História A República - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Exibições 40
Palavras 1.404
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie amoresss <3
cap pobrinho, mas juro que o próximo vai ser massa!!

Capítulo 15 - Sexta-feira e um barzinho


Fanfic / Fanfiction A República - Capítulo 15 - Sexta-feira e um barzinho

 

Milo, ao retornar da enfermaria, resolveu contar tudo o que aconteceu para os amigos, além de Kardia ter escutado "por tabela", já que estava deitado em sua cama lendo um livro de métodos alternativos de fisioterapia, mas ouvira com repúdio tudo o que o outro fizera.

 

_Eu não estou acreditando que você disse isso pra Isa! - Shura estava inconformado com a postura machista, e até cruel de Milo. Se fosse ele a ter Isa, lutaria para que ela ficasse ao seu lado... Como Milo podia ser assim tão idiota? - Quer saber, por mim você podia ter apanhado até mais!

 

_Porra Shura, você esqueceu o que ela fez comigo? Ela me TRAIU, caralho! - Milo não estava com paciência para os sermões dos dois - Quer saber, foda-se vocês, eu vou sair.

 

_Ah, mas não vai MESMO! - Camus o puxou pelo braço e o sentou de volta na cama - Se liga, vocês não tinham nada sério, ela não era sua namorada, não era nada sua pra você estar tão revoltadinho! Para de graça, Milo! Você é um cavalo velho, para de se comportar como uma criancinha com raiva! Você devia era pedir desculpas pra ela e largar essa história de lado - Camus estava mais sério que de costume. Era certo que não ia com os "córnios" de Isa por razões óbvias, mas daí a maltratá-la por algo assim?! Não, Milo estava muito errado!

 

_Pedir desculpas? Nem fudendo! - cruzou os braços 

 

_Olha, já deu... Eu cansei dessa sua criancice, Milo... Vou sair daqui, tá muito pesado o ar aqui - Shura saiu com pressa e bateu a porta logo em seguida.

 

Milo se deitou de lado para não pressionar o olho, que ainda estava inchado e colocou o travesseiro sobre a cabeça.

 

_Isso não vai resolver nada...- Camus o advertiu e seguiu Shura para fora do quarto.

 

____xx____

 

Mel, que até então estava no quarto consolando Isa, saiu de lá a pedido da mesma, que queria pensar um pouco em tudo o que aconteceu. Não menos preocupada, estava na beira da piscina com Aldebaran, comiam o sundae gigante que mais gostavam.

 

_E o seu cara? Ainda não mandou mensagem? - perguntou, levando uma colherada à boca.

 

_Na verdade mais cedo ele me mandou uma mensagem desmarcando... Meu Deus, como pode ser tão difícil assim um almoço? - disse cabisbaixa - Eu gosto dele, Deba... Gosto muito - colocou mais calda de chocolate no sorvete - Eu queria poder saber mais dele, eu tenho certeza que me apaixonaria mais ainda...

 

_Mel, você não acha que, bem... Ele é pai do Mu, certo? Será que ele não contou pro pai que é a fim de você e ele meio que ficou com a consciência pesada? - disse o moreno, despertando a curiosidade da amiga.

 

_Mas será? Debas, o Mu não... Será que ele diria isso pro Hakurei?

 

_Ah, Mel, é o pai dele... Normalmente os garotos contam essas coisas pro pai... Eu acho que pode ser algo do tipo... Se ele te beijou é por que queria... Bem, vamos esperar, quem sabe ele muda de ideia! - deu um beijo na testa da menina e se levantou - Preciso ir, tenho aula de Avaliação Diagnóstica... Até mais, neném!

 

_Até! - se despediu do maior e viu Manigold andando em sua direção.

 

_E aí, abelhinha? - deu um beijo na bochecha da ruiva e se sentou ao seu lado - Cadê a gostosa? Estranho, vocês nunca estão separadas - riu.

 

_Ela está no quarto... Está meio triste - mexeu o pé dentro da água.

 

_Problemas? - pegou a colher de Mel - Posso? 

 

_Pode - sorriu fraco - Sim, alguns problemas aí... E você, o que me conta?

 

_Conto que na sexta a minha galera vai sair pra tomar um choppinho e queria que você fosse e levasse a Isa... Talvez isso algre ela - sorriu aberto - É obvio que isso vai animar a Isa! Vamos eu, Kardia, Dohko e Defteros, não tem como ficar triste perto dessas peças raras!

 

_Sim, verdade... Eu falo com ela.

 

_E você? Parece que não está um poço de felicidade também... Problemas também?

 

_Mais ou menos... Nada demais... Vou pro quarto ver como ela está, pode contar com a gente na sexta! 

 

_Tudo bem, vai lá abelhinha! Até mais - andaram e direções opostas e ela voltou para seu quarto. Tinha de convencer Isa a ir. Talvez isso a fizesse se animar um pouco.

 

____xx____

 

A sexta-feira chegou. Para os veteranos foram dois dias arrastados. Queriam sair novamente a todo custo. Até então, Saga trocara poucas palavras com Isa, nada muito animador. Apenas perguntava como ela estava se sentindo, mas para ela já era uma coisa boa, mostrava que ele ainda era ele. Ainda se preocupava com ela, apesar dos pesares. Se encontraram na porta da República e se dividiram perfeitamente nos carros. Isa e Mel foram com Mani, Hasgard e Dohko; Kardia, Dégel, Aspros e Defteros e Sísifo, que sob protestos da namorada, resolveu ir; Aioros, Aioria, Marin, Geisty em outro

 

Juntaram quatro mesas para acomodarem a todos, ainda reservaram os lugares de Shion, que viria com Yuzu, Mu e Shaka. O bar era grande e aconchegante, tinha um karaokê, mas a principio estava sendo reproduzido um cd de músicas aleatórias, pois ainda estava cedo.

 

_E aí, galera, vamos brindar à minha independência financeira! - todos juntaram seus copos e canecos de chopp e os encostaram nos demais - Da próxima vai ser tudo por minha conta, hein! 

 

_Nossa, falou O MILIONÁRIO! - brincou Sísifo - Isso não é uma reclamação, obviamente! Sinta-se à vontade para fazer isso sempre que quiser! - todos riram. Era incrível como Sísifo era outra pessoa quando estava longe de Sasha. Brincalhão, sorridente e descontraído.

 

_Quando eu for milionário eu vou fazer o dobro por vocês! Pode acreditar! - levantou seu caneco de chopp e tomou um gole generoso.

 

Isa e Mel estavam menos aborrecidas, pelo menos sair com aquela galera animada era garantia de risadas, pelo menos se distrairiam um pouco de tudo aquilo. A morena quase se desfez quando viu quem se aproximava. Saga! 

 

_Cabrita, é hoje... - abaixou a cabeça - Ai meu Deus...

 

_Calma, Isadora... Tente agir naturalmente... - ela e Saga se encaravam. Ainda via um pouco de ressentimento nos olhos do amado, mas tentou compreender.

 

_Ué, Kanon, achei que não ia dar pra convencer o brother a vir - brincou Defteros, abrindo espaço para alocar a cadeira dos dois.

 

_Que não ia dar o que! Eu falei que ele ia vir, aí está ele! - deu tapinhas nas costas do irmão, que se sentou sem deixar de olhar para Isa - E aí, vamos ver, garçom! - levantou a mão e o garçom se aproximou - Traz uma caipirinha pra mim! Vamos começar os trabalhos! - sorriu para todos. Logo o rapaz trouxe seu drink e ele obrigou um novo brinde na sua presença e assim fizeram - Aí sim! - virou quase a metade do copo em uma única golada.

 

_Vai com calma, Kanon - o irmão disse ao ouvido do gêmeo ao ver o copo pela metade em menos de segundos.

 

_Ih, ta querendo ensinar padre a rezar missa, meu filho!? Relaxa aí, minha noite tá só começando! - procurava não olhar para Isa. Apesar de gostar dela, ainda estava muito magoado pelo que ela fez ao irmão.

 

Não demorou muito e os faltantes chegaram. Cumprimentaram a todos e se sentaram. Mu se sentou ao lado de Mel e tomou um gole da bebida dela a contra-gosto, mas estava decidido a tentar algo com ela esta noite. 

 

  _Mu, você não está acostumado, vai com cuidado aí! - advertiu com bom-humor.

 

_É muito bom saber que está preocupada comigo, Mel... - o efeito da bebida já estava se mostrando após ele dividir o copo inteiro com ela - Eu queria muito falar com você... 

 

Mel estava decidida a dar um fim nisso nesta noite. Não podia permanecer deixando Mu pensar que havia chances entre eles. 

 

_Fica comigo, Mel? - se aproximou do rosto da ruiva e a viu sem reação.

 

Definitivamente, esta noite estava apenas começando!

 

 


Notas Finais


E aí amores, barzinho promete?
Olha só a galera que se juntou!! Tem tudo pra dar merda, não? >.<
espero que tenham gostado !!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...