História A República - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Álcool, Amor, Beijo, Faculdade, Festa, Fraternidade, Gay, Homossexualidade, Irmãos, Meninas, Meninos, Namoro, Professor, Sexo, Universidade
Exibições 294
Palavras 2.825
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Lemon, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Galerinhaaaa, galerinhaaa hoje tem foto da pessoinha nova e tbm tem música hahahaha.
Dêem olá para o Møu valeu, depois me digam o que acharam do eles, prometo que dessa vez irei responde ros cometarios, eu tava meio sem tempo esses dias rs'

Dêem Play na Música IN THE NAME OF LOVE - BEBE REXHA

Capítulo 26 - Em nome do amor


Fanfic / Fanfiction A República - Capítulo 26 - Em nome do amor

   Os meninos se reuniram na sala de estar com pipoca, bebidas e algumas guloseimas, era o sábado do filme, Troye havia decidido o nome algumas horas depois de Henry deixá-los. Eles escolheram um filme aleatório no catálogo da NetFlix e se amontoaram nos sofás.
- Se ficar com medo você pode se agarrar a mim Troye. - Ézio o fitou e sorriu para o menino, que encarou Dylan sem graça.
Eu não sinto medo. Talvez o Dylan quem sabe. - Ele deu uma cotovelada no menino, mas ele não reagiu.
   Durante o filme algumas reações involuntárias e alguns gemidos saiam de alguns dos meninos, Troye desconfiado de tudo e de todos, olhava para todos os lados e encarava a porta da área externa que estava logo atrás dele.
   Ethan estava apoiado sobre o peito de Thomas e recebia um lento cafuné, exceto nas cenas mais assustadoras, quando sem pensar ele tomava alguns puxões sem querer.
- Thomas, está com medo? - Ele deu um galinha no peito do rapaz e o encarou. - O famoso Thomas Syl está com medo de um filmezinho?
- Só foi um susto , nada de mais.
- Se esses sustos continuarem, até o fim do filme eu saiu careca. - Ele soltou um gargalhada e voltou a pousar a cabeça sobre o peito do rapaz de novo.
   O filme acabou e eles voltaram a encher seus baldes de pipocas e os copos com sucos e refrigerantes, eles deram play agora em um filme de comédia, já que Troye estava um pouco assustado demais com o filme anterior.
   Eles gargalharam, brincaram um com os outros, pipocas rolaram por todo o tapete da sala, mas logo eles voltaram sua atenção para o filme. Por volta das 3 da manhã eles terminaram de ver o segundo filme, Thomas já estava dormido, Ethan continuava apoiado no rapaz, mas ele estava acordado conversando com Dylan. Ézio estava meio sonolento mais lutava para permanecer acordado, Troye já havia se entregado e desmaiou na poltrona ao lado de Thomas.
   Logo quando o filme acabou a porta da sala se abriu e Henry passou por ela junto com um rapaz moreno, um pouco mais baixo que o ruivo, com os olhos negros, cabelos negros e curtos penteado para o lado com um leve tapete para trás.
- Ainda estão acordados? - Ele encarou os meninos e Troye se mexeu na poltrona se espreguiçando logo em seguida. - Gente esse aqui é o meu amigo Møu ele vai dormir aqui hoje, ele tá meio alterado já, não se preocupem ele vai dormir no meu quarto.
- Tudo bem, seja bem vindo Møu. - Ethan se levantou e foi cumprimentar o rapaz.
- O Møu estuda na mesma faculdade que a gente, na verdade ele é meu calouro. - Henry passou o braço pelos ombros do rapaz.
   Dylan se endireitou no sofá e encarou o rapaz, ele ficava charmoso naquela jaqueta preta de aviador. Ézio encarou Dylan e se levantou caminhando para a área externa da casa.
   Troye encarou Henry e Møu e se levantou da poltrona, passou pelos dois e antes que subisse as escadas ele deu meia volta e caminhou para o banheiro, não iria subir sozinho para o segundo andar, não depois do que assistiu no filme.
- Eu vou chamar o Thomas para dormir, ele está desmaiado ali no sofá. - Ethan se virou e Henry cochichou baixinho no ouvido do amigo.
- Thomas é o namorado de Ethan.
- Vocês namoram? - Møu disparou sorrindo. - Que bonito.
- Obrigado. Eu acho. - Ethan se virou para ele e despiu se sentou na beirada do sofá para acordar o namorado.
- Se senta lá no sofá que eu vou dar uma palavrinha com o Troye e já volto.
- Tudo bem.
   Møu se sentou ao lado de Dylan que continuou em silêncio apoiado sobre o braço do sofá, o rapaz encarou Dylan por um tempo como se quisesse conversar, mas ele encarou Ethan acordando Thomas e caminhando juntos para o segundo andar.
   Ao sair do banheiro Troye deu de cara com Henry, ele tentou desviar do ruivo, mas foi barrado pelo braço musculoso do parar, ele o encarou em silêncio na esperança de um explicação, mas o que escutou em seguida o surpreendeu.
- Eu posso dormir com você? - Ele olhava para baixo encarando o menino. - O Møu vai dormir no meu quarto, eu pensei que talvez poderia dormir com você, mas qualquer coisa eu durmo no sofá, não tem problema.
- Não, não. - Ele respondeu sem jeito. - Quer dizer sim, claro que você pode. Você não pode dormir no sofá.
   Henry sorriu do pequeno e da forma com ele havia ficado vermelho com a pergunta, ele se inclinou e beijou a bochecha do menino o deixando ainda mais vermelho.
- Tudo bem, vou pegar as minhas coisas e te encontro no quarto. - Ele deu as costas e voltou para a sala. - Vamos Møu, vou te levar lá para o quarto.
- Tchau. - Ele se despediu de Dylan, mesmo não tendo trocado nenhuma outra palavra o com menino.
   

Dêem Play em --> In The Name of Love - Bebe Rexha

Dylan acenou para o rapaz e os dois subiram as escadas em silêncio. Troye guardou a garrafa de água e voltou saltitante para a sala de estar, ele pulou no sofá ao lado do menino e o cutucou diversas vezes.
- Ele vai dormir comigo. - Ele fez um som e em seguida afundou o rosto no ombro do menino.
- Fico feliz por você, já que o Ézio nem nota a minha existência.
- Espera. - Ele encarou o garoto. - Você e o Ézio. Espera. Você não é hétero?
- Eu sou bi, mas fica em segredo em. A gente só ficou uma vez, em uma festa, mas eu acho que ele estava bêbado.
- Ou ele está sem jeito de chegar em você.
- Idiota ele.
- Tá, mas é o amigo do Henry. - Troye o cutucou novamente. - Ele é bem gatinho.
- Sim, mas tem cara de hétero. Não vou nem tentar.
- Tudo bem então. - Ele se levantou. - Olha vou subir, tomar um banho e deitar, estou morto.
- Vai lá, eu vou checar meu Facebook, depois eu vou dormir.
- Boa noite Dyl.
- Boa Troye.
   E ele ficou ali, sozinho mechando em seu celular, atualizando algumas informações no seu Facebook, esperando que Ézio voltasse para sala e eles finalmente pudessem ter uma conversa decente, mas meia hora se passaram e o rapaz continuava do lado de fora fumando seu cigarro.
   Møu estava descendo as escadas usando uma calça de moletom um pouco larga, provavelmente de Henry, ele caminhou até a cozinha e abriu abriu a geladeira.
   Dylan se levantou e aproveitou para pegar uma geleia de morango, os dois se olharam e ficaram em silêncio desconfortável por alguns minutos. Møu estava bebendo uma quantidade absurda de água, já estava na metade da garrafa.
- Está tentando se afogar ou virar um esponja? - Dylan quebrou o silêncio.
- Estou tentando ficar sóbrio. - O rapaz respondeu com um ar misterioso.
- Porque? - Dylan deu mais uma colherada na geleia. - Você já está em casa, de banho tomado, prestes a dormir. - Ele guardou a geleia na geladeira e caminhou até a bancada próximo de Mõu, jogou a colher na pia e se apoiou contra o armário.
- Porque eu quero beijar a sua boca e querido estar sóbrio para poder me lembrar.
- O que? - Dylan se espantou e se encolheu sobre a bancada.
- Te observei desde que cheguei aqui. - Ele se aproximou mais um pouco do menino parando a sua frente. - Você é uma gracinha.
- Acho que você está realmente bêbado, precisa de mais água.
- Preciso de um beijo. - O rapaz continuava sério. - Vai me negar.
- Você é bem pra frente né.
- Eu só não quero perder a oportunidade, posso nunca mais te ver. -  Møu deslizou a mão sobre o rosto do menino e sorriu. - Você também está afim.
- Por que acha isso? - Dylan sorria enquanto sentia as mãos grossas do rapaz correr por toda a extensão de seu rosto.
- Porque se não quisesse você já teria mandado eu parar.
- Eu não quero que você pare.
   Møu segurou o rosto do garoto e mordeu o lábio inferior, o trouxe para perto e o beijou tirando todo o seu fôlego. Ele tinha uma pegada inesquecível, ele não precisava passar a mão pela sua bunda ou beijar sua nuca para deixar Dylan excitado, ele tinha alguma coisa naquele beijo, ele carregava uma energia gostosa um fogo incontrolável que o levava a loucura a cada segundo que continuava o beijando.
   Ézio passou pela porta da varanda e observou os dois embasbacado, ele passou lentamente pelos dois e subiu para seu quarto. Ézio não carregava consigo nenhum sentimento por Dylan, ele nunca teve, nem mesmo depois da festa em que eles se beijaram, mas quando o viu beijando outro garoto alguma coisa dentro dele se desconcertou, uma raiva subiu pelo seu corpo o deixando com um gosto amargo na garganta, mas ele não podia fazer nada, afinal, Dylan era apenas seu amigo.
- Vadia. - Pensando no garoto, ele disparou assim que  no segundo andar.

   Na manhã seguinte, Thomas foi o primeiro a acordar, o rapaz se levantou e desceu para a cozinha, aproveitou o silêncio milagroso que fazia naquela manhã para fazer o café d amanhã antes que todos os outros se levantassem. Ele pegou ovos,  manteiga, farinha de trigo, bacon e preparou panquecas com ovos e bacon.
- Tinha formigas na sua cama? - Troye apareceu esfregando os olhos e colocando os óculos logo em seguida, o menino usava uma samba canção azul marinho e um casaco de moletom. - Aí que cheiro maravilhoso.
- Pode pegar, tem bacon ali perto dos ovos. - Com a espátula, ele apontou para um rosto em cima da mesa da cozinha.
- À noite foi boa? Acordou de bom humor, com direito a bacon? - Ele pegou uma tira do prato. - O que a saudade não faz.
- Acredite se quiser, não dormimos juntos. - Ele voltou a mexer os ovos na frigideira. - Eu só acordei de bom humor.
- Bom dia mundo. - Eth desceu as escadas de braços abertos, os cabelos levemente bagunçados. - Trouxe uma galerinha comigo.
   Ele desceu as escadas e logo atrás dele com cara de sono estavam Ézio, Henry, Troye, Dylan e Møu. Ele sorriu quando entrou na cozinha, abraçou Thomas e beijou sua bochecha, os meninos se cumprimentaram se se taram ao redor da mesa.
- Você marcaram de acordarem juntos? - Thomas os questionou enquanto colocava os ovos mexidos no prato.
- Não. - Ézio retrucou de mau humor. - O seu namoradinho fez questão de acordar todos nós.
- Ah para de ser amargo garoto. - Ethan o fitou e sorriu. - Com um dia lindo desses você quer dormir? Coloca uma sunga e vai pra piscina ou pra praia. - Um silêncio se fez na mesa enquanto os meninos se serviam e repentinamente Ethan disparou assustando Troye que estava do seu lado. - Já sei, que tal todos irmos à praia? 
- Vamos? - Troye mordeu sua panqueca e observou os amigos em silêncio. - Sério gente vamos, vai ser bem legal.
- Prefiro ficar na piscina, odeio areia. - Ézio resmungo. - A gente podia comprar umas cervejas, carnes e fazer um churrasco.
- Quem vai no mercado? - Dylan perguntou.
- Eu vou. - Henry se voluntáriou. - Troye, você pode ir comigo?
- Sim, sim. - Ele balançou a cabeça.
- Então beleza, depois do café vocês vão ao mercado. - Thomas sugeriu e por fim se voltou para Møu. - Você é nosso convidado, vai ter que ficar.
- Eu.. - Ele ficou sem jeito, Dylan o encarou a fim de que ele aceitasse e por fim o rapaz cedeu. - Tudo bem, eu fico.

   Os meninos voltaram do mercado e a churrasqueira já estava no ponto esperando pela carne, Ethan e Troye conversavam com Møu dentro da piscina enquanto Dylan e Ézio estavam na cozinha preparando farofa e molho de tomate, pimentão e cebola, Henry era apaixonado pelo molho que Ézio preparava.
- Ontem eu vi você e o Møu juntos. - Ézio disparou quebrando o silêncio. - Você não acha rápido demais para beijar um desconhecido.
- Você beijou diversas pessoas naquela festa, inclusive eu e desde lá você está me evitando. - Dylan continuava mexendo a panela com a farinha. - Você não é a melhor pessoa para falar sobre velocidade.
- Nossa também não precisa vir com sete pedras na mão. - O rapaz ergueu as mãos acima da cabeça.
- Precisa sim Ézio, nós nem conversamos sobre o que aconteceu, você cagou uma tonelada emenda pra mim durante esse tempo todo e agora, logo depois que u beijei o Møu você quer conversar? - Ele desligou o forno e se virou para observá-lo. - Qual é a sua cara?
- Eu nem percebi, estava apenas querendo conversar. - Ele continuou a preparar o molho. - achei que éramos amigos e que podíamos falar sobre isso.
- Há vai se fuder Ézio. - Dylan jogou o talher na pia e o deixou sozinho na cozinha.
   Após todos eles terminarem o almoço, eles se jogaram na piscina e conversaram sobre suas vidas, os meninos interrogaram Møu sobre faculdade, vida pessoal, interesses e hobbies, eles descobriram que o garoto havia deixado sua casa do outro lado do país assim que passou para a faculdade, ele ainda estava morando no alojamento da universidade, já que ainda não havia encontrado lugar melhor para ficar. Os meninos se encararam e conversaram sobre o fato assim que o rapaz se retirou para ir ao banheiro.
- Ele pode ficar no meu quarto ou no do Dylan, tem uma cama extra nos dois. - Henry disparou. - Isso seria bom até pra gente, o aluguel ficaria mais barato e companhia sempre é bem vinda.
- Tudo bem por mim também, se sobrar mais dinheiro pra mim no fim do mês melhor. - Dylan disparou colocando um pedaço de carne na boca.
- Tudo bem por vocês rapazes?
- Por mim tudo tranquilo. - Ethan respondeu e todos eles concordaram excerto Ézio que ficou em silêncio.
- No fim do dia a gente fala com ele.
   Os meninos continuaram a aproveitar o domingo de sol, depois que Møu voltou do banheiro eles pularam na piscina e ficaram por lá até o anoitecer, foi quando eles entraram e tomaram seus banhos.
   Quando Møu estava pronto para deixar a casa os garotos se reuniram na sala e esperaram até que o menino descesse as escadas. Ao comunicar que na casa ainda havia espaço para mais dois garotos ele perguntou sobre o valor que o cobrariam por mês e as necessidades básicas da casa. Thomas o informou sobre tudo e incluiu também que ele teria que dividir quarto com Henry ou Dylan, por fim ele aceitou os termos e escolheu dividir quarto com Henry.
   Ele se despediu dos garotos, Henry o levou até o táxi que o esperava para levá-lo de volta ao dormitório da faculdade e logo após o ruivo voltar para dentro novamente, eles se reuniram na sala para assistir televisão.
   Todos estavam em silêncio, alguns assistiam à TV, outros cutucavam seus celulares e Thomas fazia cafuné nos cabelos de Eth na tentativa de fazê-lo adormecer. O telefone do rapaz vibrou na mesinha de centro e ele se inclinou para ver quem era.
- Mãe? - Seu celular tocava em cima da mesa, ele levantou o pegou e caminhou para a cozinha. - Oi mãe, tudo bom com você e o papai?
   Ethan encarou o rapaz ao telefone, mas logo voltou sua atenção novamente para o filme. Thomas se movia de um lado para o outro na cozinha, ele parecia nervoso aos olhos de Ethan, como se alguma coisa o incomodasse.
- Não, claro que pode. - Um silêncio se seguiu na cozinha, ele tentava concentrar sua atenção nas divisas do azulejo do chão. - Sim estou morrendo de saudades e a nova coleção está dando certo? - Seus pais haviam se tornado dois grandes estilistas e passavam a maior parte de sua vida de um lado para o outro do país. - Pode deixar que eu mando seu beijo para ele. - Outro longo silêncio. - Também te amo mãe, tchau.
   Thomas voltou para a sala junto aos amigos, seu rosto aprecia mais pálido que o normal, ele encarou então por alguns segundos em silêncio até que o menino questionasse.
- O que houve? - Os grandes olhos verdes de Ethan o encaravam.
- Minha mãe está vindo me visitar.

 


Notas Finais


O que acharam? Arranque vai ter treta pra frente?. Será que vai ter mais personagens novos? Eitaaa só tô jogando a marimba e saindo de perto hahahahahaha tô bem safadao ahsuahsu.
Me digam o que acharam do Mõu galera, eu espero que tenham gostado Já que pra escolher um nome foi meio que muito difícil ahahahah
Caprichem nos comentários viu

.. Beijos do Zero..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...