História A Rica e o Criminoso - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Charisk, Charisk Otp Da Autora(sqn), Desaprovação Dos Pais, Mais Alguma Coisa
Visualizações 95
Palavras 1.879
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mecha, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Sentai, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Minha primeira fanfic que não é interativa depois de um longo tempo!
Bem, eu acho que essa fanfic vai ser uma merda... Mas tudo bem, depende se vocês gostarem ou não.
Ah, caso você tenha uma fanfic ou conhece alguma que tem a ideia parecida dessa, é tudo apenas uma conhecidencia, a ideia dessa fanfic brotou na minha mente, eu jamais copiaria a ideia de outra fanfic. (Estou avisando isso pois eu tenho uma amiga que teve uma fic denunciada pois um leitor achou que ela estivesse plagiando outra)
(ATENÇÃO: Eu meio que acredito que W.D Gaster é o pai de Sans e Papyrus, e River Person é a mãe, então nessa fic eles vai ser)
Podem ler agora!

Capítulo 1 - Prologo - O jantar


Fanfic / Fanfiction A Rica e o Criminoso - Capítulo 1 - Prologo - O jantar

P.V.O. Frisk

Acordei com o despertador tocando, eu sem sentei na cama e dei um leve bocejo, olhei para o relógio onde marcava 9:14 da manhã, desliguei o despertador e esperei uma das empregadas vir me trazer meu café da manhã.

Se passaram alguns minutos e alguém entrou no meu quarto.

Empregada - Bom dia senhorita Frisk - Era uma das empregadas segurando meu café da manhã.

Era uma bandeja com duas toradas, dois ovos fritos e um suco de laranja. Ela veio até mim e botou a bandeja na minha frente.

- Obrigada! - Eu sorri para ela.

Ela retribuiu o sorriso e depois se retirou do meu quarto.

Eu comecei a comer, enquanto isso eu liguei a TV que tinha no meu quarto, estava passando uma noticia sobre um assassinato que aconteceu ontem, eu obviamente já sabia quem havia feito aquele assassinato... Era Chara. Para ser sincera, eu tenho um pouco de medo dele, pois afinal, como eu sou rica ele pode tentar me roubar ou assassinar alguém que eu goste ou talvez eu mesma.

Eu fiquei perdida nos pensamentos que nem percebi que já tinha terminado o café da manhã.

Eu deixei a bandeja em cima de uma pequena mesa que tinha perto da varanda do meu quarto. Após fazer isso eu andei até meu guarda roupa, de dentro dele eu tirei o meu suéter azul com listras roxas favorito, um short jeans azul escuro e um par de sandalhas douradas. Eu botei a roupa em cima da minha cama e depois fui direto para o banheiro.

Quebra Tempo - 20 Minutos depois...

Eu sai do banheiro com uma toalha no corpo e no cabelo, tirei a toalha do corpo e botei minha roupa. Logo depois eu tirei a toalha da minha cabeça e andei até a penteadeira, liguei o secador na tomada e comecei a secar meu cabelo, se passaram alguns minutos e eu terminei de seca-lo, comecei a pentea-lo e assim que terminei o prendi em um rabo de cavalo um pouco bagunçado.

Sai do meu quarto, andei pelos corredores até que cheguei na sala, eu sentei em um dos sofás e liguei a enorme TV, ainda estava passando noticiário mas dessa vez era sobre uma tal ponte que inaugurou, eu não me interessei sobre esse assunto, então peguei o celular e vi que tinha algumas mensagens do Mettaton.

Mettaton e eu sempre fomos melhores amigos, se conhecemos durante a infancia quando tinhamos uns 6 ou 7 anos, hoje em dia eu tenho 19 e ele tem 20. Ele também vem de uma familia muito rica, acho que os pais dele são apresentadores de programa de TV.

Mas enfim, eu liguei meu celular e vi a mensagem.

 

"Friskerida! Um certo passarinho depressivo... Eu não vou citar nomes... Mas ele se chama Napstablook, me contou que hoje a familia W.D Skeleton vai jantar na sua casa para conversarem sobre o casamento de você e o Sans" - Mettaton.

 

Meu deus! Eu tinha me esquecido completamente do jantar de hoje a noite! Bem, eram umas 10 horas da manhã... O jantar começava as 7 horas, então eu tinha tempo até lá.

Meus pais estavam trabalhando, eles devem voltar umas 5 ou 6 horas para começar a se arrumar para o jantar. Provavelmente, meus pais vão me forçar a usar um vestido, eu odeio usar vestidos.. prefiro suéters... 

Bem, eu peguei meu celular novamente e mandei uma mensagem para o Mettaton.

 

"Ai Metta... Eu não estou nem um pouco animada para esse jantar... Ser obrigada a se casar com alguém que você não ama... É algo horrivel..." - Frisk.

"Não se preocupe Friskerida, eu vou estar aqui para o que você precisar..., Afinal... Eu acho que também terei um casamento forçado, ainda não tenho certeza..." - Mettaton.

"Valeu Metta, você é um amigo de verdade!" - Frisk.

"Não tem de que, Querida!" - Mettaton.

Eu larguei meu celular em um canto do sofá e depois enfiei minha cara em uma das almofadas.

...

...

...

Depois de alguns minutos eu ouço a porta ser aberta, eu tiro meu rosto das almofadas e olho para a porta e vejo meus pais.

- Ué, eu pensei que vocês só voltavam as 6 horas... - Eu digo me sentando no sofá.

Minerva - Frisk, já são 6 horas e 37 minutos.

- Já?! Ah droga... Acho que eu dormi...

Alec - Frisk, vá se arrumar pois os convidados vão chegar logo.

- Mas é daqui há alguns minutos! 

Alec - Mas até lá já vai dar 7 horas!

- Mas pai- Minha mãe me interrompe.

Minerva - Sem discutir Frisk! Vá tomar banho...

- Affz... Okay...

Eu me levantei do sofá e andei até meu quarto. Ao chegar lá eu abri meu guarda roupa, como eu falei antes, obviamente meus pais vão querer que eu use um vestido, então já adiantando meu trabalho, do guarda roupa eu tirei um vestido de cor preta que vem até o joelho armado sem alsas, um par de sapatilhas pretas, e um laço cor azul quase preto.

Botei a roupa em cima da cama e me dirigi ao banheiro.

Quebra Tempo - 15 minutos depois...

Sai do banheiro com uma toalha no corpo e no cabelo, eu tirei a toalha, vesti a roupa e etc, pois eu fiz as mesmas coisas que fiz hoje mais cedo.

Após terminar de secar e pentear meu cabelo, eu o deixei solto e depois pus o laço na minha cabeça, logo depois eu vou para a sala de jantar onde encontro meus pais e a familia W.D Skeleton já sentados nas cadeiras.

- B-Boa noite... - Eu digo me sentando na minha cadeira. 

Minerva - Frisk... Não gagueje...

- Ah, desculpe-me... 

Alec - Frisk, essa é a familia W.D. Skeleton.

Eu olhei para um homem palido, ele tinha duas cicatrizes no rosto, uma acima do olho esquerdo e outra em baixo do olho direito, o cabelo dele era loiro quase branco e ele estava usando um terno preto. Ao lado dele tinha uma mulher, ela também era palida, seu cabelo também era loiro quase branco, ela estava usando um tipo de manto roxo na cabeça que parecia ser um capuz, por causa dele não dava para ver direito seus olhos. Ao lado dela tinha um garotinho que aparentava ter uns 7 ou 8 anos, ele também era palido e tinha cabelo loiro quase branco, ele estava usando uma blusa branca, shorts azuis, um par de botas e luvas vermelhas, e um cachecol vermelho, pela expressão de seu rosto ele parecia ser alguém bem animado e extrovertido. E por ultimo, ao lado do garotinho estava... Sans..., Sans também era palido e tinha o cabelo loiro quase branco, ele estava usando um terno preto um pouco azulado, Sans estava suando e com uma expressão insegura, parecia que ele não queria estar aqui.

??? - Prazer, eu sou W.D. Gaster Skeleton. - Diz ele estendo sua mão, eu a apertei com a minha.

??? - Prazer, eu sou W.D. River Skeleton - Diz ela estendendo sua mão, eu também apertei com a minha.

??? - OIE! - Gritou o garotinho.

River - Papyrus! Não grite, é falta de aducação! - Diz ela dando sermão no garotinho.

Papyrus - Ops... Foi mal mamãe. Prazer, eu sou Papyrus! - Diz ele abrindo um grande sorriso.

Gaster - W.D. Papyrus Skeleton...

Papyrus - É! Isso Papai!

Então eu olhei para Sans.

River - Sans! Se apresente.

Sans - Ah, prazer... Eu sou Sans... W.D. Sans Skeleton... - Diz ele fazendo um sorriso forçado estendendo a mão, eu a apertei com minha mão.

Minerva - Enfim, acho melhor começarmos a decidir sobre o casamento, afinal, ele vai ser daqui há 3 semanas...

Eu e Sans - O QUE?!

Gaster - Como assim "O que"? É daqui há 3 semanas.

Sans - Mas... vocês não falaram que ele seria daqui há 2 meses, depois do aniversario de 20 anos da Frisk?

River - Sim falamos, mas houve algumas complicações nas datas e decidimos adianta-lo.

Eu começei a suar e minha respiração ficou pesada.

Alec - Frisk, você está bem?

- Eu preciso ir lá fora! - Eu digo me levantando da cadeira.

Alec - Tudo bem, mas não demore.

Eu fui até o jardim com passos rapidos, ao chegar lá eu me sentei no gramado ao lado das rosas, eu botei as mãos na cabeça e começei a chorar. 

Eu fiquei lá chorando até que ouço uma voz atrás de mim.

??? - Frisk?

Olhei para trás e vi Papyrus. 

- Papyrus? O que está fazendo aqui?

Papyrus - Eu perguntei aos meus pais se eu podia vir aqui te procurar, depois de uma longa discusão eu finalmente consegui convence-los. Claro, assim que eu chegar em casa vou ficar de castigo porque eu quase subi em cima da mesa... - Diz ele se sentando ao meu lado.

Então ele nota que eu estou chorando.

Papyrus - Você está chorando?

Eu digo sim com a cabeça.

Papyrus - Mas... Por que?

- Eu não estou feliz com essa ideia de casamento... - Eu digo chorando - Eu não amo o Sans...

Papyrus - Ah, o Sans me falou que também não te ama... 

- Viu! Os meus pais e os seus não estão nem ai para a minha felicidade e muito menos a do Sans! Eles só querem... Juntar as empresas... - Eu dei um suspiro triste - Você não vai entender... É coisa de adulto...

Papyrus - Fica calma Frisk, tenho certeza que você conseguirá acabar com esse problema - Diz ele abrindo um sorriso que fez eu me sentir muito melhor - Eu, o Grande Papyrus, te garanto!

Eu dou uma risada.

- Obrigada Papyrus, você daquia um otimo amigo meu...

Papyrus - E o que está esperando para eu me tornar seu amigo? Eu tenho certeza que você está louca para ser amiga do grande Papyrus!

Novamente, eu dou uma risada.

- Sabe Papyrus... Se você tivesse mais de 18 anos... Eu me casaria com você na hora. - Eu digo acarenciando o cabelo dele. - Tipo, o Sans e legal e tals, mas eu prefiro mais você do que ele...

Papyrus e eu rimos juntos.

Papyrus - Melhor eu voltar para a sala de jantar, meus pais apenas deixaram eu sair de perto por 5 minutos, se eu não for para lá agora vou me encrencar mais do que já estou, nos vemos lá Frisk! - Diz ele voltando para dentro da minha mansão acenando.

Eu começo a pensar... Em como seria se eu casasse com o Sans, até que eu ouço um barulho que estava vindo de trás das arvores e arbustos que estavam no jardim.

- Olá? Tem alguém ai? - Eu me levanto.

Com medo, eu dou dois passos para a frente para ver se eu conseguia ver algo, mas como estava de noite não deu para ver nada.

- Acho melhor eu entrar...

Derrepente um esquilo sai de um dos arbustos.

- Ufa... Era só um esquilo... - Eu dou um suspiro aliviada.

Eu me viro, mas quando eu já ia começar a andar para dentro da mansão, alguém bota um pano na minha boca, eu começo a ter falta de ar de desmaio.

...

...

...

...

 

Continua...


Notas Finais


Acho que to me arrependendo de ter escrito isso... :'P


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...