incredulidade
Sabia que não conseguiria mentir ao seu gêmeo olhando para seus olhos, eles eram muito unidos para isso, desde o feto tinham sido um, então se soltou virando o rosto .
— Não sei do que está falando!- mentiu.
—Acha que sou algum idiota?Eu mesmo percebi os olhares que seu marido lança á ela!- ele falou cuspindo as palavras- E já que não consegue mais encantá-lo , pretende resolver isso se livrando da garota que eu escolhi para me casar?

Teve vontade de esbofeteá-lo,como ousava dizer que Rhaegar estaria encantado por aquela nortenha,como ele ousava dizer na frente dela que escolhera Lyanna para se casar? E de forma tão protetora? Se conteve em fazer um escândalo, apenas por saber que perderia o de vez se o fizesse decidiu contar a verdade, ele deveria saber com quem estavam lidando, não deixaria aquela cadela conseguir o que queria, sem lutar.
—Sim, tentei me livrar da vadia Stark, mas fiz isso por amor, por nós, ela o enfeitiçou –odiava aquela vadiazinha ,  colocou as mãos dele sobre seu ventre dando sua cartada final -  esse filho é seu, é nosso...É o fruto de nosso amor, é um Lannister.- Na verdade não tinha certeza alguma, de quem poderia ser o pai, deitava-se constantemente com Rhaegar, e estava afastada de Jaime á algum tempo, mas pela época que acreditava ter concebido o filho, poderia ser tanto de um quanto de outro.
Jaime a olhou no fundo dos olhos,podia ver que tinha o desarmado, , sinceramente tocado com a revelação, ele perguntou:
— Como pode saber?Como pode ter certeza? - sabia que não seria fácil enganá-lo, mas sempre fora a mais esperta.

— Eu sei!Uma mulher sempre sabe dessas coisas,e além disso fiquei alguns dias sem me deitar com meu marido, e nesses dias fui ter com você- mentiu, pois Rhaegar a tomava todos os dias mesmo com a gravidez avançada.
Aproximou-se dele, tocando seu rosto carinhosamente. 
—Eu não posso perder você, Não quero te perder,querido, não agora- ela o beijou, e de inicio ele retribuiu então ela avançou beijando seu pescoço e descendo as mãos até seu membro, porém para sua surpresa, Jaime a rejeitou.
— Não quero! Não podemos fazer isso aqui, se fossemos descobertos Lya nunca me aceitaria, isso está errado.- lentamente a compreensão de que estava sendo rejeitada a acometeu,aquilo era mais do que ela podia aceitar então em um impulso desferiu um tapa em seu rosto.
— Como ousa? Vá se foder!Eu sempre estive aqui para você, mesmo arriscando meu casamento e minha cabeça sempre fui sua, e em um momento como esse vem se queixar de sua futura mulherzinha?Você deveria usar saias e eu calças!Vá embora!Vê se consegue arrancar alguma coisa de sua donzela fria, enquanto eu me deito com o fogo do dragão!Seu idiota!- Ela esbravejou.
— Sim , eu irei , e estou de olho em você não pense que estará a salvo se fizer mal a Lyanna de novo.-ameaçou, Cersei atirou um vaso em sua cabeça,mas apenas acertou a parede.
Ao ficar sozinha deixou sua lágrimas rolarem, os hormônios da gravidez tinham deixado a emotiva, e ver seu irmão perdido pela garota Stark, fazia seu sangue ferver.Tinha que planejar algo para se livrar dela sem deixar rastros, ametistas de Asshai ou algum veneno que não deixasse rastro, adoraria ver seu irmão rastejando de volta para ela quando tivesse que casar com Lysa Tully.A idéia de tentar envenená-la se fixou em sua mente de tal forma que decidiu ir ter com Meistre Pycelle, saiu de seu quarto , e desceu as escadas, passando pela sala do trono, pode ouvir o Rei gritando:
— Queimem!Queimem todos!Queime toda a Baixada das Pulgas!
Ela se apressou em chegar ao seu destino,antes que fosse a próxima vitima da loucura do sogro, passava pelo pátio quando viu seu príncipe correr em sua direção.
— Cersei, que bom que te encontrei!- beijou sua testa, e a barriga onde crescia seu herdeiro– devemos visitar Lyanna,ela está um pouco melhor, porém nossa ausência é notada.
Assentiu dando o braço á ele, era um bom sinal que não quisesse vê-la sozinho.
— Teremos que adiar o casamento- ele comentou-ela não pode se casar com a perna quebrada- ela sorriu para si mesma, ao menos uma vitória, a primeira de uma batalha.
Se aproximaram do quarto,  Rhaegar bateu na porta, ao que ouviram a voz de Jaime respondendo que entrassem.
A loba estava deitada, e seu irmão sussurrava algo em seu ouvido que a fez rir.
— Está melhor querida?- a Leoa se adiantou, fingindo uma calma que não sentia, Lyanna a encarou com determinação e algo que beirava a fúria, como se soubesse que o acidente fora a pedido dela.
— Sim, estou me recuperando,as mulheres do norte, são duras como a própria Muralha e não se entregam facilmente. - a encarou em desafio.
— Faço gosto por sua melhora, Senhora Stark-disse o marido sem nunca largar seu braço-Todavia teremos que adiar a cerimônia, não gostaria que a senhora fosse obrigada a mancar até o Septo.- ele disse pesaroso.
— Não quero que adiem o casamento, meu pai virá à cerimônia e pode me conduzir, não há necessidade de esperar.-falou firme.
A certeza em sua voz pegou todos de surpresa, inclusive Jaime que parecia ter sido arrebatado pelos céus, então para piorar a tensão que se instalou, ele a beijou, Cersei sabia que o irmão nunca havia beijado outra mulher que não fosse ela, o ciúme a queimava por dentro, tinha vontade de matá-la ali mesmo, Rhaegar apertava sua mão parecendo incomodado.
— Não é apropriado que beije uma donzela, em seus aposentos , Senhor- o príncipe os interrompeu externando os seus pensamentos .
— Penso que a donzela não está pedindo socorro, Meu Príncipe- Lyanna debochou
— Não,não está - O herdeiro do trono concordou.

Ela suspirou, de repente, parecendo cansada.
— Por favor se não for indelicadeza de minha parte gostaria de descansar ,minha perna ainda dói.-explicou-se.
Os três saíram, a deixando sozinha como havia pedido, sentia uma obsessão descontrolada crescer.
Precisava fazer algo, e muito rápido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...