História A Rainha e o Espelho - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Tags Espelho, Magia, Maldição, Rainha, Rei
Visualizações 8
Palavras 420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção, Mistério, Misticismo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 4 - Capítulo 4


- Onde está o meu fiel empregado? Vocês viram? - O rei de Réussi, Jean, pergunta às camareiras, se referindo ao homem que Monique matou.

- Desculpe, meu rei, mas o corpo dele foi encontrado sem coração na floresta do reino. - Umas das camareiras respondeu a pergunta.

- Oh meu Deus. Já sabem quem fez isso com ele? 

- Não, a pessoa arrancou o coração dele com as mãos. Essa pessoa deve ser muito forte para realizar este tipo de ação.

- Você deve ter razão, desculpe incomodar senhoras.. - O rei era muito gentil. - Vou falar com a rainha, acho que ela foi a última a vê-lo.

O rei subiu as escadarias do palácio e entrou em um quarto, onde encontrou a rainha, e perguntou a ela:

- Você soube o que aconteceu com aquele empregado que mandei falar com você mais cedo? 

- Não. Felizmente, tenho assuntos mais importantes e da minha classe para tratar, não devo se preocupar com esses empregados patéticos. Afinal, sou uma rainha a partir de agora. - Monique veste a coroa de ouro e jóias. - E se eu fosse você, deveria fazer o mesmo.

- Como você ousa, nós não somos melhores do que ninguém. Somos pessoas iguais aos empregados. Nunca mais tente rebaixá-los na minha frente. - O rei Jean engrossou a voz para Monique.

- Você fala sobre igualdade. Engraçado, a mulher que você e os cavaleiros queimaram há alguns anos atrás não era igual a você? - Monique fala, se aproximando de Jean. - Ela foi acusada de bruxaria por mexer com plantas e chás curativos, ela era igual a qualquer trabalhador desse reino miserável. Quando soube dessa mulher, segui o seu exemplo. Quando vesti a coroa e reivindiquei  o trono, passei a ser melhor do que todos, de acordo com a sua ideologia. 

- Você me decepciona, Monique. Você foi escolhida por ser a parente mais próxima da antiga rainha. Espero que seu reinado seja melhor do que sua personalidade e ponto de vista. - Jean abaixa o tom de voz, sabe que essa discussão não levará em nada. 

- Não se preocupe, rei Jean. Vou dar a esse povo a rainha que merecem. Mas fique sabendo de uma coisa, a vida nem sempre é um mar de rosas. - Monique olha para Jean e abre um sorriso soberbo e malicioso.

O rei Jean olha para a rainha. O que ela tinha de beleza, tinha de maldade. Ele saiu do quarto e foi para seus aposentos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...