História A realidade da minha vida - Capítulo 18


Escrita por: ~ e ~JuSantos_Cherry

Postado
Categorias Carrossel
Tags Outros Casais, Paulicia
Exibições 253
Palavras 3.064
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello Hello povinho lindo ! Desculpa pela minha ausência ! Eu tive algumas coisas aqui pessoais mas enfim .. Agora eu tão de FÉRIAS , ó pensa numa palavra linda cara !
A partir do próximo vou começar a colocar as roupas dos personagens ! 😂😂❤️❤️ muita gente pediu então ...
Espero que gostem ❤️😊

Capítulo 18 - "Quero ser uma pessoa boa.."


Pov’s Paulo 
Quando estava prestes a beijá-la , ela desmaia e cai sob meus braços... Se eu me desesperei ??!!! Claro que sim !!! 
- Alicia por favor não faz isso comigo !! Acorda - digo quase chorando, corro para a porta e começo a gritar por ajuda - ALGUÉM POR FAVOR !!!!
Depois de um tempo percebo que alguém está abrindo a porta e era a Graça .
- Oxi menino o que ..
- Olha Graça isso é uma longa história ela desmaiou é preciso levar ela para a enfermaria 
- Claro ... Mas depois vc vai explica tudo viu bichin!
- Tá - eu peguei ela no colo e a levei para enfermaria muita gente me olhou como se eu estivesse fazendo algo de errado , mas não liguei , pois o que mais me importava naquele momento era ela ... Pq ela havia desmaiado ??!!! Eu honestamente não sei ! 
Com as costas empurrei a porta e entrei na enfermaria .
- Maisa...
- O que aconteceu com ela?!
- Eu não sei ela simplesmente desmaiou e eu..- Não consegui terminar a frase porque lágrimas já estavam presentes em meu rosto , e quando mais eu me desesperava mais eu tinha vontade de chorar .
- Calma menino a sua namorada vai ficar bem .. - ela diz e eu a olho . QUE ??!! Ela disse namorada ??!!! Ah... Foi em poucos instantes que eu me lembrei da minha pequena mentira que eu havia lhe contado .
- É tomara.. - digo sento ao lado dela e não sabia o que realmente eu estava fazendo mas eu peguei a sua mão e a beijei . Fiquei a encarando depois disso Maisa analisou Alicia e avisou que ela acordaria daqui a pouco , que eu não me preocupasse e fosse para casa que ela precisa conversar a sós com a aluna , no caso , a Alicia.
Não queria sair dali , mas se eu não fosse ela ia chamar Deus e o mundo para me buscar .. Ela pode até ser minha amiga , mas pensa em uma pessoa certinha demais ! É exatamente ela.
Mas já disse que não obedeço as regras ??!! Então .. Eu fiquei atrás da porta esperando pela famosa conversa entre a enfermeira e a Alicia . Eu necessitava saber o que estava acontecendo com ela e eu tenho certeza que não me diria nada de jeito nenhum , do jeito que é teimosa !
- Ai.. O que estou fazendo aqui.. O que está acontecendo ?! - escutei Alicia acordar um pouco digamos perdida .
- Calma ... Vc desmaiou e o seu namorado trouxe vc aqui ?! - diz Maisa e eu claro que queria ver a reação da Alicia.
- Err.... - ela ficou com cara de confusa mas depois abaixou a cabeça e sorriu - E cadê ele ?! 
- Deve já ter ido para casa - diz a enfermeira . 
- Olá Maisa de novo ! 
-O que vc tá fazendo aqui ? 
- Já te disse que não obedeço ninguém... Lilicia vc tá bem ?! - digo colocando minha mão em seu rosto e em seguida em sua testa . Ela sorri acho que  da minha preocupação e eu sorrio de canto involuntariamente . 
- To sim Lito .. Mas agora vc pode me levar , to com preguiça e meio tonta - diz ela fazendo biquinho . 
- Chatagem emocional , não vale.. Mas só vou fazer isso Pq vc tá dodói - QUE ??? Eu disse isso mesmo ??!!.. Ela subiu em ninjas costas e eu segurei suas pernas 
- Vcs são um casal muito fofo ... Quem diria né Paulo Guerra apaixonado ?! - pergunta .
- Er... Pois é - eu encosto a minha cabeça com a bochecha de Alicia que estava do meu lado - E Lilicia tu que eu mereço uma recompensa por ter te trago aqui 
- Não fez mais que a sua obrigação 
- Tá beleza é assim né ??! Então pode sair das minhas costas - ameaço de soltá-la .
- Calma Lito era brincadeira - diz e beija o meu rosto .
- No rosto ?! Depois nós conversamos ..
- Então desculpa atrapalhar mas Alicia será que eu posso conversar com vc a sós - meio que indireta para mim né ?!! 
- Tá Lilicia to te esperando lá fora - digo e dou um selinho nela , a mesma fica surpresa e meio envergonhada . Encostei a minha cabeça atrás da porta e suspirei . 
- Vc anda se alimentando bem Alicia ? 
- Er... To meio que fazendo uma dieta .. não posso te contar 
- Pq ?!
- Pq senão vc irá falar para minha mãe e eu não quero que ela saiba
- Pode confiar em mim esse assunto não vai sair daqui .. Espera - ouvi passos em direção à porta e me escondi rapidamente , voltei para a porta assim que verifiquei que ela tinha entrado , coloquei o meu ouvido e tentei escutar algo .
- Eu não estou comendo nada 
- Vc sabe que o risco disso ?? Isso é uma doença Alicia .
- Eu estou gorda Maisa , preciso emagrecer 
- Querida eu..
- Olha eu sei o que estou fazendo.. Agora se me der licença preciso ir embora 
- Claro ... Mas pelo menos tente comer uma fruta ou algo do tipo 
- Tá - ouvi novamente passos e eu me sentei em um banco que estava próximo , logo ela me avistou .
- Vamos ?!
- Vamos - ela disse e nós saímos do colégio .
- Pq vc disse que era o meu namorado ?! 
- Ah isso foi de uma outra vez , eu havia dito porque bem .. Ela disse que se eu não fosse “ninguém “ que eu teria que ir para a sala . E eu não tava afim de assistir aula naquele dia . 
- Ahhh.. - diz ela e o sorriso que estava em seu rosto desapareceu . Eu Pego seu queixo . 
- Pq a pergunta ?! - pergunto para ela .
- Na- da eu só preciso ir para casa - ela diz e sai correndo . 
- ESPERA ! - grito .
- O que ?! - ela vira o seu rosto e percebo que a mesma está prestes a chorar .
- Preciso terminar o que comecei .. - vou em sua direção .
- Hãn ?? Olha eu ten... - não deixo ela terminar e já a beijo . Como estava com saudade daqueles lábios doces e daquele sentimento que os envolvia . Pedi permissão ela cedeu . Passou seus braços sob meu pescoço e eu segurei sua cintura . 
- O que nós somos ?! - pergunta ela assim que o beijo se desfaz - Namorados ?! 
- Ficantes ..
- Mas eu não sou menina para só ficar e vc descartar - diz ela ameaçando sair dali , mas eu a seguro pela cintura .
- Vc não é realmente ... E que tal uma amizade colorida ?! Melhorou ?
- E podemos pegar quem nós quisermos ?!
- Sim ... 

Pov’s Alicia 
Quando despertei , soube que Paulo havia fingido ser meu namorado , fiquei pensando em mil hipóteses do porque ele fazer aquilo, mas nenhuma se encaixava . Mas do mesmo segui com a tal mentira , dei uma de fofa com ele e o mesmo estranhou . 
Depois de um tempo , finalmente fomos embora ... Perguntei para ele o porquê daquela escenação toda e ele explicou , fiquei meio triste não sei Pq realmente , só queria sair dali, pensar um pouco , mas o mesmo não deixou é apenas me beijou .
- O que nós somos ?! - perguntei - Namorados ?!
- Ficantes - quando ele me disse isso eu senti ódio e joguei umas boas verdades na cara dele .
- E que tal amizade colorida ?! 
- E nós podemos ficar com quem nós quisermos ?!
- Sim .. - ele respondeu e eu pensei : “Bem se ele quer assim , assim será.. Mas não do jeito que ele pensa” ... Após pensar isso sorri pela incrível ideia que eu tive .
- Tá , pode ser - digo 
- Legal - disse vindo me beijar mas eu apenas virei o meu rosto . 
- Mas não vamos seguir a sua regra e sim a minha 
- E qual seria ?
- Logo vc saberá Lito 
- Lito?! - pergunta erguendo a sombrancelha . 
- Sim, novo apelido seu .. Não gostou?!
- Gostei - diz dando um sorriso de canto 
- agora tchau Paulo - digo me aproximando o suficiente para que sua respiração bata em meu rosto , percebi que ele já estava perdendo o controle , então apenas dei um selinho demorado em seu rosto e me afastei .
- Muito Bonito em Liliicia ?! F ..
- Eu sei que sou 
- Eu não disse nesse sentido , mas tchau .. - assim que ele diz eu apenas corro para que o meu jogo funcionasse e que ele não estragasse tudo .
Já estava perto da praça , quando avistei o Jorge o mesmo estava com a cabeça abaixada e por mais incrível que pareça estava sentado na calçada ! Ele que é uma pessoa toda fresca .
- J-jorge !?? - perguntei ainda indecisa se chegava mais perto ou não .

Pov ‘s Jorge 
Eu sinceramente não acredito que a Cristina pode fazer aquilo ! Eu que a amava desde de pequeno ... 
*Flashback on*
- E aí vc aceita ser minha namorada ?!
- Jorge não é por nada não , mas eu gosto do Paulo 
- Que ??! 
- É isso mesmo 
- Mas ele nem se veste direito ! 
- Mas ele é muito gato 
- Cristininha , eu te amo ! Por favor não faz isso comigo !
- I’m sorry honey ! ( Desculpa querido ) , mas eu gosto do Paulo .. - diz ela empinando seu nariz , virando-se fazendo com que seu cabelo batesse em meu rosto .
Saí do colégio correndo e me sentei no chão mesmo ali da praça , mesmo tendo toda uma frescura , eu havia deixado isso de lado pela primeira vez .
- J-Jorge ?! - perguntou a estranha.
- Sai daqui estranha 
- Jorge eu sei que vc me odeia .. Eu não sei Pq .. Mas vc tá bem ?! - diz se sentando ao meu lado .
- Não ..
- O que aconteceu ?! 
- A Cristina aconteceu ... Eu gostava muito dela - digo sincero.
- E eu sei vc sempre se apaixona pela pessoa errada - diz ela e noto uma coisa .. Ela também pode se uma como posso explicar , pessoa sensível - Mas o que ela fez ?! 
- Ela disse que gostava de outro 
- Vish.. Eu sinto muito , mas não liga, ela é muito besta por não te valorizar , no fundo vc é uma pessoa boa.
- Eu sempre te tratei mal - olhei para ela - Como pode dizer que eu sou uma pessoa boa ?! 
- Não sei , mas gosto de ver o lado bom das pessoas e se fôssemos amigos talvez tanto vc quanto eu descobriremos esse lado . 
- Concordo com essa ideia , pois eu sei que errei muito com vc e quero ser essa pessoa boa 
- Que bom .. Então amigos ?! 
- Amigos ... Bem agora estou me lembrando que vc disse “vc sempre se apaixona pela pessoa errada “ , o que vc quis dizer ?
- Que por mais idiota que a pessoa seja vc gosta dela do mesmo jeito .. 
- Mas estranha ..
- Pode me chamar de Alicia 
- Ah desculpe ... É o costume sabe ? - sorrio para ela e a mesma retribui .
- Sim , tudo bem ... Continue 
- Por quem vc tá apaixonada.. Quer dizer quem é esse garoto errado ?! 
- Acho melhor vc descobrir... Agora eu preciso ir para casa 
- Alicia ! 
- Oi ?! 
- Será que vc poderia almoçar lá em casa ? 
- Elea estão viajando .... Como sempre - sussurro a última parte mas acho que ela acaba escutando .
- Vc também fica very Alone em casa ?! 
- Sim , meus vivem viajando não vejo eles a 2 semanas .. mas e os seus também ?
- Minha mãe ela não viaja , mas parece , pois ela sempre são muito cedo e chega quando eu estou dormindo e o meu pai .. - vejo que ela suspira 
- E o seu pai ... 
- Olha é melhor a gente ir indo e eu te explico tudo lá mesmo .
- Claro , vamos 
- Sua casa é longe daqui ?
- Não ela é logo ali .. - aponto para a minha casa e ela fica de boca aberta
- Isso não é uma casa ! Isso é uma mansão cara
- É eu sei .. - riu um pouco da reação dela . 
Entramos em minha casa , como a empregada não estava pela primeira vez eu arrumei a mesa sem nenhuma ajuda . E nós nos sentamos e começamos a comer , vejo que antes de iniciarmos a refeição ela fecha os olhos e depois de um tempo abre eles novamente .
- O que vc fez ?
- Uma oração
- Oração ??! Como assim ?!
- Vc não sabe o que é uma oração ?! Seus pais nunca te levaram em uma igreja ?! - nego as duas perguntas pois realmente meus país nunca tiveram tempo de fazer nada comigo .
- Bem uma oração é uma forma de agradecer a Deus pelo seu dia .
- Hum.. E como funciona ? 
- Vc junta as duas mãos - ele uniu às minhas mãos - Fecha os olhos , abaixa a cabeça e pode falar ou em voz alta ou até mentalmente ... Vc pode pedir algo que vc quer que realize ou até agradecer por tudo o que tem acontecido hoje 
- Mas hoje aconteceu muitas coisas ruins Alicia com eu posso agradece por isso ?! 
- Bem ... A vida ela pode ser bem complicada , vc tem muitos problemas , mas pensa por exemplo agora várias coisas boas aconteceram vc esta virando uma pessoa melhor , é um dos melhores alunos da sala, tem uma vida muito boa , tem pai e mãe apesar de tudo eles te amam . 
- Obrigado Alicia , posso .. Er te abraçar ?! - digo meio tímido .
- Claro - ela me abraçou e eu retribui . 
- Vc foi a única pessoa que quis me conhecer realmente sabia ?! 
- Não ... Mas é bom ser a primeira ..
Depois disso ficamos conversando por um bom tempo , ela me ensinou algumas coisas . Tanto eu como ela soubemos muito mais um do outro .
E eu fiquei muito feliz com essa amizade , pois apesar dos apesares ela mudou completamente o meu ponto de vista em relação a praticamente tudo .

Pov’s Autora 
No dia seguinte , Jorge tinha oferecido carona para Alicia até o colégio e a mesma aceitou , no carro falaram sobre diversos assuntos aleatorios , e as vezes quando chegavam a um assunto delicado ela fazia alguma palhaçada para alegrá-lo e vice-versa . 
Saíram do carro e todos ficaram bastante surpreso com aquela cena, pois não era todo dia que vc via Jorge Cavaleiri , o garoto mais popular e mimado ( pelo meno ainda no ponto de vista das pessoas ) com a garota estranha . 
A menina começou a se sentir constrangida e seu amigo que percebeu o que estava acontecendo passou o braço pelo seu ombro . Continuaram caminhando até encontrar Cristina conversando com Paulo e os dois quando notaram a presença de mais duas pessoas ali se viraram para Alicia e Jorge . 
- Alicia ?! - perguntou Paulo .
- Meu nome ..
- O que vc ...
- Gostou do meu estilo ... 
- E... 
- Claro que ele não gostou né bebezinho ?! - diz Cristina puxando o braço de Paulo para si 
- Hum... Mauricinho  - diz Alicia meio que grudada no braço de Jorge - A gente já tá atrasado vamos para aula 
- Claro - e assim Alicia mandou um sorriso falso para Paulo  que havia fechado a cara e caminhou juntamente a Jorge .
Ela se despediu dele com um beijo na bochecha assim como fazia com Mário e ambos sentaram seus lugares . As meninas logo correram atacando Alicia .
- MENINA ! De crush novo e nem conta !! - diz Val fazendo meio que escândalo 
- Que nada nós só viramos amigos - ela sorri para ele e ele retribui .
- Hum ... Sei - suspira Majo .
- Alicia eu posso falar com vc ? - pergunta Marga .
- Claro - as duas caminharam até um canto da sala.
- Vc gosta do Jorge ?! 
- Não , ele é só meu amigo ... - alicia então percebe que Marga está olhando de canto para Jorge - Calma ai vc gosta dele ?!
- S-i-m ... Já dei todos os sinais mas parece que eu sou invisível para ele - Marga fala baixo .
- Relaxa , eu vou te ajudar nisso .. Pode deixar comigo 
- Alicia o que ..
- Calma .. Eu disse que vou resolver isso e logo vc verá 
- Ok - assim elas retornaram aos seus lugares . 
Alicia desenhando alguma besteira quando Mario começou a cutucá-la .
- Fala ..
- Já me trocou né Licia ? - diz ele ficando meio triste .
- Ah para com isso Mário eu nunca vou te trocar - Alicia então deu um beijo em sua bochecha e uma abraço . 
- Alunos ! Quero falar com vcs uma coisa - diz a diretora entrando .
- Lá vem - sussurra Paulo para o Mário e o mesmo afirma .
- Diga diretora .. - diz a professora sendo educada .
- É que ...  

Continua...


Notas Finais


E ai gostaram ?!! Gente eu falei sobre rezar e Deus , pois sou católica apesar de estudar em uma escola presbiteriana ... Se tiver alguém de outra religião, saiba que eu respeito ...
Não se esqueçam de comentar e favoritar a história amores ❤️❤️😍😍
Se der indiquem a história 😁😁🙏🏻🙏🏻😊😊
Até o próximo 😘😘💕💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...