História A revelação de Adam - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adam Lambert
Exibições 1
Palavras 986
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo único


 Alana era louca por Adam que por sua vez não demonstrava o menor interesse por ela. Era ela chegar perto dele e tentar puxar papo que ele logo desconversava e mudava de assunto ou dava um jeito de sair de perto dela. Ela boba não entendia porque ele fazia aquilo e ficava triste.
 - Por que ele faz isso? Eu estou ficando cansada disso. 
 Ela tentava de tudo mas nada adiantava. Já estava ficando sem idéias mas um dia ela teve uma idéia radical:
 - Vou conquistá - lo ou não me chamo Alana.
 Adam, por sua vez, conversava com Tommy sobre Alana e Tommy falava para ignorá - la porque uma hora ela se cansava dele e partia para outra.
 - Essa moça é muito chata e insistente. Não pode me ver que vem atrás de mim. Que saco!
 - Faz o que te disse que não tem erro. Ninguém aguenta tomar um gelo por tanto tempo. Vai por mim.
 Adam fez o que Tommy disse: não dava a mínima para ela e se fazia de sonso quando ela lhe falava algo.
 Um dia, Alana aproveitou que Adam estava dormindo e entrou sorrateiramente no quarto dele e se deitou na cama ao lado e ele acordou assustado.
 - O que faz aqui no meu quarto á essa hora? Não vê que é tarde?
 - Eu vim ficar com você está noite. Disse se aproximando mais e tentando beijá - lo.
 - O que é isso? Está louca por acaso?
 - Sim. Louca por você. Já faz tempo que tento demonstrar mas você se faz de difícil então não tive outra escolha a não ser me dando para você, só assim fica mais claro que eu te amo.
 - Não está certo isso que você está fazendo. Volta já para o seu quarto.
 - Olha só para mim - disse tirando a roupa - como sou atraente.
 - Garota, se vista! 
 - Não acredito que você vai resistir á mim.
 - Não é isso. Disse Adam pegando nos braços de Alana e sentando na cama. Você é uma garota muito bonita mas que merece quem te queira e essa pessoa não sou eu.
 - Mas eu não quero outro. Eu só quero você. Eu sou completamente apaixonada por você.
 - Olha, eu vou ser direto com você: eu não quero magoá - la mas eu não posso retribuir o que sente por mim porque eu gosto de homem também.
 - Você não pode estar me dizendo que é gay. Disse Alana incrédula.
 - Sim. E é por isso que venho te evitando por tanto tempo. Alana começou a chorar.
 - Sabe o Tommy?
 - Não! vocês estão tendo um caso? Não pode ser verdade. Diga que não é verdade.
 - Estamos juntos á um tempo já mas achamos melhor não contar á ninguém por enquanto.
 - E eu achando que você talvez estivesse me evitando porque poderia ter outra mas a verdade é que você tem outro. Tô chocada. Podia esperar tudo de você menos isso.
 Adam tentou acalmá - la mas foi pior.
 - Não toque essas mão em mim! Vai saber onde você andou as colocando. Que nojo! E Alana saiu correndo para o seu quarto chorando ainda mais.
 No outro dia, Alana quis se vingar da rejeição revelando á todos a verdade sobre Adam na mesa do café da manhã.
 - Gente, Adam é gay e eu descobri isso esta noite. Ele me contou que está tendo um caso ás escondidas com um tal de Tommy.
 - Adam, é verdade isso? Perguntou o pai dele.
 - Bem. Mais ou menos. Não queria que todos soubessem, não desse jeito mas é verdade.
 - Estou decepcionado com você. Não podia esperar que MEU filho fosse revelar um dia que é gay. Eu já devia desconfiar de muita coisa mas fui cego e não queria enxergar as evidências
 - Não ia dar mesmo para esconder por muito tempo. Qualquer hora eu ia ter que te contar isso. Sabia que você não ia aceitar muito bem a notícia.
 - Eu não quero saber de filho meu envolvido com outro homem. 
 - Mas pai, eu o amo queira o senhor aceite ou não. E vamos morar juntos.
 - Isso nunca! Você não vai morar com ele. Eu não permito.
 - Sinto muito. Depois dessa revelação feita por ela, não tenho outra escolha. Vou me mudar hoje mesmo para o apartamento dele.
 - Se você sair por aquela porta, pode esquecer que eu sou seu pai.
 Alana foi atrás de Adam:
 - Você mereceu. Achou que eu não ia falar nada depois de ser trocada por outro? Engano seu. 
 - Eu poderia estar com muita raiva de você agora mas pelo menos não tenho mais nada á esconder. Graças á você todos já sabem da minha orientação sexual.
 - Mas você agora tem a desaprovação de seu pai. Quer coisa pior que isso?
 - Você conseguiu mas não vai me derrubar. Agora estou livre para viver meu amor por Tommy. E me dá licença porque tenho que arrumar minhas malas para me mudar.
 Adam fechou a porta e deixou Alana furiosa. Ele ainda aproveitou para ligar para Tommmy.
 - Tommy? você não sabe o que me aconteceu: Alana tentou ficar comigo esta noite e eu acabei revelando nosso caso para ela e ela despejou tudo o que disse para o meu pai que não ficou nada satisfeito e por isso eu estou indo com minhas malas para o seu apartamento hoje. 
 - Sério!? Mas e seu pai, pelo visto não gostou nem um pouco, pelo que me disse. Mas estou feliz com a notícia que você vem morar comigo. Não poderia estar mais feliz.
 O tempo passou e o pai de Adam um dia foi procurá - lo para pedir desculpas por tudo e que mesmo não aceitando que ele seja gay, não podia negar o amor como filho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...